segunda-feira, 5 de novembro de 2012

A um amigo


She may be the face I can't forget,
A trace of pleasure or regret,
May be my treasure or
The price I have to pay.

She may be the song that summer sings,
May be the chill that autumn brings,
May be a hundred different things
Within the measure of a day.

She may be the beauty or the beast,
May be the famine or the feast,
May turn each day into a
Heaven or a hell.

She may be the mirror of my dream,
A smile reflected in a stream,
She may not be what she may seem
Inside her shell.

She who always seems so happy in a crowd,
Whose eyes can be so private and so proud,
No one's allowed to see them
When they cry.

She may be the love that cannot hope to last,
May come to me from shadows of the past,
That I'll remember till the day I die.

She may be the reason I survive,
The why and wherefore I'm alive,
The one I'll care for through the
Rough and ready years.

Me, I'll take her laughter and her tears
And make them all my souvenirs
For where she goes I've got to be.
The meaning of my life is she, she, she--.

HSC

11 comentários:

AFRODITE disse...

O Elvis Costello que me perdoe... mas esta canção interpretada por Aznavour tem outra dimensão!

Decerto uma bela homenagem.
(^^)

Paulo Abreu e Lima disse...

Sim, sou eu: não há coincidências.

Muito obrigado, minha Querida Amiga. She and You.

Hélia Cruz disse...

Cara Helena,

Canção emblemática de uma geração.
Feliz é quem tem um amigo que nos diz, "the meaning of my life is she, she,-"
Sempre com amizade.

Isto e aquilo disse...

Lindo! Adoro :)

Anónimo disse...

que linda! bem haja!
todo o carinho a uma senhora que nos trás pots tão maravilhosos!
lb/zia

Fatima P. disse...

Acho lindo, Helena, também adoro. É a canção em que toda a mulher se revê ... Um beijo muito carinhoso.
Fatima P.

Maria Júlia Sobrinho disse...



Bela musica e Aznavour um dos muitos românticos. Quem não a dançou nas matinés de sábado, numa garagem improvisada de discoteca, com "amigos" feitos seguranças a tomar conta das entradas? Grandes tempos!
Obrigada.

Maria disse...

Cara Helena:
Aznavour é Aznavour. Adoro-o desde que o ouvi a primeira vez.
Abraço
Maria

Anónimo disse...

A versão francesa e penso que a
original é "tous les visages de
l´amour". Linda!
M.Júlia

rmg disse...


A canção é de 1974 e os seus autores são Charles Aznavour e Herbert Kretzmer .
A versão francesa é "Tous les visages de l'amour" .
"She" foi escrito como tema para uma série da TV britânica .
Com pouco êxito em França acabou "redescoberta" pelo Elvis Costello .
Por acaso sou um felizardo : tenho o respectivo vinil desde 1975 ...

Anónimo disse...

Liiiiiiiiiiiiindo!
Obrigada!Nunca é demais ouvir!!

Fl