sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Tango


"Gosto desalmadamente de tango. E de tudo o que lhe diga respeito. Aliás, eu que nunca canto porque assusto toda a gente, quando me acontece entoar uma melodia, é sempre a mesma : "Barrio, plateado por la luna/rumores de milonga son toda su fortuna."

Este post e a foto que o ilustra foram roubados de um blogue - arondadosdias.blogspot.com - que muito aprecio. Trata-se da cena de uma película excelente, " Scent of a Woman", entre nós traduzido , julgo, como "Perfume", datado de 1992 e realizado por Martin Brest. É um dos meus filmes de eleição, com uma cena de um tango dançado por um cego, interpretado por Al Pacino, que eu considero modelar. São três minutos que jamais esquecerei.
Ora a Ivone Costa, dona do post, tirou-me as palavras da boca. Hoje eu ia falar de quanto gosto de o ver dançar. E, confesso, também, de o dançar. O que, passe-se a imodéstia, faço muito bem, porque aprendi com um excelente professor, um economista argentino que, na sua época, decidiu pousar sobre mim os seus olhos...
Ficou-me desse tempo, um "voltear" que ainda hoje merece elogio. E uso o verbo no presente porque, felizmente, continuo a ousar dançar. E espero continuar a fazê-lo!
Muito poucas músicas têm a sensualidade do tango e em muito poucas nos entregamos ao parceiro como nesta. São cinco minutos sem crise, sem política, sem desgraças. São cinco minutos de uma fusão física e entrega total.
Minha cara Ivone, tem toda a razão: também eu gosto desalmadamente de tango...

HSC


9 comentários:

Isabel disse...

"Perfume de Mulher", é como está traduzido. É um filme bonito e essa cena é uma maravilha.
Adoro tango. Mas não sei dançar.

Tété disse...

Olá Helena.
Claro que já não se lembra de mim, mas consegui a sua simpática dedicatória e autógrafo na Feira do Livro.
Sou a Tété do blogue natuereza.blogspot.com e venho aqui quase todos os dias e por vezes também comento as suas sábias e grandes partilhas.
Hoje achei muita graça ao seu "desalmado" gosto pelo tango e lembrei-me que tinha postado no meu blogue no dia 8 um vídeo do qual lhe deixo o endereço para ver o que acha.
Claro que se desvirtua o sentido da entrega ao parceiro, mas acentua-se a ideia de que o tango, seja qual for o par dançante, nos enche com a alegria do seu movimento.
Grande beijinho
Teresa
Agora é só experimentar

http://youtu.be/S-mkR-KoPts

Isabel Seixas disse...

Dançar é...
respirar junto os mesmos compassos
harmoniosamente braços entre braços
abraços ininputáveis
livres sem embaraços
um acabar entre sorrisos inócuos de devassos, cristalizar de corpos inocentes de amáveis
ficar só até...

Helena Sacadura Cabral disse...

Cara TeTe
Claro que me lembro de si. Então não?!
Mais uma a gostar de tango!

Ivone Costa disse...

Ah! Mas há roubos que só valorizam o objecto roubado.
Ser ensinada a voltear por um argentino isso é que faz toda a diferença. :)

Julia Macias-Valet disse...

Eu também gosto de tango, de valsa e de paso doble...o pior é encontrar um partenaire : (
A maior parte dos homens parecem tractores de rasto continuo : )))

patricio branco disse...

de jorge luis borges, que escreveu letras de tagos e milongas, a tomás eloy martinez ("el cantor de tangos"), de libertango a gotan project, com jennifer lopez e richard gere (na pelicula "shall we dance", milonga de amor), desde gardel a homero manzi, o tango é de facto algo mágico, uma combinação de musica, palavra, ritmo e dança que é unica.
Irei ver o video aconselhado.

patricio branco disse...

interessante, o velho cinema italiano fornece temas ao cinema americano: são os casos de "stanno tutti bene" com m mastroianni e depois o "everybody's fine" co r de niro assim como o "profumo di donna" dino risi/vittorio gassman e "scent of a woman" com al pacino.

Anónimo disse...

O Tango trás sempre estas reacções de saudades!

Penso que sabem que o Tango é um bailado que represnta a união sexual entre o homem e a mulher, nomeadamente a cópula.

Este bailado nasceu nos bordeis de Bueno Aires ( musica porteña era a designação da musica de buenos aires), povoada de imigrantes de todos os lados. O deve ser dançado quase às escuras, como eram os bordeis à época.


Carlos Gardel foi seu expoente máximo ! Piazzola criou uma versão de tango mais erudita, conhecido pelo novo tango ! Existe no youtube um video com a sua passagem por portugal!

Já agora eu tb gosto de tango !