terça-feira, 23 de maio de 2023

Efeitos da globalização


A globalização é um dos fenómenos mais significativos da história humana e, da mesma forma que modificou nossas relações sociais mais íntimas, modificou também as nossas relações de trabalho. A possibilidade de estarmos interconectados a todo o momento encurtou distâncias e alongou nosso período laboral. O trabalho formal remunerado, que antes se discutia entre paredes, hoje persegue-nos até em casa e usa parte de nosso tempo livre, face à crescente competitividade no mercado de trabalho.

A grande flexibilidade e a exigência de uma mão de obra cada vez mais especializada fazem com que o trabalhador dedique cada vez mais tempo da sua vida ao aperfeiçoamento profissional. Essa é uma das origens das grandes desigualdades sociais da sociedade contemporânea, uma vez que apenas aqueles que dispõem de tempo e dinheiro para dedicar-se ao processo de formação profissional, caro e exigente, conseguem subir na hierarquia social e económica.

A automação na produção de bens de consumo tornou, em grande parte, a mão de obra humana obsoleta, aumentando o numero de trabalhadores e diminuindo o valor da força de trabalho, sobretudo nos países de grande população, mas com baixa especialização. Como resultado, a situação do trabalho nem sempre melhora, porque a preocupação com o bem-estar do empregado sai caro e, na conceção que prioriza o lucro monetário, não é um investimento que garanta retorno imediato.

 

HSC

1 comentário:

Pedro Coimbra disse...

Vimos todos o trabalho a entrar pela casa dentro durante a pandemia.
E esses tempos até levaram a questionar a necessidade do trabalho fora de casa.
Cantava Bob Dylan The Times They Are A’Changing