domingo, 20 de janeiro de 2013

Amor inevitável


«I love you. I've loved you since the first moment I saw you. I guess maybe I've even loved you before I saw you».

Já alguém lhe disse isto? Espero bem que sim. E que nunca mais tenha  esquecido esse momento.
É uma das frases de amor mais românticas que conheço. Hoje, por razões várias, lembrei-me dela, ao vê-la reproduzida num post do Pedro Correia, que recorda o filme "A place in the sun" e em que Montgomery Clift a diz a Elisabeth Taylor .
Há pessoas que amamos mesmo antes de as encontrarmos. Só alguém a quem isto já aconteceu pode perceber a intensidade, a força, a paixão, a inevitabilidade de um amor assim!

HSC

15 comentários:

Isto e aquilo disse...

Absolutamente de acordo! também acho que "há pessoas que amamos mesmo antes de as encontrarmos"...
Beijinho ;)

Isabel Mouzinho

Anónimo disse...

Lindas palavras! Linda fotografia!
Nem é necessário a outra... feita em Casa Blanca... Como os tempos mudaram! Por onde anda o romantismo nos dia de hoje?

Teresa Peralta disse...


Sinceramente, não me lembro!!...
Mas reconheço que deve ser um momento maravilhoso.
Uma boa noite para si junto com um enorme abraço

Um Jeito Manso disse...

Olá Helena,

Confirmo. Quem já passou por isso, sabe que é mesmo assim. E é das melhores coisas da vida.

Um abraço e uma bela semana!

zia disse...

Como é inesquecível esse flash... um simples cruzar de olhos e acontece logo como se desde sempre tivesse sido!
É tão lindo! Tão verdadeiramente verdade e para sempre fica gravado como um sopro que faz as folhas dançarem e que sempre volta...
todo o carinho muito mesmo,
lb/zia

Isabel Seixas disse...


O Amor


Estou a amar-te como o frio
corta os lábios.

A arrancar a raiz
ao mais diminuto dos rios.

A inundar-te de facas,
de saliva esperma lume.

Estou a rodear de agulhas
a boca mais vulnerável

A marcar sobre os teus flancos
o itinerário da espuma

Assim é o amor: mortal e navegável.

Eugénio de Andrade, in "Obscuro Domínio"

Teria noventa anos em 19 de janeiro de 2013


zia disse...

Lembra-se da música do Vinicios em que dizia "quem não sofreu por amor... não sabe não..."

Anónimo disse...

Pois... Ainda, estou a aguardar por um momento desses, mas "quem espera sempre alcança"! :)))

Isabel BP

Anónimo disse...

, foi o que me disse e nunca o esquecerei.

Anónimo disse...

Já vivi essa felicidade e todos os dias agradeço ter amado e continuar a amar esse ser tão especial!...

Dalma disse...

Ouvi, não exactamente, mas o que importa é que quem me disse algo de semelhante continua ao meu lado e daqui a poucos meses faremos 44 de amor tranquilo!

Princesa Tagarela disse...

É uma sensação única!!

Anónimo disse...

Senti-o e ainda sinto por alguém que partiu muito cedo deste mundo mas tenho esperança de o encontrar quando fôr a minha vez!Paixões muitas mas Amor como esse não morre nunca.

Anónimo disse...

Sou uma mulher de sorte - já o ouvi várias vezes. Ouvi-lo desencadeia quase sempre em nós (mulheres) a paixão. E quando tal acontece, ama-se como se não houvesse amanhã. Só quem viveu sabe, de facto, essa inevitabilidade e essa força, como diz e concordo, minha senhora. Ocorre-me perguntar-lhe: que é melhor? Amar ou ser amado?

Hélia Cruz disse...

Cara Helena,
Sem dúvida, é a melhor sensação que se pode ter. Nesse momento todo o mundo se transforma à nossa volta.
A empatia que sentimos com pessoas que mal conhecemos. mas com as quais nos identificamos totalmente é admirável,quer seja no amor quer na amizade.
Sempre com amizade.