quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Será possível?!

Acabo de ler e tive um ataque de riso incontrolável perante a notícia. De que se trata? Nada mais, nada menos, que da mudança radical na carreira de Filipe Gonzalez, que foi Primeiro Ministro de Espanha durante vários anos.
E porquê o riso? Porque, depois de se desembaraçar da primeira mulher que substituiu por uma com alguns anos menos - a partir de certa altura quase todos os homens o fazem, convenhamos - agora, também se desembaraçou da política e abraçou uma nova profissão. Qual? A de desenhador de jóias. E lá vinha na revista, ao lado da sua foto, outra de um colar de sua criação.
A peça, segundo os meus padrões de gosto, não lhe augurará grande sucesso, mas sempre se trata de um objecto "com a assinatura" de um antigo e poderoso homem de poder, muito amigo de alguns portugueses que até o viam como um exemplo a seguir.
Não tenho nada contra mudanças de profissão. Mas esta é surpreendente. Não conheço outro governante socialista que tenha feito uma reconversão tão radical e inesperada. A altura, de crise, não me parece a ideal para lançar este tipo de projecto mas, quem sabe, se o nome Gonzalez, no mercado dos euros, não valerá ouro?!
Eu não compraria. Todavia, acredito que os socialistas de todo o mundo se empenhem em contribuir para a nova opção de vida de um homem cujo destino marcou politicamente o país vizinho.
E, maldosa, já estou a antever quem serão aqueles que, entre nós irão, num futuro mais ou menos próximo, seguir-lhe as pegadas. No mínimo, será muito divertido, caso se confirme a escolha, ver como lidará Gonzalez com esta nova vida e quem serão os seus melhores clientes!

HSC

19 comentários:

Rita disse...

Pelos visto, por incrível que pareça, ainda há um futuro para Sócrates. Já o estou a ver na Moda Lisboa a apresentar uma colecção estilo desportista lolol

Lura do Grilo disse...

Cara Helena

Os socialistas surpreendem. Ele também é um dos directores do parque Donana.

Quanto a trocar de mulher tem sido uma tradição na Moncloa: são homens dos 3C (CCC). Trocam sempre de Carro, Casa e Companheira.

Zapatero vai nos dois C. Parece manter a sua Sonsolez mas o casamento não vai bem e as filhas dão muitos problemas.

Gaivota Maria disse...

Ora aqui está um exemplo que o Sócrates poderia seguir... Depois a gente trazia-o pendurado ao pescoço e se ele se mexesse arriava-lhe

Anónimo disse...

Há dois predicados que me fascinam em si: A sua arguta inteligencia, e a sua domesticada ironia!
Cumprimentos
MO

Helena Sacadura Cabral disse...

Meu caro MO
São os únicos predicados que me restam duma antiga passada grandeza, como diria o meu encantador Pai...:-))

Anónimo disse...

Olhe que não..., olhe que não, estimada Drª. Helena, a sua nobre, e inata grandeza, fez, faz, e fará de si, aquela Grande Mulher que nos ficará nas nossas memórias nunca apagáveis pelo tempo.
Conheço-a apenas pela Tv, e as suas sãs gargalhadas, são daqueles dons da vida, que jamais alguém será capaz de as silenciar.
Nem o seu encantador Pai, foi capaz de a condiconar aos do socialmente correcto, daqueles tempos. Por isso sempre a admirei!
Cumprimentos
MO

Anónimo disse...

O Lura é patusco. Como se o “vil pecado da carne” fosse prerrogativa socialista! Há cada cómico! Tenho uma compreensão enorme para com este tipo de “asneiras”, quanto mais não seja porque a “carne é fraca” (quem, minhas senhoras e meus senhores não pecou já? Que atire a primeira – e última – pedra!) – e, quem sabe, ainda bem!
Nestas coisas, por vezes, as pessoas revelam as suas tendências intrinsecamente reaccionárias e até, desajustadas. O “pecado da carne” foi, é, tem sido e será sempre uma tendência da Humanidade. Nada de mal vem daí ao Mundo. E Deus é grande e tem uma grande capacidade de compreensão para tudo isto. Acreditem!
Já governar mal, o que também e muitíssimas vezes sucede com governos de Direita, e não só Socialistas, é, sim, uma enorme chatice, uma carga de trabalhos, um peso, enfim, um sacrifício do “tanas”, para quem “alomba” com essas consequências. O que, como Lura bem sabe, escapa a uns poucos, “bem situados” nesta nossa “santa República”. Que ficam a ver a tal Crise a passar(-lhes) ao lado.
Meu caro Grilo, deixe lá essas moralidades políticas e leve a coisa “na reinação”, como costumam dizer os alfacinhas, que muito aprecio.
Por mim, já estou a imaginar uns tantos políticos a deixarem essa actividade “libidinosa” que é a Política e a dedicarem-se, por exemplo: à venda de camelos (para a travessia do deserto da “outra banda”), de roupa de luxo, de acções do BPN recauchutadas, de livrinhos da carochinha para jovens, de computadores para a Venezuela, de electrodomésticos às Juntas de Freguesia e sei lá que mais!
E, quem sabe, ainda aparece um “artista” a tentar vender, ou criar um negócio nesse sentido, e se calhar com sucesso, de “políticos em segunda mão”, com provas dadas em “diversas áreas de influência” para o Terceiro Mundo. Quem sabe! Nisto, da vida, como dizia a Dona Crisaltina da Silva e Sá, o que é preciso é ter olho para o negócio!
Pois bem, sigamos os seus conselhos!
P.Rufino

Anónimo disse...

Dra Helena,

Também já vi algumas jóias e corroboro... são feiocas.

A nova "piquena" do Felipe Gonzalez não é ligeiramente mais nova, mas sim bem mais nova. Daí, esta viragem em se tornar um rapaz moderno e conhecedor das últimas tendências da moda!

Por cá, não acredito que haja seguidores no ramo da ourivesaria, isso é coisa de pobre! Aposto mais no ramo do petróleo...

Isabel BP

Helena Sacadura Cabral disse...

Meu caro P.Rufino
Dei uma boa gargalhada com o seu comentário. Bem me queria parecer que o meu amigo era muito tolerante com os pecados da carne. Eu também sou, sobretudo porque não os acho pecados se forem cometidos por mim, que não sou socialista. E não sou porque acho estes piquenos muito à direita para o meu gosto...

Cara Isabel
A rapariga apesar dos bons anos a menos tem qualquer coisa a mais que Carmen Gonzalez...

Cara Rita
Deliciei-me com a hipotese de ver Socrates na passerelle...da Moda Lisboa. Só tenho dúvidas nos modelitos. Se forem os da 5ª Avenida, vá que não vá. Se não, teremos que pedir algo ao Gonzalez que, a breve trecho será, pelo menos, a very good stylist!

Lura do Grilo disse...

Ui, Ui, Ui...

Caro P. Rufino

Os homens das 3C (CCC) é são casos transversais aos partidos políticos: também calhou a Aznar.


Trata-se, segundo os meus amigos espanhóis, de uma maldição da Moncloa (Casa, Carro e Companheira). Nem tudo é carne: também tem coisas bem mais fáceis de explicar. A sedução de um Mercedes, BMW, AUDI acima dos 2500 (cc) ... por exemplo.

Quanto à corrupção em Espanha basta ver o caso Bono, Roldan, Baleares, Grinan, Chaves, etc

patricio branco disse...

quem sabe se as joias sempre foram a sua paixão secreta e agora, livre da vida politica por vontade própria (exemplo que varios politicos portugueses deviam seguir)dá finalmente curso a esse gosto.
De qualquer modo, continua a falar de politica em conferencias, debates organizados por instituições e até a apoiar eleitoralmente o psoe. Tem inclusivamente uma interessante tese para explicar o atraso relativo de portugal frente à espanha tomando como ponto de partida o inicio das democracias num e noutro.

Anónimo disse...

Pecado?!!!?!!!...

Ter sede ?
Ter fome?

De pele,de toque, ternura, sofreguidão, candura, renascimento, realidade da ilusão...

Condescendentes quando afogamos os sentidos...
Pois é preciso;agora que é tão natural como a Sede...
Por favor!Daaaaaaaaaaaaa
Isabel Seixas

Anónimo disse...

Caro Lura do Grilo,
Concordo consigo, há muita gente que se deixa fascinar por um BMW, Mercedes, ou Audi, lá (em Espanha), e cá (em Portugal). Sou incapaz de comprar qualquer dessas viaturas, visto hoje, cada vez mais serem símbolos de um novo- riquismo bacoco. Já quanto aos três C, nada tenho contra quem quer viatura, casa e companheira. Eu tenho as três coisas. E estou satisfeito, “so far”, com esta trilogia. E depois, pode sempre trocar-se de todos os três “items”. Num dos casos até podemos ser nós a ser trocados. São coisas, ou “azares” da vida, como dizia um avô meu.
Quanto à corrupção, por cá, já se começa a descobrir uma fórmula de a “tapar”, que é criar lugares para este e aquele amigo/a, publicar tal em D.R e já está! Tal como o puré de batata instantâneo da Maggi! Tudo com cobertura legal. Fantástico! É caso para se dizer: a abjecção ao Poder. E nada mudará, venha quem vier a seguir, meu caro.
Daí que prefira o “conforto” de dois dos tais 3, visto um deles ter apenas um valor utilitário (a viatura, ainda que prefira um “Defender”, aos tais “alemães”) . Prezo e invisto na casa – gosto de um bom quadro, um bom tapete, um bom móvel, bom vinho, um bom livro, boa música, etc. – e depois tudo isto serve para desfrutar com a “tal especial” e amigos. E assim a vida até parece mais fácil.
De suportar, apesar da crise.
Ah, parece que há eleições por aí! Como sou tão distraído, o mais provável é que fique a ler e a ouvir música e quando der conta já passou o período de votar. Já me tem acontecido, acredite. Distracções minhas!
Creio tanto nelas como em Deus e como sou ateu…
Cordialidade,
P.Rufino

Anónimo disse...

Eu gosto do Sr.
Gosto e pronto!

Além de que sei outro hoby Ele para além de ser sensual(Do meu ponto de vista, claro) cultiva bonsais...
Só para que conste
Isabel Seixas

Helena Sacadura Cabral disse...

Querida Isabel essa revelação é idêntica à que lhe vou fazer. Eu gosto do João Soares e tenho, há anos, um bonsai que ele me deu no meu dia de aniversário que, por mero acaso, coincide com o do Pai dele, de quem não gosto tanto.
E não percebo porque é que o filho está afastado da política. Também para que conste!
:-))

Anónimo disse...

Pois

Como conservar um bonsai durante anos?!...

A expressão "não gosto,... Muito" é deveras interessante...

É um não gostar... Mas pouco

Pois continuo a não gostar nada do retiro da nossa Maggie...Mas se calhar tem de ser...

Abraço
Isabel Seixas

Julia Macias-Valet disse...

E sera que faz "Joias p'ra Coroa" ; )))

Assinadas Felipe e oferecidas à Leti...pode provocar equivocos ; )))

PS os homens a partir de uma determinada adoram reciclar-se

Helena Sacadura Cabral disse...

Oh! Julia o que me ri com a reciclagem dos homens de cinquenta anos. O que estava aqui ao lado exclamou logo: "essa agora?!".
Mas é verdade sim, amiga. Eles reciclam-se e algumas de nós...operam-se para que os médicos as reciclem!
Gosto tanto das minhas rugas e das roliças formas do meu corpo, que só de pensar que as podia tirar me arrepia.
A Rita Ferro diz que sou a única mulher que ela conhece que gosta de ser gordinha. E eu respondo-lhe que me tem feito muito jeito sê-lo!

Julia Macias-Valet disse...

Esqueci-me da palavra "idade"...às vezes a cabeça vai mais rapida do que os dedos no teclado : )))

O meu pai reciclou-se em 22 anos e o meu sogro em 10...vou ja pondo as barbas demolho ; ) Nao ponha as maos no lume por nenhum....

A unica coisa que nao percebo é que eles dizem que as mulheres sao todas iguais...entao se assim é, p'ra quê mudar !?