quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Uma questão de carácter

Julgo que sobre o caso Hollande  - sentimental, claro, porque o outro ainda está longe do fim - já tudo se disse. Mas com o assentar da poeira e com alguma frieza, julgo importante que sem personalizarmos muito, façamos algumas considerações sobre o que certas posições revelam do caracter de uma pessoa. 
O divórcio seja ele de um casamento ou de uma união de facto é sempre uma ruptura e esta é, por norma, fonte de dor. Por isso se espera que os seus intervenientes se comportem com a maior dignidade, quer haja ou não filhos. É um problema de respeito mútuo e um tributo aos anos passados em conjunto.
Apesar de Valerie Trierweiller não me ser pessoalmente simpática - confesso que me pareceram sempre de algum exibicionismo os beijos glamourosos dados publicamente a Hollande, em várias ocasiões -, a verdade é que esta mulher foi sujeita a uma humilhação pública tremenda. E um homem que sujeita uma mulher com quem vive há oito anos a esta humilhação, terá tudo menos respeito por ela.
Ao que consta em França, deixou-a voltar ao apartamento que ambos haviam alugado em Paris, mas deu-lhe prazo de saída para arranjar casa própria. E parece que terá dado instruções para que, na vinda da India, Valerie já não gozasse das prerrogativas de segurança com que para lá foi. A ser verdade, mostra que, ao contrário do que diz, Hollande não é um homem normal. A maioria dos homens normais não se comportam assim, felizmente.
O Presidente francês arrogou-se ser o rei Sol e fazer o que muito bem entendeu. Saíram-lhe algumas contas furadas. Nem ele é rei, nem os franceses são parvos. Esta história, num tempo em que a sua popularidade é baixíssima vai custar-lhe caro no eleitorado feminino. E eu compreendo, porque se fosse francesa consideraria, depois disto, que o carácter deste homem deixa muito a desejar...

HSC

11 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Estive a ler e a ver não só esta postagem mas uma parte de seu blog,e gostei, dou-lhe os parabéns pelo blog por seu trabalho e obrigado por partilhar.
Ficarei muito feliz se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais,
decerto que vou seguir também o seu blog.
Deixo as minhas cordiais saudações, e muita paz.
Sou António Batalha.

Nuno Carvalho disse...

E não será certamente só o eleitorado feminino, e bem... Tudo isto ao mesmo tempo em que, a meio do seu mandato, anuncia medidas diametralmente opostas às que havia prometido aquando da última eleição e que, em certa medida, lhe garantiram o Eliseu...
Lá subirá a extrema-direita de Marine Le Pen e lá veremos nós, europeus, o que será da vida desta europa e moeda moribundas...

(Curioso, Strauss-Khan perdeu possivelmente a Presidência francesa por uma questão semelhante; Sarkozy divorciou-se da ex-mulher pouco depois de ser Presidente...)

TERESA PERALTA disse...

Apoio e subscrevo aquilo que a Helena aqui deixou escrito.
Falta de carácter, de valores e de principios humanos.
Nunca contaria com o meu voto e, espero, que sofra as consequências. Pode ser que aprenda ainda, alguma coisinha...

Abraço para si

Luisa disse...

Sim, o carácter de Hollande revelou-se nestes acontecimentos. Infelizmente, não há poucos homens assim.
Luísa Moreira

Anónimo disse...

Concordo com tudo o que diz!
Nunca sabemos o que se passa entre quatro paredes mas o que é certo é que esta mulher foi descartada e humilhada publicamente sem dó nem piedade.Tremenda falta de respeito.Espero que os eleitores franceses lhe deem a devida resposta na altura certa.
FL

Anónimo disse...

Bom dia,
nem mais!
Como cidadã, sentir-me-ia lesada, pois não é fácil andar a sustentar os luxos e as brincadeiras ridículas de quem nos governa!
Como mulher, tal atitude presunçosa de "quem cospe no prato que se deliciou" é simplesmente inaceitável.
Cumprimentos,
Cláudia

Anónimo disse...

Luísa disse...
E já tinha feito o mesmo à anterior. Se o homem é assim tão especial esta já devia saber que quem com ferro mata com ferro morre.

ves disse...

Estão muito bem uns para os outros....

Anónimo disse...

Oh minha senhora está obcecada com este assunto? Com tanto assunto aqui no nosso cantinho!

Helena Sacadura Cabral disse...

Anónimo das 10:13
Tão obcecada quanto o leitor que insiste em me ler...

Maria disse...

Totalmente de acordo consigo, Drª Helena! Totalmente de acordo...
Maria