quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Pronto, já está!

Está finalmente empossado o novo governo minoriatário socialista. Espera-se que os diversos contratos/acordos agora assinados com o PCP e o BE, funcionem e Portugal possa, durante quatro anos, fazer melhor que o anterior. Creio que não será difícil!
Entristece, contudo, que o ódio continue - dos dois lados - a imperar. Basta umas leituras dos chamados blogs de direita ou de esquerda para se perceber o azedume que vai pela sociedade portuguesa, mesmo quando os seus autores são pessoas inteligentes e com obrigações especiais pelos cargos que já ocuparam. Vamos esperar para ver, porque só tempo pode ser bom juiz.
Mas no dia de hoje, ser capaz de verter, a jorro, toda a bilis acumulada durante quatro anos surpreende. Então porque o não fizeram antes? Ah! porque antes a coisa era mais arriscada, mais mal vista
A todos estes que esvaziaram, hoje, a vesícula, aconselha-se vivamente uma cura de Pedras Salgadas. Em jejum, faz lindamente!

HSC

28 comentários:

Anónimo disse...

Subscrevo inteiramente.
Bloqueei muita gente no meu facebook, porque não é esta a minha maneira de estar e intolerância com falta de educação, com tanta bílis, é como diz: que bebam Água das Pedras, em jejum, morna, como nas termas.
Muita saúde para si toso os seus

Isabel Mouzinho disse...

Ahahah! Muito bom! É isso mesmo... :)

Anónimo disse...

Pois é Dra helena, mas repare que o odio e o azedume e o nao saber estar, tem partido do governo q agora se foi. Os ex-ministros, sec de estado e afins, transformaram-se em verdadeiros malcriados. Eu tenho pasmado. Mal educados e malcriados.
Pedro

Teresa disse...

Assino por baixo!!! Já não há paciência para tanto fel!!As pessoas tornam-se IRRACIONAIS!!!

Anónimo disse...

A bílis está e esteve e continuará a estar também com a rapaziada de Direita. Basta ouvr e ler os tais comentários, quer nos Blogues, na TV, nos jornais, etc.
É a vida, hoje! Por culpa de uma radicalização de Direita que ao enfrenizar a maltratar muita gente deu origem a ódios que antes não existiam.
M. Vieira

Anónimo disse...

Por favor não caia no ridículo de ser mais uma das que diz "esta com azia, tome um compensan, um rennie, bla bla bla".
Não se viu mais nada nestas redes sociais para alem destas palavras, toda a gente as copiava uns dos outros dizendo o mesmo.
Um dos grandes desgostos destas eleições foi ver as pessoas a discutir nas redes sociais, e a ofensa constante era a lenga lenga do; tome um rennie.

Foi uma tristeza ver pessoas sem argumentos ,reduziam qualquer discussão a ofensas.
Todos ridículos, dizer para alguém que não concorda para ir tomar uma agua das pedras ou um medicamento é uma falta de educação tremenda. .

A Sra Helena é tudo menos ridícula e tem muita capacidade de argumentação, não se reduza a dizer que "os outros estão com azia".

Um abraço e parabéns pelo livro.

Anónimo disse...

Bom dia Dra. Helena, uma pena que essas hostilidades continuem num País como o nosso que poderia se ser um paraíso para todos.
O que nos vale é que continuamos a ter um outono maravilhoso.
Ah tenho muita esperança neste governo.
Os meus respeitos.
Es.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Subscrevo totalmente o seu texto.
Quero paz!!!
A política em Portugal "falam demais e fazem de menos".
Os meus cumprimentos.
Irene Alves

Ana disse...

Concordo plenamente, são mentalidades destas e saber estar que fazem falta quando só se lê imaturidades

Anónimo disse...


Helena
Compreendo agora o seu silêncio,o que esperamos é que o país não retroceda, com o novo governo. O tempo o dirá, ouvi hoje que vai haver algumas devoluções de dinheiro, sobretaxa, reformas.
Sempre duvidei de quem muito promete, o Narciso conseguiu o que sempre desejou. A bílis é o mal de muita gente destilam fel, aí está o segredo, deixar ou não contaminar.

Carla

Helena Sacadura Cabral disse...

Ó anónimo das 03.05
Dificilmente eu cairia no ridiculo pela política, que nada me diz e está longe de me motivar. Aliás, não leu aqui nada sobre tal matéria, durante as campanhas eleitorais falsas e cansativas.
Aquilo que escrevi neste post, cinge-se aos vómitos - dificilmente encontro outra palavra - que, no dia da tomada de posse do novo governo, foram bolsados por pessoas de reputação respeitável.
E, garanto-lhe não foram só de direita. Foram, é triste dize-lo, bastantes de esquerda. Qu até ali se tinham contido...mas que com o governo empossado se sentiram no direito de enxovalhar quem de lá saía.
Eu não gostei deste governo, nem votei nele. Aguentei-lhe as consequênvias e não foram poucas. Mas não escolhi o dia da sua duvidosa saída, para o achincalhar. por uma só razão. Tenho respeito por mim própria!

Anónimo disse...

Muito bem escrito como sempre!
Chega de política rancorosa e vingativa.
É tempo de "arregaçar as mangas" e trabalhar que é disso que o País precisa neste momento.
O orgulho devia apoderar-se deste governo e fazer com que o fosse muito melhor que o anterior.
Era isso que todos os governos deviam ser independentemente da cor política, sempre melhores que os anteriores porque é para isso lhes é dado esse difícil poder que é governar.
FL

TERESA PERALTA disse...

Querida Helena
Os cobardes imperam neste lugar "sem rei nem roque". Onde o resultado já se faz sentir, através da falta de ética e de confiança geral, cuja maior consequência é a catarse cruel e crispada de todos os intervenientes, e que a curto prazo se vai transformar numa tragédia de intolerância extremada.
Beijinho

Observador disse...

Concordo consigo, Helena.
Há uma pessoa que deveria ser o exemplo de político, principalmente pela posição que ocupa - felizmente por pouco tempo mais - que deu 'capote' em matéria de fel. Chama-se essa pessoa Aníbal ntónio Cavaco Silva.
Ora, quando o Presidente da República diz o que diz da forma como diz, quem se pode admirar quem o cidadão comum o faça?
Sei que se trata de um caso de educação, pelo que qualquer pessoa tem a obrigação de evitar expelir o fel acumulado. Mas também sei, porque sempre ouvi dizer, que o exemplo vem de cima.

Cumprimentos fraternos.

Anónimo disse...

Uma boa receita e barata... Sobretudo para "aqueles" que são oriundos dessa parte do País...

SN disse...

Eu não consigo deixar de esvaziar a minha bílis. O que aconteceu deixa-me doente e com vergonha alheia.
Quanto ao novo governo ir fazer melhor, bom, não sei o que é fazer melhor. Andámos para trás para poder andar para a frente. Receio que agora andemos para trás para, depois, andar novamente para trás.
O meu único consolo é pensar que estes partidos todos não se vão entender e que o que teremos, no final do dia, será um governo de gestão.

Mas nem tudo é mau. Os exames do 4º ano parecem ter fim à vista. Que alguma coisa boa possa emergir daquele pântano.

Helena Sacadura Cabral disse...

Ó M Vieira
Eu já viro frangos há muitos anos. Alguns deste novos ministros até foram meus alunos.
Não votei neste governo como não votei no anterior.
É uma pena para si que eu não seja de direita. Fazia-lhe muito mais jeito para os comentários que escreve. Mas não lhe posso fazer a vontade.
Já lhe disse uma vez que tive dois filhos na política: um à esquerda - variada, é certo - e outro á direita.
E só uma vez é que votei em cada um. É público e já o disse várias vezes. Por isso não tente conotar-me. Não chega lá. Falta~lhe pedalada!

Paulo Abreu e Lima disse...

Cara Helena, não nos preocupemos. Não se costuma viver mal com os governos de esquerda. Só depois.

(Vai uma aposto que vão "descobrir" um buraco orçamental? Que chatice, a intenção era boa, mas "eles esconderam coisas...)

Anónimo disse...

Posso brincar um pouquinho? Nao me diga que tem votado em branco ... um grande fim de semana para si. E siga a marinha! Pedro

maria franco disse...

Música para um início de noite!

https://youtu.be/T-_pLWEEmUw

Espero que goste...

Virginia disse...


Quem não se sente, não é filho de boa gente.

Refiro-me a quem votou na Coligação e se viu enganado. Só isso.

Anónimo disse...

Eu fui completamente contra a forma como isto tudo se passou e sou contra o que fizeram ao Paf, acho que se ganharam as eleições deveriam estar no poder, e eu digo isto em relação a qualquer partido politico. O PS perdeu as eleições e o PS esta agora no poder (sem ter sequer feito um governo com o bloco e o PCP).
Governa literalmente o partido que perdeu e isso retira o poder do voto, que era a coisa mais importante que se tinha conquistado no 25 de Abril.
Nós só temos dois poderes como cidadãos(na minha perspectiva), o de voto e o de consumidor.
Perdemos o do voto .

Mas não foi isso que eu comentei, ou pelo menos tentei dizer.
O que me incomodou no seu comentário foi a historia da azia, e digo-lhe porque, eu tenho seguido muitos jornais e blogs nas ultimas semanas e as caixas de comentários estavam(e ainda estão) lotadas de comentários do género ; "está com azia, tome um compensan, um rennie, uma agua das pedras, etc".
Sempre o mesmo, as mesmas frases.
Foi isto, de manha até á noite, e ainda continua.
Não há discussão, não há trocas de ideias, não há argumentos, nada de nada.

Só há:
- você está com azia
- não!! você é que está com azia
- quem está com azia é você
- você é que está

E é assim, são comentários agressivos, vazios que não trazem nada.
Comentários ao nível da escola primaria mas feitos a maior parte das vezes por pessoas de meia idade.

Custou-me muito ver este desenrolar politico, não por serem partidos de esquerda ou direita, mas porque achei o processo desonesto e injusto, mas o que me custou mais foi ver os comentários dos portugueses.


ass , Anonima das :27 de novembro de 2015 às 03:05



Helena Sacadura Cabral disse...

Ó Anónomo das 21.39
Se você sonhasse os votos que já dei nestes 40 anos de democracia, ficaria surpreendido. Como já referi uma vez votei BE nas Europeias para ajudar o Miguel. Em sentido oposto, outra vez para ajudar também nas europeias o Paulo, votei CDS. E afinal ele preferiu ficar em Portugal...
Nos 38 anos restantes não votei por duas vezes, já que, em Sampaio , naquela altura, jamais votaria.
No resto, esse é o grande segredo. Mas nunca votei em branco...
Vê como os julgamentos sobre quem se não conhece podem ser injustos? Eu sou uma mulher de trabalho, vivo dele e só a ele respeito. O resto, para mim, são ninharias para entreter papalvos!

Anónimo disse...

Olá Dra. Helena!
Subscrevo inteiramente o que diz. E mais: mesmo não tendo votadonão concordo minimamente com a anónima que considera que o voto, conquistado no 25 de Abril, perdeu poder. Afinal, somados, os votos dos partidos que estão agora no governo não constituem a maioria dos votos?... Não enviesemos as coisas ao gosto do freguês.

Os meus cumprimentos.
Paula

Helena Sacadura Cabral disse...

Maria Franco
Lindissimo!
Sou uma fã incondicional de Mercury que pode cantar com toda a a gente tal o seu potencial de voz!
Bem haja!

Fátima Freitas disse...

Não posso estar mais de acordo com o que diz Paulo Abreu e Lima.
Não comento a Dra Helena, não só porque não concordo,mas principalmente reconheço que não tenho pedalada para tal e escuso de o ouvir.
Esperemos então.

Anónimo disse...

Subscrevo. Pessoalmente andei 4 anos a dizer mal destes ladrões que venderam o país, sabe-se lá com que benefícios pessoais, não é?
Carlos

Anónimo disse...

Vendo agora os debates na AR. Credo, afinal o pessoal PAF é de uma tremenda má educação. Não há quem lhes diga que isso é muito pior? Ninguém diz ao Paf mor que aquelas risadas ajudam a cavar a sua sepultura de uma vez? Se pensa que é assim que vai ganhar eleitorado está muito enganado.