segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Eu gosto e preciso de rir


Tive, quando era muito nova, em Audrey Hepburn - essa actriz invulgar -, um dos meus raros ídolos femininos. Hoje, folheando umas coisas que escrevi, encontrei esta frase dela. Precisamos tanto de rir, sem que disso nos demos conta. 
Audrey não teve uma vida muito feliz. Mas soube, sempre, mesmo nos momentos mais difíceis, sorrir. Que sábia ela era e que bem me soube recordar e partilhar esta sua afirmação!

HSC

5 comentários:

Anónimo disse...

Não vale rir,ok?

.
------( @@)-------Sabia que você é ...
---ooO--(_)--Ooo--
0000000000000000000000000000000000000000000000
0________________00000000000000______000000000
00________________0000000000000______000000000
000____000000______000000000000______000000000
000____00000000____000000000000______000000000
000____00000000____0000______________________0
000____00000000____0000______________________0
000____00000000____0000______________________0
000____00000000____000000000000______000000000
000____000000______000000000000______000000000
00________________0000000000000______000000000
0________________00000000000000______000000000

Ghost

Anónimo disse...

Não vale rir,ok?

.
------( @@)-------Sabia que você é ...
---ooO--(_)--Ooo--
0000000000000000000000000000000000000000000000
0________________00000000000000______000000000
00________________0000000000000______000000000
000____000000______000000000000______000000000
000____00000000____000000000000______000000000
000____00000000____0000______________________0
000____00000000____0000______________________0
000____00000000____0000______________________0
000____00000000____000000000000______000000000
000____000000______000000000000______000000000
00________________0000000000000______000000000
0________________00000000000000______000000000

Ghost

Pedro Coimbra disse...

Audrey Hepburn foi a mulher mais bonita que alguma vez vi.
A cantar Moon River é a voz de um anjo.
Se os anjos existem é assim que se expressam e é aquele o aspecto que têm.
Boa semana

Silenciosamente ouvindo... disse...


Mesmo muito sábia. Também gostava de a ver no cinema.

Os meus cumprimentos.

Irene Alves

Maria Isabel Mesquita disse...

Sinto o mesmo. Preciso muito de rir é preciso de pessoas que me façam rir.
Felizmente consigo rir de mim própria.
Tenho poucos motivos para rir, precisamente por isso, não desperdiço um único que seja.
Só não sei dar gargalhadas únicas como a doutora Helena. Com muito respeito o digo porque gosto de as ouvir. Agora é raro, anda um bocadinho fugida da TV.
Um grande abraço e retribua com uma gargalhada linda para mim. Gosto muito da Senhora
Maria Isabel