quinta-feira, 28 de março de 2013

Embustes e narrativas...

"A las nueve in punto de la noche" estive a ver a série "A good wife", um pequena delícia neste marasmo televisivo. Mas gravei a entrevista. Vi-a há pouco.
1. Socrates vinha com um belo casaco dark blue, que me pareceu de veludo. Lindo o casco, embora o dono, mais magro, também não estivesse nada mal com um cabelo todo branco e muito bem cortado. Enfim, para aluno, pareceu-me mais um professor.
2. Confirmou tudo aquilo que eu admiti, em post anterior, que abordaria, incluindo o empréstimo bancário para estudar. Não haveria, talvez, necessidade de o referir. Nem de caminho, aproveitar para dizer que comprara a sua casa do mesmo modo. Só se fosse burro é que a pagava a pronto, estando na política. Elementar meu caro Socrates...
3. Limitou-se a falar de embustes e narrativas quer pessoais quer profissionais, desfechando machadadas mortais no actual Presidente da Republica e no Correio da Manhã. Surpreendente que, face ao acusatório, não tivesse movido as respectivas acções judiciais. Sendo um homem de coragem na palavra, deveria te-lo feito. Julgo eu.
4. Está igual ao que sempre foi: um animal feroz como ele próprio se definiu. As culpas não foram dele e ele nada deve ao país. Muito menos desculpas.
5. Passaram dois anos e o homem que vimos na entrevista continua ferido de morte. E irá, semanalmente, fazer a sua catarse no canal público. Teremos todas as semanas a sua dose de amargura, a juntar àquela que já nos habita. Pro bono ou não, o certo é que ele conseguiu a sua tribuna própria. Seguro que se acautele, porque o apelido já não é garantia. De sobrevivência!
6. Parabéns ao Presidente da RTP e ao Ministro Relvas que estão por detrás deste convite. Conseguiram, de uma só penada, dar dois tiros em quatro pés*. Na melhor das hipóteses!

HSC

Nota: nada de conclusões maldosas. Não falo senão de pés. Dois do Presidente da RTP e dois do ministro Relvas.

28 comentários:

Anónimo disse...

Esta a falar de quadrúpedes, minha senhora? Na minha opinião o tiro foi todo nos pés do Governo (o PR vai perdoar ao Relvas?), o Sócrates tem o que quer e isto acaba por nao ter grande importância, porque o senhor diz tanta coisa de novo como o seu inimigo de estimação Carrilho e o Seguro continua na mesma, quer dizer, também nao piora. Para o Costa e capaz de ser pior, mas nao andasse no toca e foge...

a) Amigo Fritz

Helena Sacadura Cabral disse...

Ó meu amigo
Não. Dois pés do Relvas, mais dois pés do Presidente da RTP dá quatro pés. O que é diferente de quatro patas...
Mas não muito, é verdade!

Carlos Fonseca disse...

Sra. Doutora,

Distracção sua: Sócrates moveu acções, que estão a correr, morosas como é costume, ao Correio da Manha.

Quanto ao inquilino de Belém, a questão é, como sabe, política.

Anónimo disse...

Farinha do mesmo saco. São todos bons para assar, como diria a peixeira Amélia da Figueira da Foz. Os antes e os após... nada se aproveita.

Fatyly disse...

Não vi directamente (assim não contribui para o share:)) e não gravei. Vi há pouco os vários vídeos aqui na net.

Quanto ao seu ponto 1 - concordo e apesar de não gostar da sua "ferocidade" sempre o achei charmoso e agora tem o cabelo tal e qual como o meu - todo branco, só com uma diferença eu tenho-os desde os 30 e nunca pintei e ele só começou a ter depois de andar no teatro de guerra, desculpa da política.

Quanto ao resto e por eu não pertencer a nenhum partido estou à vontade para dizer: igual a si próprio, concordei com algumas coisas quanto ao PR (que na minha modéstia opinião ficará na história como o pior de todos que por lá passou) que mentiu ou omitiu muita coisa mas sempre que discursava era convicto na esperança e de não baixarmos os braços. Coisa que o actual executivo em nada, rigorosamente nada o diz ou faz.
Li o seu memorando também assinado pelo PSD e realmente não voltei a repetir a dose porque já sofreu 7 alterações. Ninguém adivinha o futuro e previsões há muitas...e se de facto o tal do PECIV com a concordância de Bruxelas, do BCE e de mais alguém, tivesse sido aceite pela oposição estaríamos hoje como estamos? Teria mais capacidade de negociação com os 3 metralhas? Porque o actual executivo quis ser mais papista que o Papa e numa subserviência à Troika anda em cortes cegos e completamente desnorteado? Porque não ouvem mais o parceiro de coligação e todos da oposição?
Cumpriu o que disse: chumbado o PEC ele demitir-se-ia. Remeteu-se ao silêncio...e o actual governo andou sempre a atirar as culpas ao anterior (Sócrates) e porque também não o fez ao anterior do anterior?
Maldita cores políticas partidária que tolda as ideias a todos que só querem tachos, panelas e panelões! (Há excepções...felizmente!)

Resumindo e concluindo...nada de novo, está no direito de comentar como qualquer outro e mais uma vez não me convenceu...apenas vincou algo que já disse: é convicto, directo e estendível. Pedir desculpas? Os anteriores governos pediram? o PR pediu desculpa por ter destruído as pescas, agricultura e industria com os tais "subsídios e subserviência a quem deu ordens?

Pois, mas alguns do PSD já vieram dizer que não, não...Relvas não tem nada a ver com isto...

Enfim Drª. Helena fiquei farta da "farinha 33", o que talvez tenha faltado a muitos e muitas...e triste com a situação nomeadamente do desemprego e precariedade...pelo que já passei no passado aquando deixei a minha terra natal...e voltar ao mesmo? Triste porque sempre vivi em crise, mas ainda com "gana" para sacudir quem baixa os braços, porque se eu pudesse há muito que não estaria em Portugal!

Um beijo e desculpe a opinião de uma simples cidadã.


Anónimo disse...

Detesto o homem. Desgraçou o País e volta a ter a TV por conta dele. Um insulto às pessoas que estão a pagar as dívidas que ele e o seu séquito contrairam.

Anónimo disse...

Gosto de a ler, sou sua fã, mas desta vez não conseguiu ser isenta.
O País parou, não duvide, para o ouvir Sócrates e ele não defraudou. Foi inteligente, firme e corajoso. Gostei dele, foi determinado.
Falou o que mtos pensam e deu severos tiros no porta-aviões que há mto tempo mete água.

Aida**

ERA UMA VEZ disse...

Sempre gostei de ouvir políticos com P grande.
Um deles está actualmente "amarrado" a um compromisso do qual dificilmente se libertará(por mais que isso me custe)

Ontem, tentei não me deixar impressionar, tentei não esquecer o que me desagradou, mas na verdade tinha saudades de ouvir UM GUERREIRO, UM HOMEM CORAJOSO, enfim, UM POLÍTICO a sério.

Teria sido mais fácil se as coisas actualmente nos dessem alguma confiança...

Retive aquela ideia de ser capaz de "motivar o País, criando esperança e a certeza de que vamos conseguir VENCER"

A verdade é que um bom líder consegue "milagres" e só esses ficam na História.

Uma dose semanal desta envergadura vai abanar as estruturas. Todas elas. Quase de certeza.

Helena Sacadura Cabral disse...

Cara Aida
Não duvido que o país tenha parado. Nem disse isso, atenção.
Eu vi outra coisa porque me interessava mais. E hoje não ouvi nada de novo.
Sócrates é assim. Ou se ama ou se odeia. A mim é-me indiferente. Paciência.
Olho-o como olho os outros políticos. Não pertencem ao meu mundo. Felizmente!
Portanto farei como faço com os restantes - sejam Marcelos, Marques Mendes, Coelhos, Sousa Tavares -, não os oiço!

zia disse...

Sócrates continua igual a si próprio, muito seria de admirar o contrário!
"não tem dúvidas...!" Nem tem culpas de nada, volta a atirar a crise para o/s outro/s, cheira a bafio, e parece que estamos a ouvir o Passos apenas mudam os culpados!
Será que não vão dar a cara os que tanto criticam e por vezes parecem tão sábio...
Um forte abraço,
lb/zia

Teresa Peralta disse...


Triste sina a nossa!..O Fado político continua, com jogos de poder, de dia para dia, mais previsíveis na sua mediocridade...
Que futuro vamos deixar aos vindouros?!...

De Berlim, junto de mais uma expatriada profissional, lhe envio um enorme abraço, com votos de Santa Pascoa.

Anónimo disse...

Vi a entrevista e mantenho a minha opiniao. Continua igual, arrogante, e mentiroso. Foi tudo um embuste... Coitadinho, foi uma vitima. Nao teve entrevistadores à altura. Praticamente um monologo ...

João Menéres disse...

Sócrates bem preparado e com o seu habitual ar de vendedor de feira, perante dois apagados entrevistadores.
Uma tristeza, enfim...

Os meus cumprimentos e os desejos de uma santa Páscoa.

Anónimo disse...

Sou ignorante na politica .Não vejo televisão .

Passo o meu tempo a tratar dos netos e a ler os livros da Dra Helena pessoa de quem gosto muito .
Já li e reli o livro de Luis Osorio que tem textos lindissimos
Boa Pascoa a todos

Carlota Joaquina

Anónimo disse...

Socas quando PM aparecia envolto numa cápsula invísivel como quem segue um livrinho de auto-ajuda: Oi tudo bem, tudo numa boa, não fales de problemas porque atrais as más vibes.

Agora mudou, já não há livro de auto-ajuda que lhe valha, destila uma amargura e um rancor cheios de mofo. Está baço, fora de prazo, igual aos outros políticos, apenas pretende limpar a sua imagem e não tem ideias para um país em que falizmente na sociedade civil começam a aparecer iniciativas inovadoras e novos protagonistas.

Não, não pertenço a nenhum partido.

patricio branco disse...

tranquilo e agradavel serão passei, primeiro vi um filme sobre um campo de soldados americanos prisioneiros na alemanha com racismos à mistura e 1 crime, campo chefiado por um oficial alemão pró americano...bem, não estava mal...
depois, aproveitei ainda para ler 1,30h até apagar a luz um romance dum escritor hungaro, publicado em 1941 e verifico mais 1 vez a qualidade dessa literatura mitteleuropeia.
foi a melhor decisão, que maravilha não ter perdido tempo a ver outras coisas na tv, nem ter sentido curiosidade...

Alcipe disse...

Então, a sua série preferida é a Good Wife? Sabe que a da família Obama é "Modern Family"? E a da Angela Merkel Midsomer Murders?

A minha é "Walking Dead"...

Anónimo disse...

Se fosse feio seria dificil ouvi-lo com aquele Xico-Espertismo todo!
ou talvez tivesse mais capacidade de aprofundar os assuntos. soubesse aceitar culpas responsabilidades e acima de todo talvez dialogasse mesmo.
Apareceu mas nao cresceu, uma pena pq nos poderia ajudar apesar de tudo.Tem carisma, lata, labia e com um pouco maisde estudo, disciplina e amadurecimento poderia ser um homem!!!

Helena Sacadura Cabral disse...

Meus caros todos e em especial ao João Menéres uma páscoa tranquila. Não digo Santa para não ofender ateus nem outras religiões. Mas que o Feriado católico serve a todos lá issi serve...
A mim deu-me para ler Pessoa e Andrade. Mais logo, irei ao Castro Mendes!

Alcipe, liquidou-me. É que depois da Good Wife sigo sempre o Midsomer Murders e não acho grande piada à Modern Family. Ao Obama e sua Michel, tão pouco.
Nunca vi a sua porque o título me arrepia. É mesmo boa ou está a brincar comigo?!

Ältere Leute disse...

Comentário do meu marido :

" Senhora Sacadura Cabral:
Estranhei a sua escolha gravação / Sócrates. Isto porque a considero das posturas públicas de mais alta responsabilidade.
Ao ler hoje o DN ( N.Azinheira )compreendi !!!
Permita-me que releve:
A sua cultura e inteligência são realmente superiores. Bem haja ! Que sirva de exemplo !
José Alves "

Alcipe disse...

Na verdade a minha favorita é Midsomer Murders. Mas Walking Dead é fantástico, no género apocalíptico, que é um dos meus fracos ("2012", adoro!)

Anónimo disse...

Maria (publicamente anónima)
Olá Drª Helena! Boa tarde!
Em primeiro lugar quero desejar-lhe uma Santa e Feliz Páscoa.
Tenho andado um pouco fora deste comentário, mas não tenho deixado de a ler. Apenas porque as minhas obrigações profissionais não me têm dado muito tempo para este comentário lúdico. É sempre mais fácil e rápido, ler do que escrever. Mas sempre que posso, passo por aqui para a ler. Faz-me falta e faz-me bem. A sua escrita é maravilhosa, tanto na forma como nos conteúdos. Todos os temas que trata aqui me ensinam muito e mostram a pessoa livre, bem formada e informada que a Senhora é. O seu “fio-de-prumo” é bastante interessante, acho que proporciona um debate importante e inteligente.
Quanto a comentadores, sempre que posso vejo e oiço todos e de todas as áreas, até para diversificar, desde a politica, ao social à economia etc., gosto de ouvir quem tem o privilegio de ter a palavra, mesmo que essa palavra seja incomoda para alguns, pode ser útil para outros, é sempre bom diversificar. Política partidária, como acção pessoal, dispenso, não pertence ao meu mundo, muito menos a politiquice. Vou ouvindo todos, por fim acabo por fazer a minha análise (talvez defeito de formação), e acabo sempre por ouvir também os comentadores dos comentadores. Dou por mim a criticar tudo e todos, depois de fazer a minha análise retiro as ideias válidas que cada pessoa, enquanto pessoa, tem para nos oferecer. Na política partidária, parece que têm todos a mesma cartilha, mais palavra menos palavra, dizem todos as mesmas coisas, parece que estão acorrentados uns aos outros, dentro de cada partido, com ideias feitas no colectivo. É uma coisa que me faz imensa impressão, passam um pouco a mensagem de um colectivo político que parece não corresponder ao que cada um acredita enquanto pessoa, mas uma obediência partidária de ideias feitas. Não estou a fazer juízos de valor em relação a opiniões ou a pessoas, não costumo classificar entre o bom e o mau, nem o bem e o mal, são dicotomias perigosas e subjectivas, estou apenas a pensar que a diferença, como uma característica da humanidade é saudável e deve ser preservada. Pessoalmente gosto de ter um pensamento livre. Característica que encontro nos textos que a Dr.ª Helena escreve.
Quanto ao Sócrates…o politico…não o filosofo…que parece também querer ser! Não o Grego antigo…mas este que esteve na RTP1, o português que nos deixou gregos! Como é meu hábito ouvi a entrevista e confirmei, de algum modo a minha tese, acho que nos grandes políticos (e Sócrates é um desses grandes políticos), a finalidade do discurso é quase sempre atingir os seus objectivos, ou seja, afirmar-se destruindo os adversários. Ou será que sou eu que não entendo? Deve ser defeito meu que não entendo os políticos.

Peço desculpa por me alongar no comentário, mas hoje, dia Santo e dedescanso, estou por aqui.

Um beijinho e uma Boa Páscoa
Maria M


Helena Sacadura Cabral disse...

Ó meu querido Alcipe se o género apocalíptico é um dos seus fracos...devia estar no governo da Nação. Nesse género a série é muito boa!

Anónimo disse...

Pois é Dra Helena... Já anda tudo à nora com esta entrevista. E para quem não gosta nada de política, a srª está a opinar muito sobre o assunto. Não faça de conta que ele nada disse de importante, nem de novo. Ele mexeu com o 'pessoal'..oh lá lá...

Dalma disse...


Fora de Portugal por uns dias não tive eco sobre a questão a não ser pelo seu blog. Se como os ingleses dizem " no news, good news" não há que ficar muito preocupada! Por aqui só se fala da impossibilidade de formarem Governo (os italianos), de Chipre e dos possíveis precedentes (Luxemburgo, Malta). Sobre Portugal nem palavra, quanto mais linha!
Boa Páscoa. Aqui a norte, apesar de na terra dos papas, nem a vislumbrei!

Anónimo disse...

Sócrates- quer ser presidente, planeado mas requentado, baralha e torna a dar.

Marcelo- ligado à corrente, ardiloso. Bota ardil nisso...

Miguel ST- estilo 'Equador' um livro menor, com personagens menores, salvo Maria Augusta.

Marques Mendes- mais politiquice?

Pacheco Pereira - não quer debater ideias, quer debitar ideias e... ganhar.

Helena Sacadura Cabral disse...

Ó meu caro Anónimo das 22:32, ainda estará para nascer um político nacional que "mexa" comigo.
Foi peditório para o qual já dei um marido e dois filhos...
O que mexe comigo é o estado do país. Não são eles!
Mexe a miséria das crianças e dos velhos, os sem abrigo, os que abandonam os estudos, a violência doméstica e pública. Isto, sim, mexe comigo...
Sabe? como diz o povo "já viro frangos há muito tempo"!

Unknown disse...

Boa Helena!! Começo a ser seguidora fiel, deste seu "fio-de-prumo". É interessante como uma opinião forte, ainda desconcerta e faz pensar que podemos estar a ser tendenciosos. Um comentário forte, mordaz, interessante, atual e incisivo sobre algum "acontecimento" relacionado com política, não quererá dizer que se é fã da política! Revejo-me completamente no que diz e na forma como se posiciona.O que interessará sempre serão as pessoas, na sua verdadeira essência e necessidades. O resto... interessará de menos, sempre!!! Abraço, PAULA FERRINHO.