terça-feira, 29 de setembro de 2015

Vá lá a gente entender...

É tido como sendo mais ou menos do senso comum que a esquerda é que se preocupa com as "pessoas" e a direita com o "dinheiro". Claro que conheço muito boa gente de um lado e do outro que pensa e faz exactamente o contrário...
Mas este tempo complexo e nem sempre nobre em que vivemos, tem-me trazido algumas surpresas. Assim, vejam lá se conseguem entender bem estas declarações retiradas do Diário de Notícias




Carrapatoso e Ulrich - sobretudo este último, que afiançava que os portugueses 

ainda aguentavam mais austeridade - reviram posições?

Então o ex patrão da Vodafone e o actual banqueiro não eram simpatizantes do

PSD e não conviveram bem com o actual governo?!


HSC

9 comentários:

C.N. Gil disse...

Eles convivem bem com quem lhes dê dinheiro...
...e se derem ainda mais dinheiro, melhor...

:)

Observador disse...

Em tempo de eleições, o ser humano transforma-se em camaleão.
Na realidade, Fernando Ulrich já deve ter esquecido o seu famoso 'ai aguenta aguenta'.
Coisas da vida.

João Menéres disse...

A que aspirarão ?



Melhores cumprimentos.

Virginia disse...

São uns palhaços, é o que é. Quem os não conhecer que os compre. E é o Freitas do Amaral, a viver na Quinta da Marinha e em Sintra, rodeado do bem-bom a armar-se em socialista, e é o Mário Soares, gágá, com as suas quatro casas , bibliotecas, colecção de quadros , etc. agora estão todos preocupados com os pobrezinhos e as prestações sociais. Dêem do vosso dinheiro a rodos e calem-se!

Desculpe Helena, a sua indignação é a minha!

Anónimo disse...

É tudo gente boa! eh eh eh eh eh

Madalena Ferreira disse...

Olá,

Não é para entender, é para se ir entendendo!

Esses senhores, não vivem no mesmo mundo que eu vivo - é um mundo à parte!

Um abraço,

TERESA PERALTA disse...


"Melões" há muitos!…
E, muito possivelmente, a 5 de Outubro, a "falta de carácter" corre o risco de ser uma das "qualidades" mais consumidas no país….

Bjo para si



Anónimo disse...

oh Dona Virginia, então viver bem não é compatível com ajudar os pobres.
A senhora está de facto a léguas da realidade.

agora que o Ulrich e o Carrapatoso andam ao sabor da maré, lá isso andam.

Virginia disse...


Anónimo das 11.33:

Viver bem é compatível com tudo. Viver acima da média ainda é melhor. Viver à milionário, como mais ninguém vive à volta, e andar a apregoar o socialismo de esquerda é que é uma aberração. Compreendeu ou quer um desenho?