domingo, 5 de abril de 2009

"Gente branca de olhos azuis"...

Há frases infelizes. Dos governantes e dos governados. Mais graves quando ditas pelos primeiros. O actual Presidente do Brasil não escapa à regra. E, como se acha um predestinado, "malha" - o termo, como sabem, tem registo no nacional socialismo actual - naqueles que, afinal, constituem hoje o seu mundo. Mas aos quais, acha politicamente conveniente, desconsiderar.
Explico-me. Toda a imprensa referiu a última gaffe de Lula que, ao lado de Gordon Brown, culpou "essa gente branca com olhos azuis" , pela crise que atravessamos.
A afirmação de tão idiota não merecderia qualquer referência, se não fosse dita por quem foi. No caso, merece, porque ademais de revelar ignorância mostra preconceito.
Para além da demagogia da análise, Silva tem a obrigação de saber que as crises são cíclicas e que, neste caso particular, muita gente que não é necessariamente branca nem neecessariamente da América, esteve envolvida no processo e a ganhar muito com ele.
O problema é, infelizmente, bem mais preocupante. Não é um prolema de brancos, mas sim de bancos, que concederam créditos. E é bom não esquecer que a classe média americana também é responsável pelo seu endividamento. Porque comprou a prazo aquilo que não tinha condições de pagar, aproveitando as baixas taxas de juro.
Só que o universo americano estendeu-se a outros mundos, também eles não necessariamente brancos. Falo da China, da India, do Japão e até do Brasil. Porque todos eles são credores dos Estados Unidos da América...
Claro que houve muita irresponsabilidade em tudo o que se passou. Até à era Clinton o mercado estava relativamente regulamentado e regulado. A desregulamentação que teve início no seu governo entrou, posteriormente, numa promiscuidade financeira inadmissível.
E aí os colarinhos de muita gente engravatada, independentemente de terem ou não os olhos azuis, cometeu crimes. Mas não os cometeram sozinhos. Alguns morenos de olhos castanhos - e, decerto, de encantos tamanhos - terão dado uma ajudinha.
Lula devia pensar nisso. Tanto mais que ou muito me engano ou o branco me parece ser a cor da sua pele!

H.S.C

6 comentários:

Glauciane Carvalho disse...

Eu venho neste blog diariamente, justamente, por ser de tão alto nível e por focar tão inteligentemente assuntos de nosso cotidiano. E hoje, confesso estar envergonhada com este post e extremamente constrangida pelas afirmações de meu presidente. O que eu poderia argumentar neste momento ?
Absolutamente nada, pois em suas explanações não encontrei lacunas para contradizê-las. Apenas em nome de meu país, se fosse possível, estaria me desculpando por comentário deveras irresponsável feito pela maior autoridade brasileira. Lembro ainda, (que sou da raça negra) e que assim como os brancos de olhos azuis, existem não só no Brasil como no mundo, corruptos de todas as raças, criminosos de todas as "cores". Portanto, responsabilizar os brancos de olhos azuis pela crise é de uma temeridade sem limites, encerro este comentário Helena, em uma atitude "quase que desesperadora", tentando consertar diplomaticamente o erro presidencial, já que como brasileira me sinto neste dever, imbuída de um patriotismo imanente de minha personalidade, invocando a seguinte frase: Perdoe este pobre coitado, que não sabe o que diz...(lembrando ainda que a indignação aqui no Brasil foi quase que unânime) Desculpe-me mais uma vez pela irresponsabilidade e pela falta de saber e de estudo de nosso presidente, que só tem o ensino médio. Em minha visão, mais um grande erro de nossa legislação que permite que pessoas despreparadas possam estar em cargos da mais absoluta importância, o que acarreta este tipo de gafe... Até a próxima postagem querida!

muipiti disse...

Continuo a gostar de vir aqui e hoje então assunto é bem pertinente.
Quando ouvi estas palavras de Lula fiquei perplexa, indignada e a não querer acreditar como é que um homem que ocupa o lugar que ocupa se atreve a dizer uma frase destas!
Como reparar esta gaffe que pode naturalmente vir a ter consequências negativas?

Helena Sacadura Cabral disse...

Glauciane minha querida, que lindo texto me mandou, amargurada pela gaffe que fere o seu amor pelo Brasil. Como eu a entendo.
É que, também aqui, elas acontecem. E nessas alturas o meu coração fica pequenino, quanto o seu...
Mas amar é também sofrer pelo que os outros esquecem e deviam lembrar. Felizmente que o país irmão tem pessoas como a Glauciane, porque são elas o seu verdadeiro rosto.
Um fraterno abraço da Helena

PS Não sei se lhe chegou o primeiro comentário que fiz e fugiu. Coisa de inexperiente.
Se chegou este é uma repetição.

Marta disse...

Gostei tanto tudo de reflectir consigo! é o que é.

glaucianecarvalho disse...

Grata querida Helena, por suas belas palavras...

Eliane disse...

Além de pertinente o comentário da Sra.Helena S.Cabral o discursso do nosso presidente denota o quão preparado são e estão tanto dirigentes como os que e os aessoram que permitem este 'tipo de gafe' em discurso internacional. Menos mal, uma vez que este discurso'entrega'a falta de instrução do represente de um país rico, porém despreparado e pobre em educação e instrução.

Glauciane dê GRAÇAS, pois há piores!!!...Os que denotam a Real Crise Mundial:A FALTA DE MORAL, CARÁTER E HUMANIDADE DOS DIRIGENTES.

OBRIGADA á ambas,Sra Cabral e Graciane pelas posturas pertinentes