quinta-feira, 9 de outubro de 2014

BB


Acabo de saber que Baptista Bastos foi afastado do DN. É pena. Nem sempre concordavamos, mas lia-o sempre com atenção. E, sobretudo, era alguém de quem eu gostava.
Confesso que a decisão, infelizmente, me não surpreendeu. O jornal está hoje muito longe daquele DN onde gostosamente escrevi durante cinco anos.
Creio, no entanto, que o nosso BB será rapidamente aproveitado por outro meio de comunicação social. Oxalá não demore, porque não precisamos todos de pensar da mesma forma, para gostarmos uns dos outros!

HSC

8 comentários:

Observador disse...

Estimada Helena
Baptista Bastos, sendo um escritor fantástico, é uma das pessoas que pode ser considerada incómoda. Pelo que pensa e diz, escrevendo.
Uma pessoa assim, não é do agrado de quem pretende um jornal demagogo.
Meu querido DN, quem te leu e quem te lê.
Depois de João Marcelino, André Macedo. O que mudou?
Não duvido que o BB esteja muito tempo 'de férias'.

Cumprimentos

Alcipe disse...

É muito optimista,querida Helena. O objectivo de quem compra os nossos jornais, uns atrás dos outros, é mesmo pôr-nos todos a pensar da mesma maneira. Pergunte lá ao Feliciano da Mata…

a) Alcipe

Helena Sacadura Cabral disse...

Meu caro Alcipe
Todos nós sabemos que o Feliciano, desde que está lá no Golungo Alto, só pensa em agradar à engenheira. Acontece. Aqui também há desses exemplares...:-))
Mas se eu não remar contra a maré - e calcula que, no meu caso, não é fácil - quem é que ruma?!
Os mais esquerdistas, aqueles com quem eu sempre contei, não sei por via de quê, estão com uns ventos de direita que me deixam à beira de um ataque de nervos.
De um momento para o outro, sem saber como, dizem que virei muito radical, seja lá o que isso for.
Daí que esta sua amiga defenda aqueles de quem gosta, mesmo que não pense como eles. Ainda bem, julgo eu. É a vida, como diz o nosso Embaixador!

Anónimo disse...

Cara Helena,
citando BB, onde estava no 25 de abril? ;)
Fernanda

Helena Sacadura Cabral disse...

Fernanda
Já me fez rir com essa pergunta do BB.
Uma vez respondi que andava por Lisboa à cata do Miguel e do Paulo que tinham ido para a rua, saindo de mansinho, sem dizer nada, para acompanhar a revolução!

Fatyly disse...

Convém afastar os que incomodam e também gosto do que o BB escreve sem peias nem meias.

bea disse...

Pois não. Temos que saber reconhecer e distinguir a qualidade; senão, nada do que nos foi dado merece a existência. ter olhos que não Vêem, coração que não sente, intelecto que não pensa:) de nada serve.

Eu gosto do BB até debaixo de água. Tem as suas ideias e eu as minhas. Mas faz uso de uma integridade que reputo maravilhosa.

Esse jornal não o merece. Outro há-de chamá-lo. Porque lhe dá uma coisinha não muito boa se fica sem o ambiente onde se fez e é.

Anónimo disse...

Na minha opinião, e apesar do diretor ter mudado, as secções de cultura e ciência mantêm elevados padrões de qualidade.
Quanto às secções de política e economia, isso já «são outros quinhentos»...
Fernanda