sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Os bons amigos!

Continuo o meu plano de férias, que envolve limitar ao mínimo quaisquer horários ou obrigações. Por enquanto estou em Lisboa a gozar um dos meus maiores tesouros: os amigos. Que, ao longo dos últimos noventa dias só pediam que desse notícias. Chegou a hora de repastar com eles e de os abraçar.
Ontem jantei em casa de dois que me são muito queridos, a Graça e o Pedro Abreu Loureiro. Foi, como eu gosto, em pequeno comité. Regalei-me com os abraços sentidos que recebi de ambos e daqueles que lá se juntaram e que também são meus amigos. Rimos, conversámos, contámos piadas e falámos de política. Foi muito, muito bom. Lavou-me a alma.
Hoje fui almoçar a um dos ramos familiares de que mais gosto, os Sacadura Bote. Excelente convívio e um repasto de fazer inveja à cozinheira que sou...
Logo jantarei com a Isabel Galriça, a alma que vela por mim, mesmo sem eu ainda precisar de cuidados paliativos.
Todo este arrazoado para vos dizer que férias também são isto. Estar com aqueles de quem gostamos. Até porque é com eles que, tarde ou cedo, sempre contamos!
HSC

13 comentários:

Carla disse...

Boa tarde,

Já ando há muito tempo para deixar cá um comentáro. Não é um comentário apenas a este post, mas sim apenas uma mensagem.

Sou leitora assídua dos seus blogs. Apesar de sermos muito diferentes identifico-me muito consigo e com o que escreve.

Adoro a sua gargalhada... é aquela que tantas vezes precisava.

Obrigada,
Carla

Helena Sacadura Cabral disse...

Cara Carla
Ainda bem que escreveu.
A gargalhada - ainda hoje dei algumas em família - é a minha maneira de vencer o que é menos bom e de estar grata pelo dom de estar viva, ter trabalho, ter saúde, ter amigos e ter leitores. Por isso, sou eu que lhe agradeço as visitas que me faz!

Fatyly disse...

Férias é de facto o que descreve e como sabe tão bem estar entre amigos e familiares de quem gostamos.

Um beijo sincero

Vânia disse...

É bom estarmos com aqueles que nos são queridos... e ainda é melhor puder imaginar que aqueles a quem dispensamos a presença não existem.

Lembrar os amigos e esquecer os outros.

E vir aqui, lê-la, também é férias...
Só a senhora, coitada é que acaba por não conseguir o abrandamento desejado, com os leitores (e contra mim falo por isso que nenhum dos restantes se incomode) sempre a requisitá-la.

Mas a verdade é que a Senhora nos faz muito bem.

Um abraço apertadinho
Vânia Batista

Anónimo disse...

que feliz e que boa companhia me faz! bem haja por falar conosco!
beijinhos,
lb

Gaivota Maria disse...

Obrigada por ser quem é e nos deixar partilhar da sua atitude. Desculpe-me mas acompanho-lhe os seus dias todos e tento fazer o que faz: fazer tudo para ter a cabeça ocupada e o coração a recuperar. Um abraço

Silenciosamente ouvindo... disse...

Deve ser muito bom os seus amigos
contarem com a sua presença porque
lhes fará muito bem.
Aproveite sim para viver e estar
com as pessoas que lhe dizem algo.
Vá rindo, porque tem umas gargalhadas
muito bonitas. Um grande beijinho
Irene Alves

Maria Eduardo disse...

As suas gargalhadas e bom humor são inconfundíveis e como os amigos se devem sentir bem na sua companhia e desfrutar da sua amizade!...
Continue sempre a encantar com o seu bom humor, mesmo que por dentro sinta o coração a soluçar!...
Um beijinho e muita força,
maria eduardo

malmequers disse...

Admiro-a!
Não podería escrever este meu primeiro (e muito tímido) comentário neste blogue sem começar por aquela palavra. Admiro todos aqueles que sem medo, nos momentos mais ou menos favoráveis lutam e defendem aquilo em que acreditam. Também não acredito em perdas! No último ano e meio não perdi três avós,ganhei-os na eternidade do coração!
E viver, amar é mesmo o conceito deste post, acolher e ser acolhido...
licinia

Isto e aquilo disse...

Tem imensa razão, Helena! Há alguma coisa melhor na vida que a companhia de quem nos quer bem e dos que amamos? E nada como o conforto de um abraço apertado. Serve para todos os momentos da vida. Olhe, aqui vai mais um! :)
Continuação de boas férias! Gosto imenso de si...
Isabel Mouzinho

Vânia disse...

MALMEQUERS!

Não se intimide, a nossa querida doutora é um amor de pessoa.

Um abraço,
Vânia

Lara disse...

Podemos não estar com amigos todos os dias, mas quando precisamos deles sabemos que podemos contar com eles.

Beijinhos Helena

Anónimo disse...

Eu acho que as férias são sobretudo isso... Os amigos, a ausência de horários, as ternuras bem temperadas.
Luísa Moreira