segunda-feira, 2 de maio de 2011

A morte de Bin Laden


Escrevo estas linhas alguns minutos depois de ver na televisão do café onde fui tomar a bica, que Bin Laden foi morto por um esquadrão americano. Confesso não muito cristãnte que senti um grande alívio. Este homem corporizava, de algum modo, um movimento de ódio a americanos e europeus que desde o 11 de Setembro não parava de nos atemorizar, sem que compreendessemos bem porque não tinha sido ainda capturado.
Ouvi o discurso de Obama e a sua declaração de que fora sob as suas ordens que tal operação se desenrolara sem que houvesse baixas nas tropas americanas.
Dando por verdadeiras estas notícias e a eventual cumplicidade do Paquistão, esperam-se as mais terríveis retaliações. Possivelmente não imediatas, e apenas quando se tenham abrandado os alertas. Tudo, neste momento, é possível.
Mas é preciso não esquecer que o movimento que este líder chefiava continua a existir e que pode sobreviver, até com mais força, ao seu desaparecimento . Esperemos que não e que este caso seja um daqueles em que cortada a cabeça o corpo acabe por definhar!

HSC

Nota : As boas notícias vêm do mundo financeiro que começa a bugir e o petróleo a descer!

24 comentários:

Fada do bosque disse...

Mas como uma má acção acarreta outra má acção... espera-se para ver. Não tarda nada virá quem dele bonzinho fará!
Entretanto os terroristas "bons", vão montado arraiais no Iraque, Afeganistão, Congo, Angola, Cabinda, Líbia! e por aí fora... onde haja narcóticos, minério e petróleo... aí estão os senhores do Mundo... os verdadeiros terroristas que tantas vezes o contrataram como mercenário! Será que agora precisam dele morto, para, como disseram na rádio, fazer aperto de segurança e controlar ainda mais as pessoas pelo medo?
Durante o processo de captura, pelos vistos, não foi possível evitar a sua morte, agora, não podemos (nós Ocidente) é achar que esta é uma morte legítima.
Para entendermos este tipo de questões é necessário, muitas vezes, invertermos as nossas linhas de raciocínio e colocarmo-nos no plano inverso.
Imaginem que eram, qualquer um de vós, uma criança Iraquiana de 10 anos de idade aquando da invasão do Iraque por parte dos EUA.
Imaginem que num dos raids aéreos dos EUA a vossa família é toda morta.
Essa criança cresce, inevitavelmente, de forma amargurada e revoltada com o que passou, e para ela, o Terrorista é o Bush, ou mais recentemente o Obama. E vão-lhe lá dizer o contrário ! então ela não viu os pais e os irmãos serem mortos por forças militares dos EUA ?
Imaginem que essa criança chega a um cargo de topo na hierarquia política do seu país e ordena que se capture e mate Barack Obama.
E imaginem que essa ordem foi cumprida com total sucesso.
Que diriam então, nesse momento, aqueles que hoje afirmaram que a morte de Osama Bin Laden foi uma vitória na luta contra o terrorismo ?
O que ontem aconteceu jamais constitui uma vitória sobre o terrorismo, antes, uma perpetuação do mesmo, que ainda por cima elevará à condição de mártir a horrenda figura de Osama Bin Laden.
Chama-se a isto terrorismo de rabo na boca!

Helena Sacadura Cabral disse...

Cara Fada do Bosque
Eu sei pôr-me - ou tento saber - na posição do "outro". Este caso do 11 de Setembro tem implicações e razões que ainda desconhecemos. Por isso, não disse que fiquei contente. Mas não fiquei imune a um certo desconforto de alívio, como escrevi E, como acho que Obama, com isto, já ganhou as eleições e eu não sou obamista, vou aguardar para tirar conclusões.

Fada do bosque disse...

Longe de mim pensar que ficou contente... isto pode até ser uma encenação, o que por acaso acredito... com a CIA nada é de colocar de lado. Há muito quem diga já na web, que não passa de encenação.
Os discursos nas televisões, jornais e rádios têm o máximo de 10 por cento de verdades, se tiverem... quando toda a gente admitida fala, dos que falam, esconde-se 90 por cento da informação ao público - e se assim não procederem, os agentes "informativos" deixam de ser admitidos, são expulsos ou mesmo assassinados. Ccomo foi o caso do dr. David Kelly:
http://www.prisonplanet.com/022304kellywasmurdered.html
Acredito, que com esta, as eleições estejam no papo... bem visto!E sei que não é Obamista. :)
De qualquer forma capturavam-no e julgavam-no, como fizeram com Saddam Hussein.

Lura do Grilo disse...

Preferia que tivesse sido capturado e julgado.

Fada do bosque disse...

Desculpe, mas e ainda quanto ao 11 de Setembro há uma novidade:
Todos aqueles que se atrevam a contestar a veracidade dos factos ocorridos e relatados oficialmente sob a égide de George W. Bush em 11 de Setembro de 2001 serão incluidos nas listas de suspeitos de terrorismo e tratados como delinquentes de delito comum.(fonte)

Anónimo disse...

Interessante e pertinente comentário o da Fada do Bosque.
P.Rufino

Helena Sacadura Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Helena Sacadura Cabral disse...

Caros Fada e Lura
Estou inteiramente de acordo. Impunha-se que fosse capturado e julgado.
Apesar de me parecer evidente que Obama ganha com estes acontecimentos ... às vezes, os imprevistos tambem acontecem.
Vou deixar assentar a poeira e tentar perceber o que se passa de um lado e do outro, porque
de facto, muitas coisas para aquelas bandas, estão ultimamente a acontecer!

Fada do bosque disse...

Pois é Drª Helena e por isso esperemos é que isto não seja o lançamento dos dados para a 3ª G.G. como diz Orlando Castro.... e como subentende aí no texto acima...

Anónimo disse...

Aparentemente é meio caminho para o mundo ficar mais descansado, mas com o fanatismo daquelas criaturas...

Isabel BP

O Eleitorado Morre Mas Não Se Rende disse...

não muito cristanmente....

lapso do id?

ou do super ego?

Zapata Sandino Che TRotsky e outros tantos foram ideólogos além de terroristas

alguns tinham ideologias simples
outros mais elaboradas

o facto de se tomar café condena alguém a apanhar bagas ao sol
por alguns cêntimos ao dia
com sorte a 2 ou 3 euros por dia

isso causa ressentimentos tanto nos que se deixam cair na escravidão do café
como naqueles que o bebem

as ideologias surgem quando o adubo é basto

e o adubo aumenta com a massa de corpos vivos e semi-mortos que esperneiam em todos os continentes

uma hidra de lerna ou da miséria
tem sempre cabeças novas

geralmente de gente mais abastada que os miseráveis que pretendem defender

e isso é bom

é mester do homem não permanecer na terra

logo como dizia Kahlil Gibran
a vida é insignificante e a morte é sem consequências
(excepto para uns poucos que pouco perduram além do morto)

O Eleitorado Morre Mas Não Se Rende disse...

Ou como dizia Steinbeck

Quem quiser combater as personificações do mal que as combata

Hitler ou Estaline F.D.R ou Churchill

são faces do mesmo poder

o dos nobres sobre os servos

que as torres hoje sejam mais altas

e os muros menos visíveis tanto faz...

o império britânico enterrou tantas vidas como o soviético

mas eram vidas más...

o mahdi era maléfico massacrar 20 ou 30 mil e matar à fome 30 ou 40
enforcar os velhos como exemplo

seja molotov ou kirchener que interessa

os maus devem ser extintos para os bons viverem em segurança

felizmente deram cabo daqueles selvagens com malcheirosos que comiam búfalos...eram maus

e não sabiam usar a terra

Anónimo disse...

cristãmente

Marcolino Duarte Osorio disse...

Drª.Helena,
Bin Laden tornou-se figura carismática para uns, emblemática para outros e para mim não passou de um mito porque não fui atingido directa, ou indirectamente, pelas suas formas de se dar a conhecer ao Mndo.
Muitos se tornaram seus adoradores, seus defensores e seus detratores.
Fiquei neutro a cem por cento, porque não deu cabo das finanças públicas deste Portugal à beira mar plantado, nem fez cortes na minha reforma, nem me aumentou os impostos. Não deu cabo do ensino, nem obrigou meus filhos e netos, a viver em diáspora, noutros paises, por falta de trabalho no seu pais de origem. Bin Laden não deu cabo da agricultura e das pescas
de Portugal.
Perante este agradável cenário, o verdadeiro Bin Laden, deixou de se interessar de fazer férias em Portugal, com receio de ser conectado com a destruição sistemática e cirúrgica da economia e da sociedade do nosso pais, autentico acto de terrorismo, pelo puro prazer de praticar vandalismo, ao vivo e a cores, promovido e levado a cabo pelos verdadeiros Bin Laden nacionais.
Agora, levem-me preso, se fizerem esse favor...!
Cumprimentos
MO

marianinha disse...

Fiquei muito feliz com está noticia sei que não é correcto desejar a morte de outra pessoa mas pessoas como ele não fazem falta ao nosso mundo,perferia que tivesse sido capturado e julgado como disseram nun comentário anterior mas ele não se rendeu e ainda foi cobarde ao ponto de por uma mulher como escudo humano isto mostra a cobardia de homem,fico feliz pelas familias dos atentados do 11 setembro de madrid e de bali,pois em bali estavam um casal de amigos meus que por dois minutos não foram vitimas dele,ainda ficaram com estilhaços,por isso não tenho pena dele,acho que teve o que mereceu.
Queria lhe dizer que vi a entrevista que o seu filho Paulo portas e gostei muito do amor e companheirismo como ele falou do irmão Miguel e até como ele se emocionou quando falou do problema recente de saúde que o irmão teve,parabéns Helena por ter dado aos seus filhos todo amor e carinho do mundo e agora se vê como eles se amam e adoram deu para ver nos olhos do seu filho.
Parabéns.

Monchique disse...

Boa tarde.
Como poderie fazer-lhe chegar um Editorial bem curioso de uma escritora que aprecia tanto como a sua comadre?

carolina disse...

" nenhum homem é uma ilha deserta, assim se o mar engolisse um promontório o mapa mundi será alterado, a morte de um só homem afecta toda a humanidade", sou apoligista deste pensamento, acho ignóbil celebrar a morte de um homem. O atentado de 11 de setembro abalou intimamente a fé que eu tenho na humanidade e, o terrorismo personifica um dos medos mais terriveis, porque nós tendemos a confiar nos nossos semelhantes. Marrakech este fim de semana, fez-me sentir que eu, qualquer um de nós poderia estar ali, ou numa praça qualquer um sabado de manhã ao sol a tomar café, um dos meus maiores prazeres e a ler o jornal. Como nesse momento em que me sinto mesmo feliz, olhar para a mesa ao lado e pensar, quiçá um terrorista armadilhado que vai explodir em segundos???! para mim isto é impensável é trair a nossa ìntrinseca ligação aos outros, somos parte de um todo, somos diferentes e únicos mas iguais na génese...mas apesar ...não, não fiquei sequer aliviada, com a morte deste homem, lamento a violência que ele e a sua filosofia de vida esplotou, não equaciono sequer a justeza dessa violência que obviamente não a legitima, mas "nós os "bons" deveriamos saber que a maldade não se extingue com a morte de um homem e, nem sequer poderemos abandeirar-nos de inocentes, nenhum de nós é inocente, mesmo sentados numa praça a apanhar sol...e,se partilho da ideia de que efectivamente nós não sabemos nada do que realmente se passa, que somos peões em jogos que nem sequer vislumbramos as regras,o nosso silêncio e inércia iguala-nos a pilatos em atitude e culpa.

roskoff disse...

De resto o petróleo só está descendo temporariamente

as reservas estão baixando e novos depósitos quase nickles

no Biafra doze poços deixaram de produzir este ano

logo....dizer morra Bin Laden que é um milionário mau

Obama é apenas um George Bush mais bronzeadito

Os EUA necessitam de 580 milhões de tones de pitroil por ano

para isso necessitam de ter regimes que satisfaçam as suas necessidades

A Teocracia da Arábia Saudita ainda lá está

só há democracia para aqueles regimes esfomeados em que a ditadura prolongada pode gerar mais Bin's

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro Monchique
Gostaria muito de o receber mas como calcula, por este maio é difícil.
Vá ao meu perfil e peça para ver o mail. Ou, em alternativa, mande-me o link onde foi publicado.
Obrigada|

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro Anónimo
Muito obrigada. Tem toda a razão. Cristãmente.

Fada do bosque disse...

Penso que Benazir Bhutto,  não está de todo a mentir, neste diálogo que foi cortado numa entrevista sua. Bin Laden segundo ela, está morto há muito tempo!

patricio branco disse...

Um terrorista
sabe o que arrisca.
Sabe que a sua vida estará sempre a preço e por um fio.
Digamos que bin laden sabia que certamente ia tambem morrer pela causa que liderava. Tal como o sabiam e aceitavam os terroristas suicidas que o serviram e colaboraram com ele em atentados, ou o estado maior que o rodeava e seus seguidores .
O terrorismo é uma actividade arriscada e mortal para os 2 lados, os que actuam e os que sofrem.
BL será um martir segundo as suas crenças e ideologia e talvez o desejasse, tal como os outros que se imolaram. Estaria à espera desse momento que acabaria por chegar.
Retaliações? É possivel, mas tal como acontece com outros grupos, as brigadas vermelhas, o ira, a eta, as farc, os tamil, a prisão ou morte de figuras de chefia debilita e desmoraliza sempre um pouco e progressivamente a organização.
O terrorismo não vai acabar com o que aconteceu, alcaedas há várias, são franchisings, tal como as mafias e a criminalidade organizada não acabam por membros seus serem detidos ou abatidos (pablo escobar e raul reyes tambem foram abatidos).
A operação contra bin laden foi um acto ou batalha da guerra contra o terrorismo internacional, tal como os atentados que al caeda planeou tambem foram um acto de guerra.

Julia Macias-Valet disse...

O principe casou-se, o mau morreu...uma verdadeira semana Walt Disney !

roskoff disse...

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro Anónimo
Muito obrigada. Tem toda a razão. Cristãmente.

anónimo yo ?

antes tiengo nombres de más...