sábado, 17 de outubro de 2020

Beleza e Cultura


A Perfumes e Companhia decidiu, e bem, ajudar aqueles que fazem da cultura a sua missão, contribuindo com 1€ para o FUNDO DE SOLIDARIEDADE PARA A CULTURA em todas as compras de um dos seus muitos perfumes. Parece-me uma ideia de louvar tanto mais que livros e perfumes são excelentes prendas em qualquer altura do ano!

HSC

12 comentários:

João Menéres disse...

Muito bem !
E outras empresas podiam seguir o exemplo da
PERFUMES & COMPANHIA..

Anónimo disse...

Ora aqui esa uma forma inteligente de apoiar a cultura!

Anónimo disse...

Anónimo disse...

Anónimo disse...
Aqui esta´uma forma de ajuda à cultura de maneira indireta. Era muito bom que outras empresas fizessem o mesmo, já que ongoverno pouco ou nada faz nesta área.

1

Anónimo disse...

É uma iniciativa positiva, embora seja uma gota de água, ou melhor, uma gota de perfume.

Anónimo disse...

Com o que se passa hoje em todo o mundo, ninguém pode deixar de constatar que existe algo de profundamente errado. A desigualdade acelera vertiginosamente no séc. XXI. Se existe alguma igualdade só, ironicamente, na pobreza, toos pobres, todos iguais. A pandemia veio arrasar a economia de mercado, onde tudo é mercadoria, economia que se rege pela prioridade do lucro sobre o bem social e o meio ambiente. Hoje existe um movimento que defende uma economia solidária, que luta por uma mudança da sociedade, pelos direitos humanos, pelos recursos e pelo ambiente.
Trata-se da sobrevivência do ser humano, dos animais, das plantas, da terra. Não que esta iniciativa da Perfumes & Companhia, possa considerar-se um acto de solidariedade, é uma técnica de marketing, para vender mais, claro. E devem ter feito todas as continhas, para que ao doar 1€, não percam nada, mas obtenham lucros. Não há almoços grátis. Mas...

Helena Sacadura Cabral disse...


Anónimo das 13:41
Todas as empresas têm tecnicas de marketing. Esta pode ser encarada como tal. Mas eu prefiro as que dão alguma ooisa à cultura, quando esta não é nem amparada por quem deve. Venham mais campanhas destas porque quem compra um perfume pode doar 1€ a uma área tão esquecida...

Anónimo disse...

Quem vai pagar 1€ a mais (ou mais do que 1 €) é o consumidor.

Helena Sacadura Cabral disse...


Claro que é. Mas quando compra o perfume já sabe disso. Então vale a pena.

Anónimo disse...

Imposto olfactivo

Anónimo disse...

Todas as empresas têm técnicas de marketing. Ponto final. É assim no tipo de economia em que todos vivemos. Para quê mascará-las de solidariedade. Prefiro as coisas às claras. É como o caso dos senhorios, que estão a ser «solidários» à força, financiando os inquilinos que não conseguem pagar a renda.

Pedro Coimbra disse...

Chapelada de aba larga para a iniciativa da empresa.
Boa semana

Helena Sacadura Cabral disse...


Anónimo das 18:13

Pois eu, às claras ou às escuras, prefiro promoções que dêm alguma coisa à cultura, que tão mal tratada é neste país, onde há artistas a passar fome!