quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A nossa Alice

A Alice Vieira é uma excelente jornalista e uma notável escritora para jovens. Licenciada em Germânicas pela Universidade de Letras de Lisboa é uma autora com vários prémios e obras publicadas no estrangeiro. Estreou-se, também, há meses, na poesia com um belíssimo livro.
Tive a sorte imensa de conhecer o casal que formou com Mário Castrim e de ter tido a oportunidade de conhecer ambos. O Mário morreu e deixou no meu coração um espaço que ninguém mais pode ocupar, porque ele continua lá, nesse bocadinho que lhe reservei.
Mas deixou-me, em herança, esta heroína da vida, esta amiga sem falhas, esta Mulher a muitos títulos exemplar. Não estamos muitas vezes juntas. Nem a sua nem a minha vida, têm grandes tempos livres. Mãe e avó como eu, sobra-nos pouco tempo para presenças físicas.
Mas não há nada que lhe aconteça que ela não partilhe com as pessoas que ama.
É assim esta minha doce amiga, que acaba de ser indigitada para o Prémio ALMA - Astrid Lindgram Memorial Awward - que é o mais importante galardão a nível mundial, de par com o Anderson, da literatura para crianças e jovens.
Independentemente de quem o ganha, a sua indigitação é já uma honra para o país e para a própria. Que, com a discrição que lhe é característica, só com os amigos partilhou a alegria.
Bem hajas, Alice!
H.S.C

4 comentários:

Margarida disse...

Um orgulho, sim.
Parabéns (a ambas), por esses tesouros aqui partilhados.

Fada do bosque disse...

Conheço a obra, a minha filha leu-a toda e Alice Vieira, está de Parabéns. Só os priveligiados de alma, têm amizades assim! :)
Por isso parabéns a essa amizade! :)

Maggie disse...

Parabéns a Alice Vieira e à Helena por connosco partilhar esta feliz notícia. Cresci com os livros da Alice Vieira, todos os que li tinham histórias cativantes, mas confesso que tenho um fraquinho pelo "Chocolate à Chuva" e "Rosa, Minha Irmã Rosa" que são dois dos livros mais marcantes da minha infância/juventude.

Saúde e que continue a escrever histórias que acompanham os meninos e meninas no seu crescer!

Bem haja!

CNS disse...

Como tantos portugueses da minha geração, também cresci com as histórias da Alice. E agora vejo a minha filha crescer com elas. Sim, bem hajas, Alice!