quinta-feira, 4 de abril de 2013

O Amor é difícil

Aqui está a capa do meu novo livro, que estará nas livrarias a partir do dia 20 deste mês. É bastante diferente do que habitualmente publico, mas deu-me muito prazer escreve-lo. São short stories pouco moralistas e com bastante sentido do humor que, felizmente, é coisa que me não falta.
Foi escrito com o coração e isso é o que mais me interessa. Estas "estórias" são reais, existiram mesmo. A umas assisti, algumas vivi e outra foram-me contadas pelos seus protagonistas. Daí que a palavra ficção advenha sobretudo do género literário. 

HSC

28 comentários:

Anónimo disse...

"Don't judge a book by its cover..." nunca uma frase fez tanto sentido, uma vez que não lhe consigo ver a capa ....

De qualquer forma, desejo todo o sucesso ao livro conforme merece.

N371111

Maria disse...

Que bom!
Adoro os seus livros. Para quando a apresentação oficial?
Beijinho,
Maria

Anónimo disse...

Então ficamos aguardando, com espetativa, quão difícil é o amor, mais ainda nestes tempos de crise...

Madalena Amaral disse...

Tomei nota!..
Tem capa bonita!

diogo disse...

até tinha vontade de comprar mas como é um livro de "estórias " já tenho as minhas dúvidas . Que pena ...

zia disse...

A Drª Helena não para de nos presentear com delícias! Bem haja!
A capa é linda!
Um abraço amigo,
lb/zia

Anónimo disse...

Vi a capa, agora espero ler o livro.

N371111

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro Diogo
E sobre o que a maioria dos escrevinhadores escreve? Sobre a vida. E o que é a vida senão uma história?
A sua vida, a minha, a política, a sociedade, não são histórias vividas?!
Se o folhear vai ter uma surpresa... e já não precisa comprar!

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro N 371111
Estava a meditar no que teria acontecido para não ter conseguido abrir a capa. Afinal já conseguiu, fico feliz!

Júlia Dias Nunes disse...

Que bom.Adoro a forma como escreve.
Também admiro a sua força , coragem e alegria de viver .

Isto e aquilo disse...

"Nós de Amor" foi talvez, de todos os seus livros, o que mais gostei. Não sei se por ter sido o primeiro que li. Ou se por falar de amor...
Fico muito contente com a notícia de novas "estórias", que certamente vou gostar de ler. ;)

Parabéns!
Um beijinho
Isabel Mouzinho

Paulo Abreu e Lima disse...

O seu nome no cimo da flor fica muito bem. Uma capa bastante diferente de todas as outras suas.

Muitos parabéns! Em local apropriado (El Corte Inglês?) dar-lhe-ei o beijinho. E, claro, quero dedicatória perfumada :-)

Teresa Peralta disse...


Que boa noticia!..A grande produção literária faz jus á vida de uma digna guerreira. Parabéns pela ideia!
Um abraço para si


Anónimo disse...

Rimalhices - patéticas como sempre - que a 'velha senhora', minha velha amiga, acaba de me ditar ao telefone:

quem tem capa
sempre escapa?
quem embrulha
desembrulha?

quem não ama
só nos trama
quem tem amos
não gramamos:
a ver vamos

Anónimo disse...

Que capa tão estranha ! Feia? Que pena !

Anónimo disse...

Cara Helena,

Permite-me que partilhe consigo um artigo que me parece absolutamente brilhante e que julgo possa gostar de partilhar aqui tambem?

É um artigo "cru" e violento, mas que a mim particularmente me fez repensar os "meus pequenos problemas e tristezas", tão insignificantes quando comparados com a infelicidade e miséria que infelizmente se espalha (silenciosa e friamente) pelo nosso País.

"Na Notícias Magazine, 14 histórias de portugueses que parecem caminhar para o Calvário, tal como Jesus Cristo. 14 histórias que fazem o paralelo com as 14 Estações que representam a via-sacra.
É a sua via-sacra, a via-sacra imposta pela crise. Um murro no estômago."

Artigo completo em: http://coconafralda.clix.pt/2013/04/via-sacra.html


Obrigado,
TiagoMCastro

olinda silva disse...

Que bom.
Votos de muito sucesso!!!
Ver a vida com algum sentido de humor é a nossa obrigação, acho que os portuguese se levam muito a sério.
Quando é que vai estar à venda?
Beijinho

Anónimo disse...

Tb eu não vejo a capa
DT

rmg disse...


Quase a chegar aos 66 anos de uma vida bastante cheia (e que o continua a ser) deixei de ler ficção há muito .
Como diz e muitíssimo bem a maioria dos escrevinhadores escrevem sobre a vida , a deles , a nossa , a de todos , mas acabam a dramatizá-la ou a embelezá-la de tal forma que tudo aquilo me "sôa mal" a maior parte das vezes .

Talvez por isso já só leia "História" e "estórias" .
Aguardemos então .

Anónimo disse...

Parabéns vou ler, prometo!

FL

rui soares disse...

minha querida helena;
pelo que falou do seu novo livro fiquei curioso,visto que diz que é algo de diferente do que costuma fazer,ainda faltam uns dias;mas se puder irei com certeza ler...
cumprimentos
Rui Soares

Anónimo disse...

Que tudo corra bem com o seu novo livro e que a seguir a este venham muitos mais!

Anónimo disse...

olhe é assim: pouco moralistas e com muito sentido de humor...? Gosto! Abençoada! :-) É assim mesmo. venha ele que vou comprar

Maria Júlia Sobrinho disse...

Parabéns! Vou estar atenta.
Bom fim de semana.

Anónimo disse...

É porfiada a 'velha senhora': vê a capa, que me pede para aumentar (cada vez está mais pitosga, coitada), e não se cala, e sonetilha. Diz-me que, em coisas de amor, não sabe parar:

'amai-vos uns aos outros'
preceito é obsoleto?
amai-vos a vós próprios
e que se flixe o resto?

amei e fui amada
pra amar prestei e presto
não vale a vida nada
sem ter de amor o gesto

de amor nós precisamos?
porém e se o não damos
felizes ficaremos?

se mais a vós amais
e menos os demais
sereis do amor blasfemos?

Maria Júlia Sobrinho disse...

Olá Dra. Helena, aguardei que informasse o dia, hora e local - penso ser no Corte Inglês, da apresentação do seu livro. Devo ir a Lisboa e gostaria de poder ir.
Estou curiosa com as suas histórias-estórias, e de todos os seus livros, este é o que tem a capa menos bonita.
Abraço júlia sobrinho

Anónimo disse...

A capa é lindíssima. O título uma verdade indiscutível. Aposto que o interior será 5 *** como habitual. Desejo-lhe grande sucesso. Helena Morais

Isabel Seixas disse...

Romântico e sedutor, a capa bem interessante(algo comercial como aliás convém).

Parabéns
vou gostar de O e A ler...
Abraço