segunda-feira, 20 de agosto de 2012

É bom pensar

Para retorno de férias aqui está uma apresentadora que não tem medo de dizer o que pensa, nem de enfrentar as consequências. Embora o estilo tenha algo de agreste - que, pessoalmente, não aprecio -, o conteúdo merece reflexão. Sobretudo para Estados que não são laicos, o que, felizmente, não é nosso caso.
A religião não deveria ser, nunca, poder político. É algo profundamente pessoal, que deverá constituir uma escolha e jamais uma imposição. E os ateus têm tanto direito a sê-lo como aqueles que o não são.

HSC

Nota: Se não conseguirem abrir o vídeo aconselho que vejam através do Google Chrome, porque é neste momento o sistema que uso, até que o Safari em que antes escrevia resolva o problema...

11 comentários:

CarLoS disse...

O ateísmo também é uma religião (estruturalnmente e conceptualmente) :) De modo que não é uma questão de contrapor "uns e outros", mas de simples abertura ao diverso.

Anónimo disse...

Uma mulher de coragem!
Espero bem que ainda se consiga salvar a menina paquistanesa, de apenas onze anos, que certos monstros medievais querem matar por de ter queimado o livro sagrado.
HL

Fatyly disse...

O respeito pelo modo de pensar e naquilo que acreditam deveria ser respeitado por todos e de facto esta mulher disse grandes verdades, tocando em pontos cruciais e sensíveis e bem actuais.

Sou católica, pouco praticante nos rituais da mesma, mas imensamente praticante em termos humanos e educacionais, acreditando no que acredito... mas a meu ver hoje mais do que nunca a Igreja Católica tem poder político o que não deveria ser de modo algum, porque se mete em assuntos onde nunca se deveria meter e deixando outros que jamais deveria deixar.
Isto daria pano para mangas, mas acho que disse quase tudo!

Respeito todos os que pensam e acreditam de forma diferente porque até hoje nada nem ninguém me disse/mostrou/provou que a sua religião é a melhor do que aquela que faz de mim quem sou e vice-versa!

Um abraço e obrigado pela partilha!

Anónimo disse...

esta senhora foi corajosa, apesar de me parecer ser um pouco(muito) tendenciosa.
religião e política de facto não devem andar juntas, as convições religiosas de cada um devem ficar bem longe das convições políticas.
feliz regresso e força/saúde para continuar na "luta"!
beijinhos grandes,
lb/z

Anónimo disse...

Este video já é “velho”. Seja como for, seria bom que os israelitas lessem este seu Post. Povo fanático, que tem destabilizado a região, desrespeitando, de forma contínua (e com o apoio dos EUA – e da nossa política externa, por atacado) as decisões da ONU.
Quanto ao caso da criança paquistanesa, com perturbações mentais, é lamentável e só vem reflectir o que é, hoje, o fanatismo muçulmano. É gente que merece zero respeito.
No fim de contas, as duas faces da mesma moeda: o fanatismo judaico e islâmico.
O Açoriano


Fátima Laouini disse...

Já conhecia o vídeo porque vi na Al-Jazeera, televisão de que gosto muito. Grande mulher. Para que também não se pense que, entre as muçulmanas, são todas acéfalas e desgraçadas.

José María Souza Costa disse...

Estimada, Helena Sacadura Cabral
Duas partes:
1 - Estou honrado em voce ter comentado no meu blogue. depois do seu comentário naquele espaço, nunca mais o meu blogue será o mesmo. rsrsr. Quero lembrar-te, que conheço na Cidade do Rio de Janeiro, uma rua ou um longadouro com o nome Sacadura Cabral. Acho esse sobrenome chique, afavel, harmonioso.
2 - Quero fazer saber, que estou lhe seguindo pelo seu blogue, o que faz com que lhe leia, cotidianamente, ou quando houver texto novo.
Sorte, e felicidades eternas querida.
Beijo na Alma

Helena Sacadura Cabral disse...

Obrigada Ze Maria!
O aviador que uniu por ar os nossos dois países era irmão de meu Pai e, portanto, meu tio.
Bem haja pelas palavras que o nome lhe suscitou, porque é com muito orgulho que o uso!

Vânia disse...

Quase apetece dizer como Sophia de Mello Breyner Andresen

"PORQUE


Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo mas tu não.
Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.
Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.
Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não."
In, Mar Novo (1958)

Hélia Cruz disse...

Obrigada HSC, não conhecia o video.

Sem dúvida,a liberdade é fundamental para qualquer ser humano. A nossa sorte é termos adquirido a nossa há poucas décadas. Esta apresentadora deve estar no limite da sua paciência com tanta injustiça para com a mulher muçulmana.

Há dias li no jornal que vão criar uma cidade(penso que é na Arábia Saudita)só para mulheres onde elas podem guiar e trabalhar.Sem um único homem.Que monotonia!!!!!!!!!! Mas as mulheres aceitam estas condições. Culturas diferentes baseadas numa religião interpretada por homens, em que a mulher não é vista como um ser igual ao homem.

As religiões deviam unir-se respeitando as suas diferenças, mas defendendo sempre a dignidade do ser humano.Aceitando todos os que queiram ser ateus, agnósticos ou queiram professar qualquer religião.

Desculpe,HSC,mas excedi-me a escrever. Despeço-me com amizade.

Observador disse...

É bom e conveniente.

Cumprimentos