quarta-feira, 14 de novembro de 2012

As voltas da amizade


A amizade e as suas matizes é tema de que, um dia, me hei-de ocupar aqui. Mas hoje, se a refiro, é porque esta semana tem sido a amostra daquilo que chamo de "amiga vadiagem". 
Com efeito, comecei com o lançamento do livro da Inês Pedrosa na segunda feira, tive SIC na terça, agora acabo de assistir ao Prémio António Quadros 2012 atribuído à LENDAS DA INDIA de Luis Filipe Castro Mendes, vulgo Alcipe - que, de quando em vez, aparece aqui -, amanhã estarei no lançamento do primeiro livro do Marcelo Teixeira, amigo que durante vários anos foi meu editor, sexta feira estarei no jantar de homenagem a um homem a quem muito devo - António Pires de Lima, pai - e, mais viva que morta, conto apresentar-me na próxima segunda, no lançamento dos meus NOVE MAGNÍFICOS.
Quem me conhece bem, sabe que só a amizade pode explicar uma semana destas. Como autora de livros e alguém que trabalha em televisão, tenho obrigações e cumpro-as. Pelos amigos tenho devoções. Por isso, num dia de greve e de distúrbios, fui dar um abraço ao poeta, cuja amizade nasceu nesta e na sua casa da blogosfera, e foi tomando forma ao longo dos meses. 
No Palácio Foz encontrei gente daqui, como a Era uma vez e, surpresa das surpresas, uma mão cheia de amigos comuns. Muitos outros terão ficado presos na confusão de trânsito que a greve provocou.
Valeu a pena o caloroso e sentido abraço, porque foi muito especial ouvir o poeta ler alguns dos seus próprios versos!

HSC 

11 comentários:

Anónimo disse...

ric a semana em cultura e principalmente muitos amigos a valer!
a amizade é daquelas coisas que tem de ser cultivada - lá fazia o "petit prince" com a sua rosa e com a querida raposa... também estava sempre ocupado...
um forte abraço para a querida drªhelena. (fui sua aluna de estatística no ies agora iscte...)
lb/zia

Isto e aquilo disse...

Pois eu, que sou daqui, também conto estar lá na 2ª feira, para lhe dar um beijinho real.
Isabel Mouzinho

Alcipe disse...

Como gostei de a encontrar e como gostei da luz da sua alegria, mesmo com as sombras de tristeza e de preocupação que me referiu. Obrigado.

a) Alcipe

ERA UMA VEZ disse...

O "nosso" Alcipe merece bem aquele brilhozinho nos olhos que a sala dos espelhos reflectia e multiplicava...

Fui bom ouvi-lo ler os seus próprios poemas,prolongando o som de Rao Kyao que trouxe uma toada da Índia (perfeita para o momento).

Foi óptimo estar consigo Helena, divertidas e cúmplices, apreciando a beleza e a serenidade de uma tarde amena de um Novembro galopante...

Será certamente excelente conhecer o seu novo trabalho.
E estou ansiosa por segunda feira.
ESTOU MESMO.

(Será que o seu dia tem mesmo só vinte e quatro horas)???
D U V I D O

Teresa Peralta disse...


Maravilha!!
São os afectos que impulsionam os passos do nosso caminho e que nos ajudam a sobreviver,.. Sempre!!
Boa semana. Até 2ªf !
Um abraço

Vânia Batista disse...

É verdade, Drª Helena, só a amizade explica uma semana assim e, afinal, não se fazem greves aos abraços nem aos amigos.

;)
Um beijinho,
Vânia

Paulo Abreu e Lima disse...

Gostei muito do "Lendas da Índia" de Luis Filipe Castro Mendes, aqui Alcipe. Vindo de mim, é... impróprio: não aprecio muito, ou ainda não sei apreciar na plenitude, Poesia, per se. Parabéns ao galardoado e quanto a si, caríssima Helena, tome agasalho enquanto laureia a pevide :-)

Hélia Cruz disse...


Cara Helena,

A amizade é um valor, que prezo muitíssimo. Muito há a dizer sobre este tema. Esperarei que a HSC o desenvolva . A amizade faz-nos ultrapassar os nossos limites.

As maiores felicidades para a super semana que se avizinha, não esquecendo o lançamento dos "9 MAGNÍFICOS".
Sempre com amizade.

patricio branco disse...

um bom poeta e um bom livro, uma boa mostra de amizade

Isabel Seixas disse...

De facto a retroalimentação da sua vivacidade é estimulante.
É um orgulho o sr. embaixador poeta, como diria a minha avózinha está de acordo consigo próprio muito bem "afeiçoado".
Conto um dia obter os autógrafos dos livros dos dois que já tenho e senão já os li...
Parabéns para si também pelas opções.
Abraço

Luisa Sá disse...

Ah, Helena, não a conheço, mas como a admiro!
Deve ser uma benção desfrutar da sua amizade.
Aqui do Brasil, um abraço,
Luisa Sá