quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Duzentos e sete mil empregos?!

Eleições: PS estima criar 207 mil empregos e défice de 1,4% em quatro anos.

Só duzentos e sete mil empregos?!
Há uns anitos eram 150.000. Não terão feito, agora, mal as contas?!

HSC

8 comentários:

Anónimo disse...

Boa noite Dra. Helena,
Pode ser um número exagerado. Mas, porque não? Será utópico? E os milhares que emigraram? Foi utópico?
Quem tem um dos seus filhos doutorado com distinção e louvor há 9 anos a laborar num outro continente e outro, como tantos licenciados, a morar em casa dos pais por incapacidade financeira para terem vida própria a que têm direito, porque não acreditar que pelo menos haja a vontade de minorar este flagelo que se vai arrastando e que não se vê fim à vista? Que pelo menos não nos seja retirada a capacidade de sonhar.
Respeito e admiro muito a Dra. Helena e ouso pedir-lhe o favor de tentar ser um pouco mais isenta neste período.
Com o meu respeito e sempre a considerá-la.
Es.

maria isabel disse...

É a crise, Doutora Helena.
Até nas promessas.

Maria Isabel

Anónimo disse...

Ahhhh! Lá vai recomeçar o mesmo filme. Serão os actores diferentes ou o artista principal também irá reaparecer?!...

Fatyly disse...

Mas alguma vez no antes, durante e depois de todos os partidos, as contas estarão e ou batem certas?
Duvido Dª. Helena e vou usar uma expressão sua que fez num comentário: "já viro frangos há muitos anos":):):)

É como o grande alarido de que a natalidade aumentou, mais 1.500 nascimentos...pois, pois...de repente tudo melhorou e estamos em pleno paraíso:)))))

Valha-me Deus e sinceramente digo para terminar: lamento que no boletim de voto não exista um quadradinho: "não acredito em nenhum partido" e logo veriam o resultado

Madalena Ferreira disse...

Olá,

A política não é isto mesmo?
Prometer, estimar, até convencer que o impossível pode ser possível?
Dra. Helena, vá lá não seja assim!

Então não está tudo bem?!
Em 2015, a natalidade não aumentou?
O desemprego não desceu?
As exportações não aumentaram?
O consumo dos portugueses não aumentou?
As vendas de automóveis novos não subiram?

Isto são alguns sinais - entre outros -, que tudo corre às mil maravilhas.
Depois do dia 4 de outubro, logo se vê o que a Europa deixa fazer ou não!
Mas isto é com o Joaquim,Manuel o José, etc.

Um abraço,

Virginia disse...

Não prometem, mas acreditam, sonham, devaneiam....como se a política fosse algo etéreo que acontece quando se imagina...

Esquecem-se é que mesmo que os 207 mil aparecessem ( onde, como, por obra e graça do ES?), haveria outros tantos a desaparecer com a obrigatoriedade do emprego por contrato e duradouro.

Não sei nada de economia, mas sei que Portugal não absorve, nem absorverá licenciados sem experiências no estrangeiro, capacidade de inovação, espírito de iniciativa e entrega total a causas e projectos. Muitos dos nossos jovens recusam-se a deixar o país.
E é preciso que a UE vá na cantiga.....

Observador disse...

Trata-se de uma proposta, não dem uma promessa.
Quanto a contas ... talvez a consequência do aumento do desemprego.
Não estou a ver mal, ou estou?
Cumprimentos

Observador disse...

Adenda ao meu comentário anterior

"Eu não prometo 207 mil postos de trabalho, eu comprometo-me com um conjunto de medidas de política que tendo por prioridade a criação de emprego", afirmou o líder do PS.