terça-feira, 25 de abril de 2017

Quanto tempo duram os heróis?

No rescaldo das emoções de ontem, hoje precisei de me recolher ao meu canto e respirar, já que em mim, o que seja profundamente sentido, afecta a forma como respiro. Assim e pela primeira vez há muitos anos - sim, anos -, fiquei na cama a manhã inteira. Por norma, levanto-me cedo e deito-me tarde, porque gosto do silêncio que à noite se apossa da minha casa e do bairro onde vivo.
O que determinou, claro, que o pequeno almoço tivesse desaparecido e eu embarcasse directa no almoço. E, surpresa, que tivesse ligado a televisão. Tudo, portanto, reações contrárias ao que é habitual, já que a tv, aqui em casa, se vai tornando, cada vez mais, um objecto decorativo.
Foi então que, no meio das comemorações do 25 de Abril, ouvi o desabafo de uma pequena amostra de jovens cuja idade devia andar pelos vinte a quarenta anos e que pacatamente diziam que tinham aproveitado o dia para passear com a família, já que da Revolução, apenas sabiam o que avós e pais lhes haviam contado, todos eles da era pós 1974. 
Depois de os ouvir, fiquei com a sensação de que quando desaparecer toda a geração que viveu estes acontecimentos, será difícil falar de heróis. Tão difícil quanto foi, para a minha geração, "reconhecer" aqueles que, no passado, foram notáveis. É que a validade dos heróis, neste mundo globalizado, raramente ultrapassa três gerações. É difícil fazer a Historia de um país, com este grau de volatilidade. Por isso pergunto "quanto tempo vão durar os heróis" que agora celebramos?

HSC

5 comentários:

Pedro Coimbra disse...

A confirmação do efémero de que falava Andy Wharol, os tais 15 minutos de sucesso.

Anónimo disse...


Helena
Para que isso aconteça cabe aos pais, professores e demais fazerem a nossa história perpetuar no tempo. A revolução, os heróis de uma nação nunca podem ser esquecidos.

Abraço
Carla

Anónimo disse...

Ora aí está uma pergunta nevrálgica. Actualmente a História que se estuda é menos a dos heróis e mais a dos ideólogos... e o Ministério da Educação não parece que discorde!

Dalma disse...

Os heróis só não são esquecidos quando passam a lendas...

Ana Paula dos Reis Guerreiro disse...

O tempo que a memória conseguir memorizar...