sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Quatro meses

Passam hoje quatro meses sobre a partida do Miguel. Para mim, a sua ausência é tremenda. Mas ao BE, pelo que leio e oiço, creio não falhar na análise, ao dizer que faz muita falta também...

HSC

19 comentários:

Observador disse...

Estimada Helena

O Miguel faz falta.
Uma simples frase que se aplica a várias vertentes.

Faz-lhe falta? Naturalmente.
Faz falta aao BE? Nota-se.
E faz falta aos que viam nele um exemplo na forma de viver, de estar.

Cumprimentos

Vânia disse...

Um abraço solidário.

Vânia Batista

saudosa disse...

Lamento dizê-lo, mas até acho que o afastamento do actual líder do BE só ocorreu agora porque o seu filhos infelizmente já cá não está...
Caso contrário o sr. aem causa teria demasiado receio a forma livre como seu filho encarava tudo isto!!

Helena Oneto disse...

Querida Helena,

E bom recordar o Miguel que tanta falta faz aos seus mas também aos que o admiravam e respeitavam, à Esquerda, a Portugal, ao Parlamento europeu, à União da Europa e dos Homens.
Um grande e forte abraço.
Bem haja amiga!
Helena

Anónimo disse...

Gostaria de conseguir escrever palavras que diminuissem a sua dor e o peso dessa ausência que é incomensurável, mas infelizmente não consigo. Posso somente demonstrar-lhe o meu apoio através destas linhas e pensar que de alguma forma lhe posso dar alguma força e coragem.

Anónimo disse...

Se faz, se faz!!

Anónimo disse...


Sem dúvida!! Ainda não li mas também ouvi...
Um grande abraço
Teresa Peralta

Anónimo disse...

minha querida drª helena, os meses passam depressa mas a dor é lhe cada vez mais forte, deve ser terrível, sentir continuamente a impossibilidade de ver e ouvir, a Fé diz nos que o miguel está perto de si, mas... que o Senhor Jesus lhe dê e encha o vazio com a Sua presença.
o BE está já a sentir a falta da sabedoria e calma do miguel, e será pena que se afundem...
todo o carinho e calor muitooooo amigo,
lb/z

olinda silva disse...

Faz à senhora, faz ao BE e sobretudo a Portugal. Deus nos ajude!!
Um beijinho no seu coração.

Ana Fidalgo disse...


Força, Helena! Ele estará sempre connosco: Os familiares e os admiradores, como é o meu caso.

Isto e aquilo disse...

Helena:
O Miguel faz falta. A si, sem dúvida, mais do que a todos. E ao Paulo. E aos filhos. Assim como a todos os que o conheciam de perto e o amavam.
Mas uma pessoa como o Miguel faz falta também a todos nós e a este país, sobretudo agora.
Outro beijinho, enorme!
Isabel Mouzinho

Silenciosamente ouvindo... disse...

Minha amiga o tempo corre muito
veloz.Um beijinho muito especial
neste dia para si. Obviamente
que faz muita falta ao BE. Eu
fui autarca do BE durante pouco
tempo, renunciei, porque não concordava com muita coisa.Entrei
na qualidade de independente.Sei,
que a nível autárquico o BE não
consegue implantar-se e em próximas
eleições temo muito pelos resultados.
Bom fim de semana para si.

Fatyly disse...

Como o tempo passa e essa ausência dói e não falha na análise que faz, o Miguel faz falta ao BE e ao país com a "sua forma de ser e estar - frontal e verdadeiro nas suas convicções. Com ele não havia "ses"...ou era ou não era!

Um beijo

Maria disse...

Querida Helena:
Um Abraço grande para si.
O Miguel faz muita falta, num país onde há poucas pessoas como ele.
Maria

Tété disse...

Um grande abraço e um beijinho de quem é mãe, por este dia e porque tentei e tento avaliar o seu sofrimento que não tem certamente comparação com nenhum outro.
Teresa

Soledade Silva disse...

Miguel ficará para sempre na nossa memória como um exemplo( raro no nosso país )de sabedoria e honestidade!Um grande beijinho,Dra Helena e mta força!

Anónimo disse...

Cara Senhora,
É verdade, sem dúvida. Eu continuo a ver o Miguel todos os dias naquela fotografia que continha as suas palavras num texto para o Expresso em 1999. Tenho-a aqui, na minha estante ao lado do computador, e estou a olhar para o lindo olhar que ele tinha. Que pena.
TBM

margarida disse...

Um ser humano como o Miguel não se some: permanece e irradia.
Deixa marca incontornável, ideais, escola, sonho e exemplo.
Um homem especial como ele é, expande o seu calor em cada coração que continue a bater, dias, meses, anos fora, com o seu sorriso presente.
Ele É presente.

Isabel Seixas disse...

Claro que tem razão.
Um abraço