domingo, 13 de julho de 2014

Enquanto mãe...

Depois de escrever o último post, ouvi na televisão que a Forum Manifesto, o grupo inicial do Miguel Portas (ex - Política XXI) - confesso, honestamente, que desconheço quem serão, hoje, "exactamente", os seus componentes - havia decidido abandonar o BE.
Não teço comentários, como se pode compreender, sobre a interpretação - jornalística ou política - que se entenda dever dar a esta saída, a prestações, de elementos de uma corrente que, pese embora lhe ter sido afecta, foi sobrevivendo, pelo menos durante dois anos, ao desaparecimento daquele que têm por inspirador. 
Se abordo aqui este tema, isso deve-se, sobretudo, ao meu desejo de que ninguém se aproprie do seu nome para explicar decisões que, por serem pessoais, são da exclusiva responsabilidade de quem as toma.
Por outras palavras, enquanto mãe do Miguel gostaria que ele seja apenas invocado pelo que, enquanto vivo, lhe disse exclusivamente respeito!

HSC

6 comentários:

João Menéres disse...

Tem toda a razão, HSC. !
Só desse modo respeitarão inteiramente a memória do Miguel !

Melhores cumprimentos.

Anónimo disse...

Que situação!!!
http://youtu.be/avQ3Xj4eOlk
A

Alex Fernandes disse...

Concordo plenamente.

Anónimo disse...

Can I keep you?
My soul is with you...

Ghost Casper

Fatyly disse...

Subscrevo inteiramente!

Observador disse...

É um hábito, um mau hábito, alguém apoderar-se do trabalho de outro(s).
Alguém que por causa da sua incompetência, apenas saiba copiar. Pior, copiar mal e, entretanto, 'com as orelhas a arder', digam que a ideia, o pensamento, o projecto, não é da sua responsabilidade.

Cara Helena, tem toda a legitimidade para exigir o que refere no último parágrafo do texto.
Que se respeite o Miguel como ele decerto respeitaria quem quer que fosse.

Permita-me um abraço fraterno.