segunda-feira, 13 de abril de 2015

E mais um...


Paulo Freitas do Amaral, eleito em 2009 presidente da Junta de Freguesia da Cruz Quebrada-Dafundo, em Oeiras, anunciou hoje a sua candidatura à Presidência da República, garantindo ter já metade das assinaturas necessárias para a formalização. 
Com 36 anos, o primo de Diogo Freitas do Amaral apresenta publicamente a sua candidatura a 30 de Maio numa sessão no concelho de Oeiras, terra onde cresceu, foi autarca e deputado municipal e diz ter decidido candidatar-se para fazer uma “reaproximação das pessoas à política”, tendo como público-alvo os jovens.
Paulo Freitas do Amaral é a terceira figura a manifestar a intenção de se candidatar à Presidência da República nas eleições do próximo ano. O socialista Henrique Neto e o ex-vice-presidente da Câmara do Porto Paulo Morais (mandato de Rui Rio) já anunciaram publicamente a intenção de entrar na corrida a Belém. No fim deste mês será a vez do ex-reitor António Sampaio da Nóvoa.

Ao que parece a multiplicação de candidatos presidenciáveis ainda só está no começo e promete... E as legislativas? Alguém se lembra?!

HSC

6 comentários:

Fatyly disse...

Das legislativas sei apenas que surgiu o 24º partido (os dos reformados e pensionistas) e acho que por este andar vamos ter mais candidatos a...e aprtidos, do que votantes, porque pelo que oiço a abstenção vai ser enorme.

Esperam todos pelos votos dos emigrantes...será que depois de corridos do país irão votar?

Fez-me rir porque outros tantos já estão na calha:):)

Isabel Mouzinho disse...

Com tanto candidato, acho que também vou pensa em candidatar-me. Só para não destoar...

Sérgio S disse...

Esta candidatura tem como único objetivo desviar as atenções da minha candidatura.

Anónimo disse...

Tenho muita pena é que o quem eu gosto e admiro - não está nem aí.Mas,ainda sonho e,oxalá...

João Menéres disse...

Um jovem na Presidência ?
Ele julgará que é apenas um corta-fitas ?
ACORDA, DIOGO !

Correia da Silva disse...

E não se pode "clonar" o único PR ( não meramente parlamentar).
Obviamente, falo de RAMALHO EANES.