quinta-feira, 6 de setembro de 2018

O que mais falta acontecer no futebol?

Há semanas a fio que só se fala de futebol pelas piores razões. E nem sempre conseguimos por parte da comunicação social a isenção que, em assuntos desta natureza,  devia  ser "informar" e não "julgar".
Para quem gosta de desporto e deste em particular, como é o meu caso, tal tipo de "divulgação" entristece profundamente, porque dá ao mundo a visão de um país sem valores e sem ética. E eu gosto suficientemente de Portugal para me recusar  aceitar que tais comportamentos sejam genéticos, como alguns parecem defender.
Pior do que não ter informação é estar mal informado. No futebol, como na vida, há gente séria e gente que o não é. Englobar todos no mesmo saco é, no mínimo, lamentável!
Torna-se urgente apurar a verdade dos factos, seja no Sporting, no Benfica ou em qualquer outro clube que tenha problemas. Mas evite-se este permanente linguajar que não serve ninguém e só entristece aqueles que se interessam por um desporto que tantas glórias nos tem trazido!

HSC

7 comentários:

Anónimo disse...

"CORRUPCÃO" EM GRANDE NO BENFICA

A que horas falaram ontem:

1. Marcelo
2. Secretário de Estado de Desporto
3. Ministra da Administração Interna
4. Ferro Rodrigues
5. Carlos César
6. António Costa
7. Presidente da MAG Benfica
8. Presidente do CFD Benfica
9. Manifestações de adeptos e sócios benfiquistas com lenços brancos e tarjas de pedido de demissão

sobre a necessidade de demissão imediata de Vieira, e da vergonha que o país está a passar, cá e no estrangeiro, devido ao que ele ajudou e compactuou no Benfica, neste escandalo de enormes proporções de "corrupção"?

Até processos contra mim eles controlavam, correcto?

Alguém tem os links para me enviar?


Post de Bruno de Carvalho

José Carlos Sant Anna disse...

Pertinente e lúcida a abordagem. Pelas bandas de cá, não é muito diferente.
Um abraço,

Fatyly disse...

Só no futebol? Ver ou ler as notícias é de ficar agoniada e por vezes não vejo nada! Corrupção por todo o lado!

Não gosto de futebol, mas os meus gostam e todos de clubes diferentes mas lamento que algo que une famílias esteja pelas ruas da amargura, já para não falar das lutas-livres antes e depois dos jogos!

Eu jamais iria a um campo de futebol. Já fui a dois fora do país mas vazios:)))

Um abraço

Maria Conceição Pereira disse...

Boa noite Dra Helena. Não podia estar mais de acordo com a Senhora.Já ando há muito a tentar comentar aqui no seu blogue mas não consigo.Vamos lá ver se é desta. Os meus respeitosos cumprimentos.

Pedro Coimbra disse...

Que tal a malta, se quer falar de futebol, falar nos jogadores que ontem se mostraram na Selecção Nacional?
Era capaz de não ser má ideia...
Bom fim-de-semana

João Almeida disse...

Boa tarde Helena. Não tenho qualquer intenção de criticar ou rebater o que escreve no seu post, Afinal, como verá, estamos de acordo no fundamental. Apenas faço observações, entre parêntesis rectos, ao longo do Seu texto. Abraço amigo.

O que mais falta acontecer no futebol?
Há semanas a fio que só se fala de futebol pelas piores razões [Semanas? Sim, os meses têm semanas e os anos têm meses… Mas seria melhor falar de anos... Uma vergonha!]. E nem sempre conseguimos por parte da comunicação social a isenção que, em assuntos desta natureza, devia ser "informar" e não "julgar" [Em primeiro lugar, entendo que a designação “comunicação social”, para aquilo que nos servem, é um eufemismo. Depois, qual o interesse de “informar” se a vontade é fazer passar a ideia que vivemos «sem valores e sem ética», como escreve?]
Para quem gosta de desporto e deste em particular, como é o meu caso [somos dois], tal tipo de "divulgação" entristece profundamente, porque dá ao mundo a visão de um país sem valores e sem ética [e, para além da chamada comunicação dita social, outros actores públicos labutam com afã para esse objectivo]. E eu gosto suficientemente de Portugal para me recusar aceitar que tais comportamentos sejam genéticos, como alguns parecem defender [de novo, faço parte desse “clube”]
Pior do que não ter informação é estar mal informado. No futebol, como na vida, há gente séria e gente que o não é. Englobar todos no mesmo saco é, no mínimo, lamentável! [Sim, mas se o interesse que está por detrás de tais acções, ou omissões, for pintar o quadro bem negro para que os “salvadores da Pátria” apareçam…]
Torna-se urgente apurar a verdade dos factos, seja no Sporting, no Benfica ou em qualquer outro clube que tenha problemas. Mas evite-se este permanente linguajar que não serve ninguém [talvez sirva a alguém… como dizia um meu professor na Academia Militar, «nada acontece por acaso, e tudo está ligado!»] e só entristece aqueles que se interessam por um desporto que tantas glórias nos tem trazido! [Dois apontamentos finais: o primeiro sobre as «glórias»… acho esta palavra demasiado forte para o que os futebolistas ou outros desportistas fazem, tal como acho excessiva a utilização da palavra “herói” por dá cá aquela palha, mas admito que outros encontrem glória e heroísmo nas competições desportivas; o segundo, convinha que o «linguajar» também cessasse em todos os casos que, no âmbito da justiça envolvem figuras públicas, cargos políticos, dirigentes partidários, associativos, de IPSS, etc. Isto de levar as pessoas ao pelourinho sem verdadeiro julgamento não é próprio de um Estado que se quer de Direito: informe-se, não se julgue.]
Disse... ou melhor, escrevi!

Anónimo disse...

Alguém me explica?
O futebol é tão mau, mas tão mau,e só para ignorantes e gente inculta e por que é que advogados,banqueiros,juízes,altos ilustres da Nação querem todos fazer parte?
Não entendo!