domingo, 26 de julho de 2015

O triângulo


Neste período em que a maioria está de férias e eu estou no final de um trabalho que verá a luz do dia lá para Dezembro, de vez em quando, ligo a televisão. Ontem apanhei a festa da Caras e uma entrevista a Lilly Caneças, socialite - a expressão é da jornalista - que há uns anos abrira os telejornais do prime time por causa de uma cirurgia plástica ao rosto - a primeira de outras que se haviam de seguir. Logo de imediato, apareceu Paula Bobone que, no passado, havia sido entrevistada a propósito de um chá que oferecera às amigas, mostrando o protocolo a que tal repasto deve ser submetido. 
Confesso que fiquei um pouco baralhada. Primeiro, não me lembrava da efeméride da Lilly e, segundo, desconhecia que tomar chá pudesse obedecer a um qualquer critério que não fosse o de quem o serve. Em que mundo andei eu?!
Abstenho-me de quaisquer comentários, dado que acabo de me confessar uma completa ignorante acerca de tais assuntos. Mas não pude deixar de me interrogar sobre as razões que levam a televisão a pretender convencer-nos de que o país se divide entre a política, o futebol e a vida dos que pouca ou nenhuma vida têm. Todavia, depois de ter assistido a trinta minutos deste exercício, começo a pensar que em Portugal, de facto, nada mais há para além deste triângulo...
É que a realidade mostra que as nossas tristes "estórias" giram todas à volta dele!

HSC

22 comentários:

Dalma disse...

HSC, eu que costumo andar por aí, confesso que só em países em que a civilização é como a nossa ( já que há muitas é bem diferentes), e às vezes com algumas horas passadas em quartos de hotel ou porque está mt frio ou demasiado calor, logo vendo TV, olhe que não acho grande diferença!!
Claro que o tal programa foi uma idiotice! Mas não estamos na "silly season?

Abelhamaia disse...

Completamente de acordo. Aliàs cada vez mais as minhas opiniões coincidem com as suas. Além de a admirar muito, adoro o que escreve e é muitas vezes nos seus livros que encontro paz e reflexão para a vida. Um bem haja aqui dos Açores.

Virginia disse...



Leia a entrada no blogue Ponteiros Parados, do qual sei que é fã.

Acaba assim: ... há os portugueses que lêem a Bola e há os portugueses que lêem o Record. Há as portuguesas que lêem a Caras e as portuguesas que lêem a Lux. Claro que mais algumas variantes haverá. Mas tal como a intransitiva evidência do sabor da patanisca de bacalhau na boca de um curioso gastrónomo nos impede de dizer muito mais sobre ele, também aqui a Sociologia não terá muito mais para dizer, ficando reduzida, conforme a sensibilidade do gastrónomo social, à amarga, azeda ou demasiado salgada evidência dos factos.

No comments!

João Menéres disse...

Também vi, pois estava a aguardar o comentário do MARQUES MENDES.
Confesso que foram 30 minutos de uma tortura incontável !
Começando com o ridículo da plástica da Lilly e a terminar com a pirosada ( não quero ser mais duro ) do chá, da toalha e do tabuleiro da Bobone !


Melhores cumprimentos.

irene alves disse...

São figuras de certa forma bizarras!!!
Alguns canais de televisão(para não generalizar)
não querem gastar dinheiro em comprar programas
de qualidade e então gastam o tempo de antena
com essas personagens que até não têm(parece-me)
chachet...
Mas é mais um sinal de uma certa degradação...
E a mania que há em certas pessoas "que sabem sempre
mais que os outros e que portanto os podem ensinar?"
Cumprimentos Drª. Helena.
Irene Alves

Madalena Ferreira disse...

Olá,

Também me abstenho de fazer quaisquer comentário, mas ao contrário da Helena, acho que em Portugal, Há muito mais que este triângulo a que se refere.É preciso continuar acreditar.

Um abraço,

Anónimo disse...

Bom trabalho.E para uma pausa melhor.
http://youtu.be/h3pbEKl6TkI

maria isabel disse...

Por acaso também vi precisamente esse bocadinho da festa quando a D.Paula Bobone diz que deixou de frequentar essas festas,por não haver gente interessante.
A começar pela dita senhora, que de interessante tem muito pouco,também fiquei a pensar com que direito se chamam "Famosos".
Por acaso já foram ver ao dicionário o conceito de famoso?
Para tudo tem de haver um tapete vermelho ou seja "red carpet" que é bem diferente.
Também a mim me deu um aperto de estômago e virei de canal.
E foi tão criticada, noutros tempos, de crise também, a festa de gente importante na casa de Estoril de "PATIñO penso que organizada pelo Carlos Paço d'Arcos.
Estamos no mesmo,mas com pior qualidade.

Sérgio S disse...

Lamentavelmente só conheço o protocolo de beber bejecas com os amigos. E garanto que tem muito protocolo...

Anónimo disse...

The show must go on.
Teresa

Anónimo disse...

Até Freud ficava passado com um chá com pó,com caras de Jocker mas aposto que ia vibrar com um bom jogo de futebol é uma Super Bock preta.
Imagino o que não deve ter rido.Só por isso o circo vale a pena.
André

Anónimo disse...

Cara Dra Helena e isto é o vértice desse triângulo.Resta o Orgulho em ser Português que o resto é paisagem.
http://youtu.be/zTHH2Nqt8tc
Estes nos Clubes onde jogam nem para os "chinelos ganham",jogam á torreira do Sol - das 11h ás 16h - e encantam o País com a sua arte e magia.É o coração a falar.
Viva os Campeões do Mundo.
Viva o nosso Madjer.
http://youtu.be/zTHH2Nqt8tc
Fãs de Portugal
❤️💚❤️💚❤️💚❤️💚❤️💚❤️💚❤️💚❤️💚❤️💚❤️💚❤️💚❤️

Anónimo disse...

Ao ler o título pensei que o tema fosse o Triângulo amoroso.Pelo sim pelo não,não andam longe da realidade.Mas são os que mais se divertem.
Que caturreiras!!!
Jo

Anónimo disse...

Lilly + Bobone + Betty ( esposa do Castelo Branco,primo do Dr António Costa ) = Triângulo do Avesso
Pedro Marques

Anónimo disse...

Looool XXXL

Anónimo disse...

"Se nós não somos a Grécia é porque somos parvos"," Cada vez gosto mais dos Gregos". MSTavares
Pois eu acho que Ainda Bem Que Não Somos Como Os Gregos.
A política no seu pior depois da Artimanha de Varoufakis.Se a UE não é perfeita este Siryza fez "comerem" gato por lebre.
Começo a gostar dos Gregos pois começam a mostrar o que realmente são(alguns).
A esquerda no seu melhor e vai haver mais digno de capas de revista cor-de-rosa.
MMartins

Isabel Pais disse...

Que bom ter apenas uma TV e um filho pequeno.......
Obrigada Drª Helena por me alertar, vou continuar a ver desenhos animados.
Um abraço.
Isabel

Anónimo disse...


Helena
Admiro a sua força, a vontade de trabalhar, criar, lá para Dezembro teremos mais um livro, por o que entendi.
Acho ridículo aquele tipo de exibicionismo, mencionarem o costureiro que as vestiu, quem lhes emprestou as jóias, ao fim ao cabo nada é delas.
Todos nós precisamos de trabalhar, estranho a forma como algumas ditas socilalites vivem, desconheço o seu trabalho, o seu contributo para a sociedade. A meu ver, são vidas vazias, com as quais não me identifico. Prefiro os meus livros, a minha leitura aprendo mais com eles. Fofocas, etiquetas para beber chá, por favor...

Carla

CF disse...

Um triângulo um tanto ou quanto estranho, para se girar à volta, diria eu...

Maria do Porto disse...

Não perco tempo com este tipo de gente inútil e balofa.
A minha vida é muito mais interessante, preenchida e útil...
Bjs

g. disse...

é por essas e por outras que, no meu pouco tempo livre para a TV, considero que o melhor canal de TV é a RTP2 sem sombra de dúvida. para outras coisas procuro a Nacional Geografic, Odisseia e afins ou então filmes e séries nos locais do costume na NOS.
já nas revistas prefiro as revistas técnicas de informática, fotografia, culinária e bricolage :)
RTP1, SIC, TVI, SIC Mulheres é tudo mais do mesmo, uns quantos patetas armados em apresentadores ou sabedores de etiqueta e bem-estar.

CORREIA DA SILVA disse...

Muito bem.