sábado, 1 de janeiro de 2022

Há 14 anos...


Faz 14 anos que entrei na blogosfera. Tinha setenta e fui muito "gozada" pelo atrevimento. À exceção do meu neto André, que me compreende melhor que ninguém, lá fui fazendo o percurso, perdendo textos, ignorando por completo como se faziam certas operações, bisbilhotando o que me interessava noutras redes sociais e até aguentando, quem pretendia que eu desistisse, ao tentarem identificar-me com o pensamento politico do filho que ficou. Sempre pensei pela minha cabeça e hoje, creio, poucos serão os que me leem que tenham dúvidas acerca disso.

Mais tarde, acerquei-me do Face, mas neste caso não para escrever, mas para postar frases que resumiam muito do que eu pensava. Seguir-se-ia o Twitter, quando deixei de ter a politica sediada na minha casa, o Instagram que me diverte com os seus podcast e, finalmente o LinkedIn de que faço, aliás, muito pouco uso.

E assim, nestes catorze anos construí a minha rede, dentro das redes sociais. Aprendi muito com elas, pese embora os aspectos negativos que possuem e dos quais a pessoa precisa de saber livrar-se. Mas tornei-me mais conhecida através delas, do que através de outros cargos que desempenhei. Conheci gente diferente das minhas relações habituais e, curiosamente, travei amizades que ainda hoje se mantêm.

Portanto, ainda bem que persisti na minha ideia. Devo às redes sociais aspetos muito positivos e elas foram, para mim que vivo da escrita, um precioso meio de promoção. Sinto, por isso, que lhes devo um profundo obrigada e que, no inicio do décimo quinto ano de aqui estar, é justo que vos deseje um 2022 com saúde e um retorno aos saudosos abraços que tanta falta nos fizeram durante a pandemia!

HSC

6 comentários:

Anónimo disse...

🌷

Anónimo disse...


Boa análise. Com efeito as coisas são más quando se lhes dá mau uso. E podem ser boas se a vontade de as usar for essa.
Pois eu sigo-a há 14 anos. Uma vida!

Diogo

Anónimo disse...

Obrigada por ser quem é que é MUITO.

Anónimo disse...

Nós é que lhe agradecemos a persistência e sobretudo a sua visão da vida que
para mim tem sido uma fonte de desenvolvimento pessoal!


Domingos Távora

disse...

Leio blogues desde 2008 e este é um deles. Gosto especialmente do "Fio de Prumo" pela lucidez e escrita escorreita, honestidade intelectual, da autora. Parabéns!
Votos de Bom Ano Novo, dra. Helena Sacadura Cabral 🌻

Pedro Coimbra disse...

FELIZ ANO NOVO