quinta-feira, 25 de setembro de 2014

José Tolentino de Mendonça



José Tolentino de Mendonça foi indicado para integrar o Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV).
O lugar que agora vai ser ocupado pelo padre José Tolentino de Mendonça foi deixado vago pela saída do presidente do CNECV, o médico Miguel Oliveira da Silva, nomeado pelo Governo para dirigir clinicamente o Hospital de Santa Maria/ Pulido Valente, em Lisboa, na sequência da demissão de Maria do Céu Machado.
Todos os que, como eu, admiram o padre, o homem e o poeta, terão decerto ficado muito satisfeitos com tal proposta.
HSC

12 comentários:

Isabel Mouzinho disse...

Tem toda a razão, querida Helena! Esta é, sem dúvida, uma escolha acertadíssima, que também a mim me alegra muitíssimo.

Beijinho

Anónimo disse...

"Um amigo, por definição, é alguém que caminha a nosso lado, mesmo se separado por milhares de quilómetros ou por dezenas de anos."

José Tolentino de Mendonça

Anónimo disse...


Helena;
segundo o que li o padre Tolentino, foi uma ajuda preciosa para si, um apoio incondicional.
Não conheço a sua obra, mas o certo, é que quem realiza trabalho bem feito por vezes é reconhecido,desejo-lhe as maiores felicidades para o novo cargo.

Carla

Anónimo disse...


Tão inspiradora a frase do padre Tolentino, é o que penso!!

Carla

TERESA PERALTA disse...

Maravilhosa escolha!… Uma pessoa admirável.
Obrigada pela partilha, minha querida Helena
Abraço grande

Helena Sacadura Cabral disse...

Carla
Foi sim. E continua.
Não é um apoio espiritual clássico. Vejo-o quando sinto que preciso de falar com ele. Duas a três vezes no ano. Mas é ele quue alimenta todo o percurso que fiz após a morte do Miguel e ele ainda que deu uma nova dimensão ao meu quotidiano.

Anónimo disse...


Helena,
existem pessoas com um dom especial,o dom da palavra, que conforta, que dá força...
Como diz, dão uma nova dimensão ao nosso quotidiano, tenho uma igual... talvez não seja igual, mas têm o mesmo papel!


Os poetas e os romancistas são aliados preciosos, e o seu testemunho merece a mais alta consideração, porque eles conhecem, entre o céu e a terra, muitas coisas que a nossa sabedoria escolar nem sequer sonha ainda.
São, no conhecimento da alma, nossos mestres, que somos homens vulgares, pois bebem de fontes que não se tornaram ainda acessíveis à ciência.

Freud

Carla

bea disse...

Comprei um livro do Padre Tolentino na Feira deste ano, "Nenhum caminho será longo"; gostei sobretudo de alguns pontos de vista e de conhecer amizades que ficaram na história como por exemplo a de S. Gregório Nanzianzeno e São Basílio. Basílio morreu primeiro e foi ele que fez a homilia da despedida.A dada altura disse,

"Porque cada um considerava o êxito obtido pelo outro como sendo seu. Nós teríamos acreditado que partilhávamos ambos uma só alma, responsável por dois corpos".

Tão bonito!

Mas terei que ler mais, sobretudo iniciar-me na poesia.
Desejo-lhe um bom trabalho.

Marta Veloso disse...

Descobri o poeta ha dois dias, fiquei apaixonada pela sensibilidade. Sou uma devoradora de letras e palavras. Desconhecia que era padre. Obrigada.

Tété disse...

Olá querida amiga!
Como já tenho dito tenho a felicidade de conhecer, há um bom par de anos, o Padre Tolentino da Igreja de Sta. Isabel.
A frase aqui deixada por ele é a tradução de toda a verdade.
Também eu sinto que mesmo não estando ao nosso alcance um amigo de verdade é para sempre em qualquer circunstância.
Desejo-lhe as maiores felicidades no novo cargo que certamente correrá tão bem como todos os outros por onde tem deixado ao passar o seu rasto brilhante.
Teresa

Maria do Porto disse...

Não o conheço pessoalmente, mas por tudo o que a Helena diz dele, não tenho a menor dúvida que foi uma escolha excelente e merecida.
Com pessoas assim, o mundo fica bem melhor!
Cumprimentos

Anónimo disse...

Sr Padre Tolentino deixo para si uma oração rezada com fé e extensiva á Sra Dra HSC.

Ambrósio