segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Adeus 2012

Em 2012 perdi um filho. Perdi três grandes amigos, dos quais o último, ainda ontem. E estive à beira de perder o quarto.
Mas sobrevivi. E estou grata Aquele que assim me pôs à prova, porque me tornei mais consciente - e já era muito - da relatividade das coisas e da importância dos afectos.
Todavia também me aconteceram coisas boas e inesperadas. Que não esqueço.
Não sou, é evidente, a mesma pessoa. O meu ritmo alterou-se e tenho uma distância do que acontece à minha volta que, antes, não possuía. Mas ganhei liberdade, por mais bizarro que tal possa parecer. Explico-me.
Levei anos consecutivos a condicionar o que dizia - não o que pensava, entenda-se - à circunstância de, primeiro, ter sido casada com um homem que tinha um peso intelectual muito grande e, depois, por ter sido mãe de dois políticos que militavam em campos opostos. 
Medi, assim, palavras e gestos para que, em circunstância alguma, pudesse servir  como arma de arremesso útil contra qualquer deles. Não estou arrependida. Se voltasse atrás, faria o mesmo. Quem tenha acompanhado este blogue desde o seu início poderá perceber melhor o que digo. 
Há oito meses, com a morte do Miguel, fechou-se esse ciclo. Passei, finalmente, a ser apenas eu própria, no pleno uso das minhas liberdades. De pensar, de dizer e de viver como quero. Na política, como fora dela. Felizmente, o filho que me resta tem por esta atitude o maior respeito.
Em 2012 perdi o mais importante. Por muito mau que seja o próximo ano, deixarei o que agora termina, sem qualquer saudade. E risca-lo-ei do meu calendário, na meia noite de hoje.
Para aqueles que me visitam o voto que aqui fica para 2013 é que ele possa ser menos mau do que aquilo que todos esperamos!

HSC 

59 comentários:

Manuel Tomaz disse...

2012 foi para a Senhora, talvez, o pior ano de sua vida, penso eu. É admirável como reagiu e, aparentemente, parece nada ter-lhe acontecido. Isso é a prova da sua forte personalidade! Que o 2013 lhe traga alguma compemsação, são os meus votos.
Manuel Tomaz

Anónimo disse...

Cara Helena,

Um ano de 2013 com muita saúde e paz para si e família, bem como para os comentadores e leitores do "fio de prumo".

Isabel BP

Sofia disse...

Um Feliz Ano Novo e força!

Anónimo disse...

Bom Ano para si e para todos que visitam o seu blog !!!

Isto e aquilo disse...

Helena, para si, do fundo do coração, desejo que 2013 seja verdadeiramente positivo e especial.
Admiro-a e tenho por si um carinho especial, que já afecto profundo. Tê-la conhecido e visitar o seu "Fio de Prumo" foi uma das coisas boas que levo deste ano de 2012. Hoje,posso dizer que a Helena faz parte das pessoas a quem quero bem e que incluo nas minhas orações, se é que me entende.
Agradeço-lhe a partilha que vai fazendo connosco de sentimentos, pensamentos e emoções, que nos vão também ensinando e fazendo pensar.
Hoje, dou-lhe um abraço muito apertado e sentido. Bom Ano Novo!
Isabel Mouzinho

Paulo Abreu e Lima disse...

Muitos beijinhos, Helena.

Sandra disse...

Olá Helena! Sempre maravilhosa nas suas palavras ouvi-la é um prazer. Grata por mais uma partilha. Compreendo as suas palavras, não foi um ano fácil. Desejo-lhe um 2013 sereno, com muita paz de espírito e, por favor, continue a partilhar connosco o que lhe vai na alma, porque é para mim um excelente exemplo de vida. Beijinhos para si e toda a família.

Teresa Peralta disse...

Depois da triste “Experiência”, que dizem ser “a mãe de todas as coisas”, os dias e os anos seguintes obrigam-nos a uma constante prova de "valentia"....
Os votos que aqui deixo são, de que o Novo Ano de 2013, a ajude, na prossecução dessa tão necessária “Coragem”, para que, desse modo, também os seus leitores possam sair mais ricos, da mesma partilha...

Um enorme abraço, que gosto sempre de dar, do tamanho do meu mundo!!...

Anónimo disse...

Querida Helena, que o ano que agora começa venha cheio de saúde para todos! Um beijo carinhoso. Margarida Sá Borges

Anónimo disse...

Um Feliz Ano de 2013 e um Obrigada por este Blog.
Paula

Fatyly disse...

Desde que as filhas voaram sempre passei esta noite sozinha, sozinha? não, com Deus e com recordações de quem me deixou há muito, cujos lugares jamais serão preenchidos.

Vou sempre almoçar com a minha mãe já que os meus irmãos não podem passar com ela e ao ler a Helena fez-me lembrar o que ela me diz sempre e hoje repetiu mais uma vez: ai filha o que trouxeste está tão bom (caldeirada de ameijoas à moda de Angola) mas estou desejosa que estes dias acabem. Eu sei mãe, mas aqui junto a nós está o meu irmão João e o seu amor, o meu pai.

E ela riu-se...chorando!

Bom 2013 que com toda a certeza irá ser menos mau que 2012.

Um enorme abraço

miminhos cruzados disse...

2013 será melhor certamente, querida doutora economista,jornalista, escrevinhadora...

De facto, 2012 não deixa grande saudade. Acredito e espero que o próximo ano seja melhor do que este.

O ano não foi grande coisa:
> começou com uma noite mal dormida, porque fiquei alojada onde não estava habituada;
> não tive trabalho;
> ainda não concluí a licenciatura;
> não pude dar as reparadoras escapadelas até Viana do Castelo;
> fui tirar a carta de condução mas ainda só passei ao código porque ainda não tenho as aulas suficientes para ir a exame de condução;
> A noite de Natal foi horrível: recebia presentes mas não tinha nada para dar (por não trabalhar)
> Pela primeira vez senti saudades dos pequenos excessos consumistas que de vez em quando lá ia fazendo.
> O meu ano também ficou marcado pelo luto.

Foi, com efeito, um ano de luto e de luta.

Ah! mas aconteceu-me uma coisa boa:
9 de Junho 2012 - 17h - Feira do Livro do Porto - Av. dos Aliados, Porto.
O DIA, A HORA E O LOCAL
ONDE TIVE O PRAZER DE CONHECER UMA SENHORA MAGNÍFICA QUE DÁ PELO NOME DE HELENA SACADURA CABRAL.

um beijinho e bom ano.
Vânia

Teresa Silva disse...

Obrigada pelo que escreve e por ser quem é. Tudo de bom.

Maria disse...

Um beijinho grande, querida Helena.
Maria

Anónimo disse...

O Miguel também faz falta a este país.
Bem-haja, Drª Helena! Adoro ouvi-la e adoro ler o que escreve!
Lousada

Um Jeito Manso disse...

Helena, Coração Independente,

O seu 2012 foi tão horrível que só posso enaltecer a sua bravura, a sua energia fantástica.

Tal como já lhe disse no UJM, quero desejar-lhe um feliz 2013, mas mesmo feliz, até inesperadamente feliz. Merece-o, Helena, merece-o como poucos.

Que tenha saúde, sorte, felicidade e amor com fartura (... e que o Gaspar seja impedido de lhe subtrair mais dinheiro...).

Um feliz Ano Novo, Helena!

Maria Antunes disse...

Helena, ler o que escreve para mim é um lenitivo para a minha dor que julgo ser igual à sua, pois também perdi um filho, sei o que é acordar todos dias e sentir-me incompleta, pois é para ele que vai sempre o meu primeiro pensamento do dia, alíás penso que são dele quase todos, está sempre comigo e já lá vão quase quatro anos. Apesar disso, também temho muito amor à vida, à minha filha e aos meus quatro lindos netos. Beijinho grande e desejo tudo de bom que a vida ainda tem reservado para si. Bom ano!!!

Anónimo disse...

Imagino que já tenha engolido muitos sapos!!...De certeza que terá sido, muitas vezes, coisa difícil! "Risque" 2012, continue a dar-nos as suas gargalhadas e seja o que é! Nós iremos continuar a admirá-la, mais ainda, se possivel.
BOM ANO NOVO. Helena

Anónimo disse...

Que 2013 lhe sorria como merece.

N371111

Maria disse...

Helena

Desejo-lhe de todo o coração um 2013 muito feliz.
Agradeço toda a companhia que me fez. Bem haja por isso.
A todos os que visitam o seu blog, votos de um bom ano.

Carmen

Julia Macias-Valet disse...

1 xi-coração para si querida Helena com os desejos de um excelente 2013.

Hélia Cruz disse...

Cara Helena,

Desejo-lhe que 2013, a surpreenda positivamente sobre todos os aspectos.

Ao ler as suas sábias palavras, apenas posso sublinhar que as certezas dos 30, a determinação dos 40 e a maturidade a partir dos 50 conduz-nos a uma progressiva libertação e selecção do que vale a pena viver nesta vida, porque o nosso tempo vale ouro.
Sempre com amizade.

Anónimo disse...

Feliz 2013!

FL

Anónimo disse...

Cara Drª Helena.Descobri, já há algum tempo, o seu blog e, desde então, salvo raras excepções, não passo um dia sem o visitar. As suas palavras ajudam-me a compreender, melhor, a vida e a corrigir algumas falhas. A sua coragem é, para mim, motivo de admiração! Como mãe, não consigo imaginar a vida sem os meus filhos. É isso o que mais admiro em si! Desejo-lhe um Bom ano de 2013. Sem qualquer dúvida, vai ser melhor que o de 2012.

Anónimo disse...

Maria (publicamente anónima)
Drª Helena! A Senhora é admirável!...Obrigada por partilhar sentimentos, pensamentos, alegrias e tristezas. Admiro a sua frontalidade e a sua sabedoria para o fazer. Naturalmente muitos de nós que a lemos sentimos emoções semelhantes e não as conseguimos expressar! É muito bom ler a sua escrita. Faz-nos pensar mais nas coisas boas e menos boas da vida e ganhamos forças para as vencer. Admiro-a muito. É uma grande Senhora tanto nas alegrias como nas tristezas, tudo o que partilha fá-lo com muita grandeza, muita sabedoria. É um exemplo de vida. Desejo-lhe um 2013 cheio de Paz e Amor e continue a partilhar connosco tudo o que lhe vai na alma, porque certamente que lhe faz falta, e para nós é um grande exemplo. Faz bem em riscar o 2012 do calendário. Vamos em frente!...
Senti a perda do Miguel, não apenas por ele ser uma grande figura pública, mas também pela grandeza que demonstrava como pessoa. Politica à parte, sou grande seguidora da vida pública de todos, até pelo facto de ter a parte inicial da minha vida ligado à família “Portas”, a começar, desde logo, pelo senhor Eng.º Leopoldo e a avó Bina. (a Drª Helena sabe de quem falo, excelentes pessoas que infelizmente também já não estão entre nós).
Uma coisa boa que me aconteceu em 2012 foi o facto de dedicar o meu tempo livre a tomar mais atenção ao seu “Fio de Prumo” tenho aprendido muito. Não o fiz antes porque estive ocupada a preparar uma tese de Mestrado que me ocupava todo o tempo livre depois do emprego (ao fim do dia e ao fim de semana). Fazer estas coisas um pouco fora da “idade” dita normal!...tem destas coisas, mas como eu penso que no que toca a formação não há uma idade certa…mas sim quando se proporciona…
Mais uma vez desejos de um ANO muito feliz para a Senhora e para os seus.
Um beijo
Maria M

CF disse...

A liberdade de acção é tanto menor quanto maior for o o leque de pessoas que nos preenchem. Não é mau, é um resultado do processo da vida. Perante alterações de carácter profundo, readaptamos, mais ou menos conscientes. Um excelente 2013 para si Helena, com as dádivas e as exigências inerentes. Um beijinho.

José María Souza Costa disse...

Admiravel
Helena Sacadura Cabral.

Viver, é um passear por alegrias e tristezas.
Que os dias do ano de 2013, sejam menos dolorosos.
Felicidades, para vós.

Gaivota Maria disse...

Um abraço, simplesmente um abraço e continue a far-nos força com o seu exemplo de vida... e as suas gargalhadas.

Observador disse...

Estimada Helena
Desejo-lhe um bom ano de 2013.

Cumprimentos

Mariana B disse...

"Conhecer" uma pessoa como a Helena é uma mais valia nestes dias do nosso descontentamento. E, quando há pensamentos mais negros, a gente recorre ao seu exemplo de atitude perante a Vida! E não temos o direito de baixar o braços...Mesmo que nunca nos tenhamos conhecido ao vivo, é importante que saiba que faz a diferença nas nossas vidas. Um abraço...e que 2013 a saiba recompensar um pouco!

Maria disse...

Minha Querida Drª Helena,
Se perder uma mãe, como eu perdi em 2012, custa tanto, um filho não dá sequer para imaginar...Observei toda a sua postura na transmissão direta, na televisão e fiquei a admirá-la ainda mais. As lágrimas já não chegam para tanta dor.. Para uma dor tão profunda... A Senhora é, de facto, UMA SENHORA!
Obrigada por tudo o que escreve no seu blog, e com tanta sabedoria, a sabedoria que só a idade nos dá...
Desejo-lhe, do fundo do coração, que o 2013 seja muito melhor em tudo para si e toda a sua família, como eu desejo para mim e para a minha.
Bem Haja por ser como é e um abraço do tamanho do mundo.
Maria

irene alves disse...

Que mulher a srª. é para escrever
este post e ele corresponder
exactamente à verdade. Merece
por tudo o que é o máximo de
admiração. Por outras razões
eu também risquei o 2012.E no
último dia desse ano, perdi um
amigo, o capitão de Abril
Marques Junior que tinha exactamente
a mesma idade que eu.
Beijinhos
Irene Alves

Anónimo disse...

Dra. Helena,
que 2013 lhe devolva a sua gargalhada em dobro, porque merece tudo de bom.
Beijinho Ana

Anónimo disse...

já em 2013!!!
o que passou trouxe muito de triste, mas muitos ensinamentos, sendo a vida tão ingrata e com tanto de imprevisível!
desejo-lhe que 2013 lhe seja leve e com muitos afectos, vontade de sorrir!
abraço forte,
lb/zia

sandrine disse...

Beijo grande...

sandrine disse...

Beijo grande...

Teresa disse...

Votos de um ano bom para a Helena e para todos os que a rodeiam, assim conseguirá com certeza a força e a determinação para continuar a ser quem é e de quem gosto muito!!!! bem haja!

stiletto disse...

Um texto lindo. Desejo que, apesar de tudo, descubra que "é possível ser feliz..." como afirmo no título do meu blogue.
Um longo abraço espiritual!

Anónimo disse...


O ano de 2012 foi dificil,mas iluminou ainda mais esta mulher depois de ter visto tudo escurinho.
Para si Helena muitos dias felizes....!

Graça Cruz disse...

Drª Helena,
todos temos as nossas referências, pelo exemplo, pelas palavras, pelo sorriso, pelo testemunho de vida. Como mulher, revejo-me muito em tudo o que passa de si e especialmente na forma como suporta as provas duras que a vida nos vai colocando pela frente.
De resto, creia que quem parte, fica sempre a velar pelos que ficam. A sua coragem também é a dele, do seu filho que "mora" longe.
Continue a escrever. Faz-nos bem. Um beijinho e o melhor ano possível.

Margarida disse...

Desejo-lhe um ano 2013 muito rico em afectos.

Margarida Gama disse...

QUE O ANO 2013 SEJA RICO EM AFECTOS

Margarida Gama disse...

CARA HELENA, DESEJO SINCERAMENTE QUE NO ANO 2013 NÃO SE VEJA SÓ OS BENS MATERIAIS MAS QUE SE DÊ MUITA IMPORTÂNCIA AOS AFECTOS....

Helena Oneto disse...

Querida Helena,
Dizem que 13 é um numero de sorte. Esperemos que nos calhe alguma...
Um grande abraço

Ana Timóteo disse...

Bem haja!

olinda silva disse...

Desejo-lhe muita força para continuar a ser quem é, até por uma questão de egoísmo, preciso que continue a ser o fio de prumo.
Que 2013 seja mais generoso com a senhora.
Um beijinho

Isabel Pais disse...

Um feliz 2013 para si também.

Um abraço

Isabel Correia

Blondewithaphd disse...

Li com respeito este post. Também nas perdas damos graças pela força com que as encaramos e com o que elas nos fazem de mais humanos.
Um bom ano para si também.

Raúl Mesquita disse...


Helena, Cara Amiga, agradeço os Votos, tão lúcidos, que nos deseja a todos nós, seus leitores, amigos neste círculo, que soube criar com a sua natural expansividade, ainda que pondere as suas palavras. Ponderação e naturalidade não se excluem, como, magistralmente, sabe.

Um beijinho deste seu Amigo

Raúl.

mina Jesus disse...

Obrigada Drª. Helena, continue ASSIM! Mina

Mariana disse...

Um óptimo ano para si!
Um beijinho

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Helena: Apenas um abraço solidário serve para nele fechar tudo quanto imensamente respeito neste seu post

Carla Isabel disse...

Admiro-a.
Por tudo.

Um beijinho

São disse...

Que 2013 lhe seja infinitamente melhor que 2012 a nível pessoal.

E que , a nível nacional, não seja o inferno que nos estão preparando.

As minhas cordiais saudações.

Anónimo disse...

Obrigada por me ensinar a ver a vida com outros olhos, a relativizar as agruras, a ganhar coragem para ser mais livre, mais eu... Ouvi-la ou lê-la é sempre um alento, um ensinamento.
Continue sempre a mimar-nos com os afectos implicitos nas suas palavras sábias.
Votos de um 2013 cheio de gargalhadas sonoras. :)
Paula

Maria Júlia Sobrinho disse...

Dra Helena: Já respiramos melhor. As minhas costas estão mais direitas porque me libertei do "fardo" das festividades. Oxalá nos deixem o "suficiente" para continuarmos a respirar. Votos de saúde e sanidade mental para continuar na tarefa que se propôs mas que todos, pelo que li já sentem que tem a obrigação moral de a continuar. Abraço da Júlia

Faty Laouini disse...

Um excelente post - mais um, what else is new? :) - e um excelente ano para si, Helena. Beijinhos de Aveiro

Ana Vidal disse...

Não costumo comentar-te mas quero deixar-te um beijo especial, agora aqui. Porque estas tuas palavras são um exemplo, porque tu és um exemplo e mereces que te esperem ainda muitos dias felizes que compensem estes tão tristes que passaste. A tua força e a tua luz são verdadeiramente inspiradoras.
Bom ano novo, amiga.

Ana disse...

"Levei anos consecutivos a condicionar o que dizia - não o que pensava".
Isto sou eu, no meu dia a dia, e só penso quando vai chegar o dia da minha liberdade?
Por causa de vários factores, um dos quais é nao ter na minha vida, ninguém que me possa dar força e ajudar, terei de o conseguir por mim própria. Vou demorar mais, eu sei mas hei-de conseguir.
Iso tudo, só para lhe dizer que a admiro imenso, que vejo em si um exemplo a seguir, e de cada vez que a leio, a força para nao desistir.
Obrigado