segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Há limites...


Hoje interrompo a crónica de férias porque quero fazer eco da minha indignação. 
Todos temos direito à privacidade, mesmo que ocupemos lugares públicos. E o direito à imagem é inalienável nesse campo.
Ora numa notícia publicada no Diário de Notícias, no dia 9 de Agosto - de que só ontem tive conhecimento -,  que tem por título "Assunção Esteves descansa em biquíni na praia", a Presidente da Assembleia da República é "apanhada" em várias fotos suas, em traje de banho de duas peças, naquilo que considero uma intromissão na esfera da sua vida privada. O texto da notícia é também passível de insídia, mas já nem falo nisso. Apenas lamento a falta de qualidade.
Não conheço pessoalmente Assunção Esteves. Sei quem é e, pela notícia, verifico que estava no pleno uso das suas férias. Portanto, com os direitos que daí lhe advêm. E sem estar a conceder qualquer entrevista que justificasse o abuso jornalístico.
O que pretendeu, então, o jornal? Menorizar a segunda figura da nação? Menorizar a mulher que desempenha essa função? Insidiar algo? O quê?!
Eu sei que estamos na silly season. Mas até neste campo há limites à parvoeira nacional, sobretudo em jornais cujo passado nos faz pensar que continuam a merecer o nosso respeito. Lamentável!

HSC  

25 comentários:

Observador disse...

Estimada D. Helena

Reparei nessa situação.
Os nossos jornais estão sob o signo da mediocridade.
Assunção Esteves estava, como diz, no gozo das suas férias.
De pleno direito.
Os 'paparazzi', gente de cérebro pequenino e espaculador, resolveram fazer uma investida na vida privada de uma cidadã, na circunstância Preidente da AR, da pior forma.

Lamentável e, permita-me o termo, nojento.

Comunicação dita social, quem a viu e quem a vê.

Cumprimentos

Vânia disse...

É, de facto, triste... já no facebbok foram postas em circulação imagens do Dr. Pedro Passos Coelho, em férias no Algarve, fazendo troça do seu visual mais descontraído (calções, t-shirt e chinelos de praia)! É, efectivamente triste, cheira a conspiração, querem minar o governo e já não sabem como... Com o Dr. Miguel Relvas (e não conseguiram), depois foi as férias do primeiro-ministro, agora a presidente da assembleia da república (cuja notícia desconhecia). Já começa a ser aborrecido, será que as figuras do estado português não têm direito a descanso e a usufruir do que mais gostam?

Há notícias... verdadeiras que podem ser divulgadas, este tipo de notícias cheira mais a tertúlia cor-de-rosa do que jornalismo!

PS: cuidado com o infante! ;)

Pusinko disse...

Dra. Helena,
posso partilhar o link do seu post no meu blog?
O seu comentário resume bem a situação, porque a doidice da season não justifica tudo.

Continuação de boas férias. :)

Anónimo disse...


E assim vai o nosso País... Ninguém é punido!!
O que interessa é espezinhar, de qualquer maneira, para poder sobressair... Sobressair sim, porque isto é "a noticia do dia"...
A Educação para a Democracia continua muito, mas muito, aquém daquilo que, depois de 30 anos, era de esperar...

Um Abraço Solidário da
Teresa Peralta




mbs disse...

isto de ser jornalista tem que se lhe diga...

mbs disse...

a propósito, boas férias!

Observador disse...

Peço desculpa pelos 'erros de teclado'.

A forma e o conteúdo do comentário são inalteráveis.

Obg

Anónimo disse...

Mais 1 a não ter a noção que em breve será menos UM "jornal"
HELENA Cascais

Anónimo disse...

Minha estimada senhora, só para lhe pedir um favor,gosto de ler os eu blog, mas não consigo, porque o texto utiliza letra muito pequena,se poder aumente um pouco mais o tamanho da letra. Obrigada

Helena Sacadura Cabral disse...

Cara Pusinko
Claro que pode.

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro Anónimo/a das 17:10
O tamanho da letra com que me vê - escrevo no tamanho "normal"- pode ser alterado no seu computador.
Basta ir a "Ver" na barra de ferramentas e pôr o zoom em 125 ou 150. Vê logo em letras maiores.

Vânia disse...

Uma boa notícia:

O seu Sporting ganhou o troféu cinco violinos!

Anónimo disse...

de facto a mulher no séc XXI continua a ser vista como sendo de todos... mesmo e principalmento quando ELA é (para eles infelizmente) a 2ª figura da Nação!
é triste, mas neste país em que se deixa haver tanta diferença entre ricos, classe média e pobres, nada é de surpreender! continue esquecendo por agora o continente, para poder ter férias!!!
todo o carinho,
lb

Vânia disse...

Eu não dizia :"cuidado com o infante" pronto... já está... submarinos novamente.

Gentinha desocupada esta que cria imagens de escárnio acerca das pessoas.

Fátima Laouini disse...

Completamente de acordo.

Fatyly disse...

Também vi...e subscrevo inteiramente as suas palavras. O jornalismo anda pelas ruas da amargura...mas como em tudo há excepções!

Continuação de boas férias

Silenciosamente ouvindo... disse...

Subscrevo totalmente este seu post.
Diário de Notícias de hoje nada
tem a ver com o verdadeiro Diário
de Notícias.
Tenho um respeito enorme pela
Drª.Assunção Esteves. É preciso ter
chegado ao cargo de Presidente da
Assembleia da República para se
preocuparem com as suas férias
e darem um tratamento inadequado.
Mas também os Jornais no nosso
País já não são considerados
credíveis, e os seus proprietários
que têm permitido o que têm,também
não têm que se admirar.
Beijinhos
Irene Alves

Anónimo disse...

E o facto da dona do "bequine" branco estar reformada aos 42 anos, apesar de estar a receber um salário como Presidente da AR, não choca a Doutora Sacadura Cabral? Para a idade mínima de reforma de políticos numa altura em que se pedem sacrifícios aos portugueses parece já não haver limite, não é?

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro Anónimo das 22.39
Choca sim, claro. E até já escrevi sobre o assunto.Por isso estou à vontade.
Todavia a lei permite-o e a senhora usou essa lei. O que me choca ainda mais é a existência da lei, que foi feita não para a servir a ela, mas a uns tantos antes dela. Se vir a legislação vai perceber quem a criou e quem dela beneficiou.
Quanto ao biquíni, o mais grave é o teor insidioso da notícia.
Mas a companheira do socialista Hollande, essa que é jornalista de celebridades, tentou mesmo impedir a publicação das suas fotos em duas peças, o que Assunção, inteligente, não fez... E, que eu saiba, a senhora também é sustentada pelo erário público francês!
Ou seja quando o mal nos bate à porta, somos todos pouco democráticos!

Anónimo disse...

Não entendo porque chama ao seu filho 'o infante' se pensarmos que a palavra significa 'a criança que ainda não fala'. Será que para as mães os filhos são sempre pequenos? Ou serão fantasias de 'dom'(o infante D.Paulo, o seu príncipe)?

Quanto a Assunção Esteves não entendo porque ser fotografada em biquini a menoriza... A.E. fica bem. Já fica muito mal na fotografia, quando se reforma apenas com 42 anos e 10 anos de serviço com uma reforma de 7000€ a que soma, o vencimento como presidente da AR. É uma foto muito feia, sem decoro.

DT

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro DT
Já aqui expliquei o que penso da reforma da Dra Assunção Esteves, que aproveitou de uma lei, feita por outro governo, para premiar o bom serviço político partidário.
O mal não está nela, está na lei. Esta é que nunca deveria ter existido!
Quanto ao biquini é como diz. Mas não foi publicado com a intenção de "a favorecer"... e, se ler a notícia, perceberá o que digo. Talvez tenha sido por isso que a actual companheira de François Hollande quis proibir a publicação das suas. Porque seria se, como diz, também "a não menorizavam"...?
Finalmente, gosto da palavra infante e por isso uso-a. Vale tanto como camarada, companheiro, filho ou namorada!
É relativo à infância mas, ao contrário do que afirma, não se aplica apenas às crianças que ainda não falam. (Vidé Dicionário de Candido Figueiredo).
E, de facto, para as mães, os filhos são sempre pequenos. Sobretudo, quando se perde um...
Esclarecido?!

Anónimo disse...

Esclarecido.
Em relação à perda do seu filho, quero exprimir-lhe os meus sinceros sentimentos, não sei dizer de outro modo. E esta frase feita, traduz afinal, o que sinto.
Sempre admirei (admiro) Miguel Portas.
Lembro-me de ver um vídeo em que criticava o aumento do vencimento e dos custos dos eurodeputados em tempo de crise. Atitude muito diferente da presidente da AR. Miguel Portas faz muita falta em Portugal!
DT

Anónimo disse...

Esclarece mas não convence. Fica-lhe muito mal defender a reforma laxista de Assunção Esteves, por que era uma lei...que não foi ela coitadinha que fez essa lei...
Pode ser legal mas não é ético, e isso é que interessa. O 'bequine'...(como escreveu um comentador e achei graça)o bequine práqui, o bequine práli, lá se vai a pose de lírio de campo de Assunção Esteves. A fotografia em bequine não a desfavorece, mas não é porque fica bem, é porque um bequine já não desfavorece ninguém. Foi ela quem se desfavoreceu a si mesma.

Quanto à palavra infante é um título de realeza, e nada tem de amigo, companheiro, namorado... aqui foi mesmo 'meter os pés pelas mãos', rainha D. Helena.
CN

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro Anónimo das 00:48
Compreendo que goste de ver Assunção Esteves de biquini. É de homem.
Quanto ao infante não meti os pés pelas mãos. Basta ir ao Dicionário do Candido Figueiredo e ler tudo. Não fique pela parte que lhe faz jeito à crítica...
Quanto a ser rainha... sou da minha casa e da minha vida. Que tal?!

Vânia disse...

Infantil virá de onde? De Infante, não?

Logo "o infante" de que fala é o nosso caro Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, bem se vê.
Uma forma carinhosa de nos referirmos aos filhos.

Quanto ao reinado da Drª Helena, acredite: pelo que tenho lido acho que posso escrever, começa já a ser rainha nos nossos corações.

Entenda-se rainha, como alguém a quem temos estima e consideração e que se afasta muito da madrasta má da Branca de Neve, que era rainha por se ter casado com o pai da Branca de Neve, rei do vasto território onde se desenrola a acção.

Um abraço, desta sua "súbdita fiel"
Vânia Batista