quarta-feira, 6 de julho de 2011

Chocante

Um amigo mandou-me este mail que, acredito, tenha obtido através da comunicação social. Confesso-me chocada e pergunto-me se a política não estará a colaborar activamente na degradação social mundial. A clivagem entre os que podem - pagos por todos os contribuintes - e os que nada têm, atingiu níveis que me ultrapassam. ´
Eu sei que nas outras instituições internacionais é tambem assim. E até lá temos os nossos representantes que, já aqui, ganhavam muitíssimo. Mas será que há trabalho ou representação oficial que justifiquem isto? Creio que não...apesar do futebol!

"Lagarde toma hoje posse da liderança do FMI e, num comunicado onde divulga os termos da sua nomeação, o Fundo atribui à ex-ministra francesa 551,7 mil dólares (cerca de 381,2 mil euros) por ano, o que dá quase 32 mil euros por mês.

O acordo feito com o seu antecessor, Dominique Strauss-Kahn, partia de uma remuneração de 496,3 mil dólares por ano (342,8 mil euros), ou seja, cerca de 28,6 mil euros por mês. Contudo, as regras do FMI pressupõem uma actualização anual dos salários, de acordo com o índice de preços no consumidor da área metropolitana de Washington, pelo que o ex-líder do FMI já estaria a ganhar uma remuneração superior quando teve de demitir-se, acusado de crime sexual.

Da remuneração que Lagarde irá receber faz parte o salário – 467,9 mil dólares anuais – mas também um complemento de 83,7 mil dólares por ano, destinado a que a nova líder do FMI “mantenha um nível de vida apropriado à sua posição de directora-geral e às necessidades de representação do fundo”.

Além disso, Lagarde irá receber ainda um complemento diário e terá pagas várias despesas, nomeadamente com hotéis. A ex-ministra francesa passará também a ter direito a receber uma reforma do fundo e um complemento adicional."


Ah! esquecia-me de lembrar que lá no FMI, como na UE há sempre uma "actualização anual de salário". Tal e qual o que acontece, neste momento, por causa deles, a todos nós!

HSC

15 comentários:

(c) P.A.S. disse...

É, cara HSC!
E que não se atrevam a chamar-nos socialistas, comunistas, sociais democratas, democratas cristãos,radicais, anarquistas... somos apenas seres meões de sensibilidade, de grandeza, de ganância e humanidade.

voz a 0 db disse...

O Povo gosta... ainda acredita na Carochinha!!!

Como costumo às vezes ouvir o Povinho na televisão "tem que... mais uns esforço! Não acha?"

JoãoG disse...

Pronto, até parece que eu hoje estou do contra. Sou vou escrever três notas:
1-O Mundo não está em crise. A economia mundial cresce à média de 4% por ano. Todos os BRIC cresceram mais de 6% no ano passado. Só o PIB dos BRIC são quase o dobro do dos EUA. Quem está estagnada é a Europa; quem vai comprometer o futuro de TODO o mundo são os EUA com tanta emissão de moeda;
2- O maior contribuinte para o FMI são os EUA, mas todas as outras economias emergentes contribuem muito mais do que os EUA, logo, já começam a mandar no FMI e, repito, não estão em recessão;
3-Há uma velha contenda entre os EUA e o FMI por causa dos Special Drawing Rights(SDR), em que os EUA devem mais de 200 toneladas de ouro ao FMI.

(Vou desfiar o pato, depois continuo)

Fada do bosque disse...

É... já vi essa pouca vergonha em vários blogues. Regressamos ao feudalismo medieval, só que nesta nova Era, é muito mais letal! Vão destruir os Povos Ocidentais.

Marcolino disse...

Estimada Helena,
E ... porque não...?!!
A mim fazia-me equilibrar as finanças e os nervos.
À estimada Helena, uma vida muitissimo mais serena!
Eles lá têm as suas regras, de um jogo muito deles, para ensinar outros, a cometer menores desmandos financeiros.
Tudo tem o seu preço, e os professores, para este tipo de ensinamentos, têm o seu alto prêço, para ensinar aos peritos em fazer Banca Rôta, outras regras de um jogo económico, muito mais sadio. globalmente produtor de riqueza!
Cumprimentos
Marcolino

Anónimo disse...

Li a notícia na comunicação social e fiquei chocada com a clivagem crescente entre ricos e pobres, ou melhor entre milionários e pedintes.

É uma afronta que o dinheiro de todos nós seja aplicado nestes ordenados escandalosos.

A cada dia que passa, sinto-me mais inconformada com as injustiças sociais e a falta de pudor a que chegaram os países ditos civilizados...

Isabel BP

Tanita disse...

Lamentável.

Pedro C disse...

Sou de direita, acredito no trabalho, na iniciativa privada e acho que o Estado deve apenas regular o mercado e proteger os cidadãos caso algo corra mal.
Sei também, que um cargo desta natureza é de uma enorme exigência e dedicação. Mas fica a pergunta:
E o trabalhador que todos os dias se levanta as 5h da manha para dar o pequeno almoço aos filhos, vesti-los, deixa-los na escola, ir para o trabalho, trabalhar 10h, chegar a casa já de noite e ganhar um salário de miséria. Não é exigente?
Como pode uma instituição que paga principescamente pedir para baixar os salários aos trabalhadores?
Que moral é esta?
A Europa está a passar por um fase decisiva na sua história e a meu ver não sei se os lideres europeus tem a visão, a capacidade e o poder de decisão para nos conduzir a dias melhores.
Aguardo com enorme ansiedade o que o futuro nos reserva.

Naná disse...

Sem qualquer qualificação possível...

marianinha disse...

Estou indignada como é possível isso acontecer se juntarmos essas receitas todas que ela vai receber ao final do mês para não falar no final do ano.É uma vergonha

Blondewithaphd disse...

Eu só gostava de saber que tão grande capacidade intelectua e profissional justifica estes números. Palavra que gostava de saber!

Alda Silvestre disse...

...
...
...
as reticências são apenas "duas ou três coisas que eu já sei" :)e que gostaria muito de levar estes senhores a ver e viver a 'experiência' por apenas dois ou três meses (embora anos fosse o ideal!) na qualidade de 'turistas'- estou convicta de que ficaria registada como a 'experiência' das suas vidas.

Anónimo disse...

É olhando para estas remunerações que eu estranho cada vez mais o que se paga aos gestores em Portugal, isso sim um escandalo se tivermos em consideração o nível de vida do país. Gestores a ganhar 500 000 € por ano é "mato" neste país. Há até quem ganhe 1 milhão de Euros por ano (lembram-se?).Isso sim é que devia ser objecto de indignação.
J.L

Anónimo disse...

Chocante!
Estas remunerações só se compreendem à luz dos conceitos claramente expostos por Daniel Estulin em "Toda a verdade sobre o Clube de Bilderberg", Publicações Europa - América.

Por cá gostaria que a HSC investigasse, por favor, por que razão os funcionários das Finanças RECEBEM MAIS UM ORDENADO DE 3 EM 3 MÊSES, ao que me consta.
Será verdade?

Parabéns pelo seu blogue que leio com atenção e proveito.
Muito obrigado.

Pôr do Sol disse...

Cara Helena,
Comentei esta noticia com uma amiga que em resposta me mandou alguns numeros que, por se passarem na região do Vale do Ave onde a taxa de desemprego é de 15%, me fez pensar que seria util um 28 de Maio.
Passo a explicar:
Guimarães, berço da Pátria,capital da cultura.
Foi criada uma comissão com 15 componentes do Conselho Geral a receberem entre 300 a 500 euros por reunião. Mais:
1ª- Cristina Azevedo-Pres.Cons de Admnistração=14300€+carro+Tlm+500€ p/reunião.
2ª Carla Morais-Admnistrativa Executiva=12,500€+carro+tlm+300€p/reunião.
3º.João B Serra-Admnistrativo Executivo=12,500€+carr++tlm+300€p/reunião.
4ºManuel Alves Monteiro-Vogal Executivo=2000€+300€p/reunão.
É um exagero, atendendo à situação do País, mais, o acréscimo por reunião faz-me perguntar se estas não fazem parte do cargo.