quarta-feira, 3 de junho de 2015

O velado e o exposto


Hoje as praias estão cobertas de corpos expostos, quase nus, que apenas se acomodam em duas tiras de pano que mal cobrem o sexo e os seios. Primeiro, a medo, só se metiam nelas as jovens escorreitas cujas formas realçavam a sensualidade de quem as possuia.
Depois, a "globalização" apoderou-se dos biquinis e estes passaram a albergar demasiados quilos que transbordando das tais duas tiras de pano punham em evidência o que cada um possuia de pior. Foi assim que chegámos à actual situação em que filhas, mães e avós usam o mesmo modelo, apesar da diferença de conteúdos.
Sempre considerei a sensualidade um jogo entre o que se revela e o que se expõe, numa arte que, quando muito bem conduzida, nos faz descobrir o erotismo, essa transcendente manifestação daquilo de que realmente somos feitos. 
É uma pena que, com a idade, as mulheres - sobretudo elas -  não compreendam que essa aposta se torna muito mais subtil velando do que descobrindo. Ou seja, que o corpo de uma mulher de mais de 50 anos, se torna muito mais sensual e erótico, quando a aposta entre o que ela "parece revelar" e o que ela "revela mesmo" é objecto de uma permanente descoberta  e não o resultado de uma sôfrega satisfação que se não precisa repetir, porque já nada há para desvendar...

HSC 

24 comentários:

Gaivota Maria disse...

Concordo absolutamente consigo, Dra. Helena até porque o fruto escondido é mais apetecido.

João Menéres disse...

Plenamente de acordo !

Melhores cumprimentos.

TERESA PERALTA disse...

E não é que já tinha pensado nisso.
Um fato de banho bonito é sempre mais elegante. Mas, em dias de muito calor, sabe tão bem molhar directamente a barrigudinha.
Decidi mudar de Toilette conforme as circunstancias.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Totalmente de acordo com o seu texto.
Bj.
Irene Alves

Anónimo disse...

Classe.
Charme.
Elegância.
Pudor.
Respeito por si e pelos outros...
É uma pena,mas com a "globalização" - liberdade sem nexo - esfumou-se.
Pedro M

Anónimo disse...

Pior seria se tivessemos de usar burquinis.
Prefiro ou a nudez, numa praia especial, ou um fato de banho mais recatado em lugares frequentados. No entanto, acho lindamente que se ande na praia como se gosta mesmo que seja com as banhas a rebolar por entre tiras e quase tudo ao leu.
Os oncologistas talvez lhes recomendassem que cobrissem a pele.
L.L.


Anónimo disse...


Fico, abismada com o vejo às vezes, na praia, parece que algumas não sabem o ridiculo que fazem, desde o uso do fio dental , asa delta, ou mesmo o topless, tatuagens enormes, enfim. Parece, que querem fazer o tempo recuar, mas no final o resultado é outro, mau gosto, pouca elegância.

Carla

Virginia disse...




É uma questão de bom gosto...mas muitas pessoas acham que até se devia andar nú nas praias, liberdade acima de tudo. Não me parece que seja questão de moda, mas mais de ânsia de libertação :)

O meu pai aconselhava as mães a usarem fato de banho para os seus filhos pequeninos, lembrando que a areia suja em contacto com as partes mais íntimas da criança seria muito prejudicial. A higiene é mais importante do que a aparente beleza ou libertação.

Anónimo disse...

🌟🌟🌟🌟🌟

Anónimo disse...

Concordo com o que escreveu e respeito muito.
No meu caso, quando vou á praia é para me bronzear e não gosto de ficar com a barriga e costas brancas. por isso opto por um bikini pequeno, mas "decente".
Agora tem razão, existem uns bem feios e "curtos" de uns sitios ..."esses" odeio.
VW

© Piedade Araújo Sol disse...

...
concordo com as suas palavras, sempre tão assertivas e sábias.

beijinho

:)

Anónimo disse...

🌷

Anónimo disse...

A moda é feita a pensar nas barbies, embora já haja marcas para tamanhos médios, grandes e... maiores. Já tem havido projetos publicitários, com vários tipos de corpos de mulheres, de diferentes idades, embora poucos. A ditadura da elegância e o culto do corpo, são uma alucinada e cruel alienação do nosso tempo. Existem mulheres maiores muito interessantes, e a elegância não é sinónimo de erotismo.
Pessoalmente prefiro o nu ao reduzidamente mal vestido, e o reduzidamente bem vestido ao nu (ai que já me perdi!).
Mas o velado e o exposto, já estão muito descodificados, hoje os códigos são outros.
As mulheres jovens estão hoje sujeitas a uma ditadura maior do que as mulheres mais maduras. A maturidade é um grande atrativo em todos os tempos. As jovens (20, 30, 40) confrontam-se com a disseminação de imagens de mulheres 'perfeitas', com retoques massivos de photoshop. E muitas delas sentem-se perdidas, com ganas de fazer plásticas de tudo e mais alguma coisa.
Já ouvi conversas de adolescentes, que não sabiam que estavam a ser ouvidas, e só falavam de plásticas e de como arranjar dinheiro para as fazer. Desde os maxilares, às maçãs do rosto, havia de tudo.
E mesmo os rapazes também ficam encadeados com as tais divas do photoshop.
Uma jovem, casada há pouco tempo, confidenciou-me que não sabia o que havia de fazer para competir com esta e aquela estrelas conhecidas, porque o marido ficava embasbacado com elas. E estava meia perdida, a pensar em encher os lábios para ficar como a Jolie, e o peito para ficar como a...
Eu nem queria acreditar! Felizmente consegui ajudá-la, espero.

Anónimo disse...

Igualmente para nós homens!
Bermuda ou sunga?! Qual prefere?!

Maria João Gonçalves disse...

Concordo consigo.
Adoro usar fato de banho, mas um dia a minha filha disse-me, mãe já reparaste que és a única mulher a usar fato de banho nesta praia? Hoje tento usar o fato de banho e o biquíni de acordo com a praia escolhida.

Helena Sacadura Cabral disse...

Anónimo das18:50
Escolhendo entre as duas, prefiro as bermudas.

Helena Sacadura Cabral disse...

Anónimo das 18:05
O que eu disse foi que sensualidade e erotismo podem estar ligados.
Elegância não é sinónimo de erotismo. Mas uma mulher elegante tem um potencial erótico maior do que uma mulher deselegante.

Maria do Porto disse...

Neste aspecto vou mais pelo físico do que pela idade. Já vi algumas jovens com biquini que para o meu gosto ficam mal pois acho que o físico não é o mais adequado.
Pelo contrário, vi "cinquentonas" a quem o biquini assentava na perfeição, pelo físico que tinham.
Mas, acho sinceramente que cada um tem o direito a usar aquilo que lhe apetece, desde que não ofenda quem os rodeia. E muito mais, na praia onde se vai "trabalhar" para o bronze!

Anónimo disse...

Boa-noite!
Sem dúvida as bermudas.
A 18:50

Anónimo disse...


Bom dia Helena!
Nos homens prefiro os calções acima do joelho, e sem depilações.

Concordo em absoluto.
...uma mulher elegante tem um potencial erótico maior do que uma mulher deselegante.

Ontem, apeteceu-me pecar, o pecado da gula foi mais forte que eu.
Comi um hamburguer Quinas de espadas, na hamburgueria 100% artesanal. Não gostei do excesso de barulho estava cheia. Prefiro um ambiente mais calmo, mas não se pode ter tudo. Penso, que até se pode ter tudo, boa comida e ambiente menos ruídoso, mas os portugueses ainda falam tão alto.

Carla

Anónimo disse...

Por vezes uma elegância demasiado certinha, com roupa de marca pelo figurino, pode ser fria.
Referia-me mais à elegância no vestir e não tanto à elegância física.
Porque elegância pode querer dizer muita coisa.
Mas não há dúvida, uma mulher tem mesmo mais potencial erótico com um corpo saudável, sem excesso de peso, mais auto-confiança e bem-estar, mesmo que as medidas não sejam as canónicas, era isso que queria dizer.
Mas pessoalmente não aprecio mulheres demasiado magras, nem com um corpo demasiado trabalhado e seco.
E existem vários tipos de estrutura corporal, de formas, mais esguias, mais redondas, vários tipos de beleza.
Não gosto do esteriótipo. E confesso a minha primeira paixoneta, foi uma mulher mais velha, cheiinha e voluptuosa.

Helena Sacadura Cabral disse...

Anónimo das 14:03
A roupa de mara pode ser sinal de dinheiro, mas não de elegância. Esta, o chic como se dizia no meu tempo, é algo que se tem ou não se tem. Raramente se compra!

Anónimo disse...

Senhora,"Elegância é a arte de não se fazer notar, aliada ao cuidado sutil de se deixar distinguir." Paul V
Eu concordo.
Um fim-de-semana doce.

Ambrósio

Ana Luisa Correia disse...

Não vou à praia à bastante tempo, mas, so de ver certas imagens na tv fico preplexa . Pergunto-me será que certas mulheres nao têm o sentido do ridículo! A senhora helena é cinco estrelas no seus comentários.