sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Já foi

Ufa! Já acabou 2009.
Para mim, um ano com três eleições já seria algo semelhante a um pesadelo. Mas, além disso, perdi nele amigos queridos. Portanto, deixei-o sem tristeza, pese embora desconfie que aquele em que entrámos nos vai, ainda, trazer algumas surpresas.
Estive em casa de amigos, comi doze passas com lista de pedidos a cada badalada e subi a um sofá com uma nota de 100 euros numa mão e a taça de champanhe na outra. Tudo, como se vê no maior paganismo... Mas ri e muito com os telefonemas que os filhos me fizeram. E amanhã parto para os braços dos netos.
Sempre defendi que Natal é para a Família, mas passagem de ano é para os amigos. E, mais uma vez foi o que fiz. Com o apoio deles que venha, então, 2010!

HSC

4 comentários:

Raúl Mesquita disse...

O seu "mix" de tristeza e de esperança revelam aquela maturidade que custa e à qual se sobe com pena (pena de "pesar".) Parabéns! Raúl.

Sandro disse...

Feliz 2010 para a Helena & família! :)

Fada do bosque disse...

Também o deixei sem tristeza... embora não tenha tido fatalidades como a Helena...
Mas fiquei logo muito contrariada. Bastou ficar acordada até tarde e ver o apanhado das imagens dos festejos em todo o mundo, na Euronews e pensar logo, quantos podiam ser salvos da fome e da doença, com o dinheiro que foi gasto em pirotecnia!
Quanto às surpresas, desconfio que não faltarão...

Anónimo disse...

Pela 1ª vez, em quase 40 anos, passei, por opção, a passagem de ano sozinha. Posso até acrescentar que estava quase a dormir :)O ano de 2009 foi francamente mau - não me deixa saudade. E o de 2010 não se afigura melhor. No relógio os minutos passaram como em todas as outras noites do ano. E posso-lhe garantir que os prolemas eram exactamente os mesmos no dia 01 de Janeiro. Festejar o quê, afinal?
Ainda assim, votos de um excelente 2010 para todos.