quinta-feira, 26 de julho de 2018

A tragédia da vida...

"A vida é uma tragédia quando vista de perto, mas uma comédia quando vista de longe" terá dito Chaplin. Nada mais verdadeiro! 
Quando temos oportunidade e tempo para olhar o passado com alguma distância, perguntamos a nós mesmos como foi possível tanta dor por problemas tão menores.
Como estive quase um mês a tratar-me de uma "encrenca respiratória" que umas pequenas férias no Algarve fizeram o favor de me proporcionar, fui obrigada a estar mais tempo em casa e, em consequência, a ter mais tempo para pensar na vida.
Nesse processo peregrinatório acreditem que me ri de algumas dores passadas e da sua proverbial inutilidade, chegando ao ponto de me questionar como tal me poderia ter acontecido, a mim, que sou pouco a entregar-me a tais sinecuras. Nem sequer nos caminhos que me conduzem a Deus, que nunca foram os do sofrimento, mas sim os do jubilo.
Tanta lágrima inutil, tanto tempo desperdiçado, tanta alegria perdida, tanta fantasia que a mera passagem dos anos quase apagou. Felizmente que possuo uma grande capacidade de adaptação a novas formas de vida e não tenho medo de as enfrentar. Porque, se não fosse isso, talvez a minha proverbial confiança e boa disposição não fosse aquela que é e a minha gargalhada não fosse tão sonora.
Como se vê, as vicissitudes da vida podem dar, felizmente, oportunidade a que nos riamos e muito de nós próprios...

HSC

8 comentários:

A Nossa Travessa disse...


INFORMAÇÃO
Acaba de ser publicado na Nossa Travessa o episódio n.º 9 da saga É DIFÍCIL VIVER COM UM IRMÃO MONGOLÓIDE desta vez com o título Vem à baila testamento.


http://anossatravessa.blogspot.pt

Como habitualmente voltarei depois para postar comentário.

Pedro Coimbra disse...

Uma das razões para a admirar é a sua boa disposição e sua gargalhada contagiante.
Por favor, por mais agruras que vida lhe dê (dá a todos) mantenha ambas.
Faz-lhe bem e faz-nos bem.

Sandra disse...

Mesmo! Continue com essas gargalhadas que são únicas.
Beijinhos

Anónimo disse...

🌷

Anónimo disse...

... SMILE

https://youtu.be/zwLD8Bq29Nw

:-))

Silenciosamente ouvindo... disse...


Subscrevo as suas palavras. A Drª. Helena

consegue fazer análises que a incluem muito

acertivas. E a sua gargalhada e o seu sorriso

é a prova d e que quer estar sempre bem com a vida.

Os meus cumprimentos.

Irene Alves

Anónimo disse...


Helena
Uma frase muito sábia e acertada.

Gostava tanto de falar consigo, sei que é uma mulher com muita experiência de vida, já passou por muito e com isso aprendeu.

Eu, aos 46 anos estou a pensar em fazer uma revolução na minha vida, já penso nisto há anos mas sem coragem, agora não dei donde veio a coragem gostava que ela não tivesse vindo. Sinto-me vazia, uma dor que só eu sei, pensei que fosse mais fácil mas não é...
Pergunto-me porque me aconteceu isto? Queria voltar ao que fui, e sem questionar, vivia o que me foi dado sem pedir e já foi muito.

Abraço Forte
Carla

Anónimo disse...

Magia com fantasia

https://youtu.be/ntMBH6nKg2s

Ghost