terça-feira, 18 de outubro de 2016

A tia Cátia


Os que me lêem sabem do meu gosto pela gastronomia. A prática culinária dá-me prazer e descansa-me a cabeça. Assim, e sempre que posso, assisto a programas televisivos sobre o tema e vou acrescentando novos livros a uma biblioteca já razoável acerca desta matéria. Não mentirei se disser que entre os livros de cozinha e os livros de economia, o meu coração balança.
Hoje recebi o livro OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA, que  confirma aquilo que a televisão deixa adivinhar. Com efeito, Cátia Goarmon é um caso raro de simpatia, simplicidade e alegria, frente às câmaras. Não pretende converter-se na estrela do seu programa, mas apenas ser o veículo de transmissão das suas receitas, o que nos dias que correm é já caso raro. E, por experiência própria, posso dizer que elas são mesmo boas.
O livro, cuja capa reproduzo acima, é uma excelente versão em papel, do trabalho televisivo de Cátia e uma muito cuidada edição da Casa das Letras. Parabéns pois, à autora, que conseguiu uma ótima recolha de receitas. E à editora, que fez na primeira uma boa aposta.
À Cátia, o meu bem haja pelo livro e pelo prazer que os seus programas televisivos me têm proporcionado. 

HSC

6 comentários:

Virginia disse...



Há demasiados livros de cozinha hoje em dia e sinceramente não vejo da sua utilidade, já que na Internet todos os dias vêm receitas magníficas no FB e não só. Acho que as editoras exageram na publicação destes livros e outros de divulgação ou de orientação, como se as pessoas fossem comprar livros cada vez que querem fazer um jantar ou têm uma dor de cabeça!! Tenho os livros da M. de Lurdes Modesto desde o meu casamento em 1973 e servem para tudo :)

A senhora é simpática e deixou-me boa impressão na TV. Mas não basta....

manuela carvalho disse...

Boa tarde Dra.Helena! Subscrevo na íntegra aquilo que escreveu. Digo sim à cozinha da querida Cátia. Att, Manuela carvalho

Helena Sacadura Cabral disse...

Virgínia
Do ponto de vista das receitas já fiz algumas e são excelentes. Os livros de cozinha justificam-se porque há uma geração mais velha, que nunca pegou num computador, nem pegará e a quem os programas e livros sobre cozinha ainda conseguem animar. Sobretudo como acontece com a Cátia que não pretende ser uma star mas apenas alguém que gosta do que faz e de partilhar aquilo que sabe.
Pessoalmente gosto muito de cozinha e ela consegue cativar-me!

Virginia disse...


Helena,

Está a subestimar as gerações mais velhas! No meu FB tenho Amigos com 70-80 e mais. Todos eles cozinham e pôem receitas excelentes na net feitas em casa ou na Cozinha com Alma ( conhece?), experiências novas, receitas de restaurantes gourmet, etc. É uma proliferação de gastronomia, segredos guardados há décadas, na net encontra-se tudo e até as opiniões de que as faz e alternativas. Penso que é muito melhor - e grátis. Não critico que publiquem livros, mas acho que há coisas mais úteis.

Alice Pereira disse...

Subscrevo inteiramente a opinião de Helena Sacadura Cabral.Eu,pessoalmente,tenho internet,facebook e 73 anos.Esse facto não me impede,contudo,de comprar livros de culinária Faço colecção,porque gosto de cozinhar,tal como Cátia Goarmon. Não perco um único programa. Não só pelas receitas ,mas ,essencialmente pela forma simpática ,simples,atraente, como nos consegue prender ao ecrã .Parabéns à Cátia e familiares. Dificilmente encontramos alguém com as suas qualidades 22 de Outubro às15:14

Anónimo disse...


Helena
Fiz o caldo verde como a Cátia ensinou, ficou delicioso, já não faço de outra forma.
Gosto de ver o programa, o último que vi fez um bolo com alface.
Gosto de cozinhar e quando tenho convidados capricho, ontem eramos só mulheres, mãe, filha, neta. Menu arroz de pato, uma cozinheira ensinou-me uma receita diferente.Para escurecer o arroz colocar molho de soja na água onde coze o pato, triturei os ingreditentes cozidos com o pato. O molho de soja não altera o sabor, ficou muito bom, experimente vai gostar. Para acompanhar cozi marmelos cortados em gomos com açuçar amarelo, vinagre balsâmico, 1/2 colheres de água. O marmelo não deve ficar não cozido demais. Pode fazer com macã, pêra, pessoalmente gosto mais do sabor do marmelo. Foi um almoço agradável, onde apliquei ensinamentos de outras pessoas. Já experimentou colocar amendoins na salada de tomate? Há 2ª feira costumo ir a um restaurante onde existem 8/10 variadades de saladas, é aqui que experimento manjares numca comidos,onde a simpatia da cozinheira partilha os seus segredos.

"Cozinhar é uma forma de amar."
Mia Couto

Abraço
Carla