quinta-feira, 25 de outubro de 2012

As minhas palavras


Leitura do Livro da Sabedoria

Para tudo há um momento e um tempo para cada coisa que  se deseja debaixo do céu:
tempo para nascer e tempo para morrer,
tempo para plantar e tempo para arrancar o que se plantou,
tempo para matar e tempo para curar,
tempo para destruir e tempo para edificar,
tempo para chorar e tempo para rir,
tempo para se lamentar e tempo para dançar,
tempo para atirar pedras e tempo para as juntar,
tempo para abraçar e tempo para evitar o abraço,
tempo para procurar e tempo para perder,
tempo para guardar e tempo para atirar fora,
tempo para rasgar e tempo para coser,
tempo para calar e tempo para falar,
tempo para amar e tempo para odiar,
tempo para guerra e tempo para paz.
 Palavra do Senhor

Esta foi a leitura que eu escolhi para a missa celebrada ontem por intenção do meu filho Miguel. Como o texto é lindíssimo resolvi partilha-lo convosco. Julgo que mesmo os não católicos me compreenderão.

HSC

36 comentários:

Vânia Edite Batista disse...

Obrigada, Drª Helena, por esta partilha.

Nem imagina a repercussão que esta leitura teve em mim.

De facto, esta semana tem sido de lágrimas, de noites sem sono, de preocupação, de dor. Tudo isto, em torno de uma pessoa (um familiar) a quem quero muito, muito bem e com tenho sintonia plena. Internado desde Sábado, passei a semana com "o coração nas mãos", prometi-lhe uma visita diária, porque era TEMPO DE AMAR, hoje fui recompensada (e ganhei muito mais do que dei)... qual não foi o meu espanto quando ao sair do elevador para me dirigir ao quarto onde estava internado, olho em frente e vejo-o de pé, com forças e bem, disposto pronto a regressar a casa... eu não sei, mas acho que fiquei tão encabolada, tão contente, tão surpreendida que as enfermeiras que vinham no elevador comigo até se riram, com paciência esperaram e aproveitaram aquele minuto em que o êxtase nos invadiu. Se dúvidas houvessem da força da ligação que nos une, hoje todas as dúvidas se tinham dissipado.


Portanto, depois do tempo de chorar (e eu chorei tanto [por dentro] para que não se soubesse) agora é hora de uma infinita alegria.

Obrigada pela partilha, obrigada por nos permitir rezar consigo, obrigada por todos os dias nos trazer "o tempo de nascer".

Um beijinho,
Vânia

Anónimo disse...

Muito bonito.
Um beijo carregadinho de ternura para uma grande Senhora, que eu muito estimo.
Muitas saudades do Miguel.
Ana

Luisa disse...

Admirei sempre o Miguel,partiu cedo mas quem sabe,não estará melhor lá onde quer que seja,se fosse católica acharia que está no Céu,e não cá,a viver no inferno como nós estamos,estaria muito triste se visse no que se tornou o nosso País,por culpa dos governantes que temos.descanse em paz.

Tété disse...

Toda a verdade e beleza na Palavra do Senhor. Que pena os homens não entenderem.
Abraços

avoluisa disse...

Linda esta leitura!!!
E o tempo continua a ser o mesmo!!!Tão actual como no antigo testamento...obrigada DªHelena por pratilhar connosco...obrigada.
Um abraço
Luisa

mina jesus disse...

Lindo!Obrigada pela partilha Dª.Helena.

Anónimo disse...

E que belas palavras, querida Helena!
Um abraço
D.

Anónimo disse...

muito obrigada!
que esta leitura maravilhosa a continue a encher de paz em tempos tão duros!
um abraço grande mesmo,
lb/zia

Anónimo disse...

É LINDO!!!

Isabel BP

Isto e aquilo disse...

Querida Helena:
Hoje ao final do dia pensei muito em si!
Estive na igreja de S. Roque na apresentação do novo trabalho do João Gil com o grupo Cantate, que é lindíssimo. Chama-se "Missa Brevis" e aconselho-lho. E ali, naquele espaço magnífico, aquela ligação entre arte e fé parece aproximar-nos ainda mais do essencial. Durante o tem po em que ali estive, pensei em muita coisa, senti muita coisa e rezei. Por todas as pessoas de quem gosto e que admiro. E lembrei-me de si, da sua coragem do seu exemplo. E dos seus magníficos "infantes". E pedi a Deus que vos proteja e acompanhe.
O texto é lindíssimo! Obrigada por mais esta partilha.
Um enorme beijinho
Isabel Mouzinho

Carochinha disse...

Espero que encontre rapidamente o tempo para a paz; especialmente no seu coração de mãe.

Um grande beijinho*

Fatyly disse...

Conheço bem...e claro que compreendem porque deverá haver respeito entre todos os que acreditam e nos que não acreditam.

e foi bom reler...neste momento era o que precisa para adormecer tranquila. Uma boa noite!

Soledade Silva disse...

Drª Helena, muito obrigada pela partilha deste belíssimo texto com todos que a seguimos neste fantástico Fio de Prumo!A Senhora é uma pessoa maravilhosa!!Bem haja!

Gaivota Maria disse...

Obrigada pela partilha. O Miguel foi bem filho da mãe que teve o que a deve honrar muito. Agora estão os dois em paz.

Um Jeito Manso disse...

Palavras sábias, Helena, palavras que transportam a lembrança do ser que nasceu de si e passou pela vida com tanta suavidade e a vontade de prosseguir a obra com que ele tanto sonhou.

Um abraço, Helena.

stiletto disse...

Uma das minhas passagens preferidas. O tempo não apagará a ausência ou a dor da perda mas torna-a mais suportável! Que sempre encontre, o consolo que precisa.
Um beijinho!

Anónimo disse...

Este é um texto de aceitação e serenidade, muito bonito. O mesmo que o Mayor de Nova York escolheu para ler nas comemorações do 11 de Setembro, simbolizando a vida que continua para além da destruição e da morte. Um grande abraço, de mãe para mãe. Que lhe seja possível encontrar a paz apesar das saudades do seu filho. ~inês

Anónimo disse...

Graças a Deus!!(terminariamos assim se estivessemos na eucaristia)
Obrigada pela partilha!

FL

Carla Isabel disse...

Cada coisa tem seu tempo.
Obrigada pela partilha.

Anónimo disse...

Obrigado pela partilha, não o conhecia mas vou guarda-lo.

Helena dias disse...

Lindo texto... amei mesmo

Anónimo disse...

O meu respeito e a minha amizade. Não soube desta missa pelo meu querido Amigo Miguel, com pena. Apesar de há muitos anos não ser crente, teria lá estado, tal como estive na outra, do dia da digna homenagem pública no S. Luiz, na igreja do Sagrado Coração de Maria. Por ele (um exemplo para várias gerações da verdadeira Liberdade, Integridade, Amizade e Ternura - valores comuns aos pais e irmão e, infelizmente, raros)

Helena Oneto disse...

O texto é lindissimo! uma benção!

O Tempo é o nosso maior amigo se soubermos viver nele e com ele.
L'enjeu est de taille mais vous, ma chère Helena, vous êtes "de taille" aussi et vous vous en sortez toujours agrandie.
Um grande e forte abraço.

Anónimo disse...

É por isto que gosto muito de, sempre que posso, visitar o seu cantinho!!!é deveras interessante.
Obrigada pela partilha.
Mas, pode crer que lá longe( e tão perto no seu coração) a estrelinha brilhou de orgulho....

Anónimo disse...

É maravilhosa a sua pessoa! Nunca alguém me despertou tanta admiração através da palavra e da sabedoria do discurso quando fala. Não a conheço pessoalmente, embora gostasse um dia de lhe falar pessoalmente. Mas é certamente uma pessoa contribui que tente ser melhor todos os dias.

Mónica

Observador disse...

Quem não compreenderá estimada Helena?

Cumprimento-a

Silenciosamente ouvindo... disse...

Foi bom compartilhar connosco
este texto maravilhoso. Hoje
soube-me bem lê-lo, porque também
perdi um grande amigo.
Beijinho
Irene Alves

Hélia Cruz disse...

Cara Helena,

Do livro de Sabedoria, este texto expressa, certamente, o que o seu filho adorou ouvir no templo sagrado, relatando a vida em toda a sua plenitude.

Obrigada por ter partilhado este momento privado.

Um abraço,
HBC

Maria disse...

Minha Querida,
Um beijo do tamanho do mundo, com muito afeto e carinho para uma MÃE E SENHORA EXTRAORDINÁRIA!
É UMA MÃE E MULHER CORAGEM! UM EXEMPLO, MINHA QUERIDA! UM EXEMPLO...
Um beijo com muita ternura e muito "colinho".
Maria

Anónimo disse...

Há Cristãos não Católicos.

Isabel Seixas disse...

Que bonita e completa a sua escolha.

Fátima Gaspar disse...

Minha querida DrªHelena há muito que a admiro e agora cada dia mais.A leitura que escolheu para a missa do Miguel é linda e ele lá no Céu deve estar feliz pela grande mãe familia e amigos que continua a ter e a recorda-lo com muita SAUDADE.Um beijo grande e continue com essa Força enorme.

Fátima Gaspar

nadiá disse...

Drª Helena, grata pela sua partilha.
É o tempo que comanda o relógio e não o relógio o tempo.

Lê-la é aprender
Bem haja

Amarilia disse...

Drª no dia que partilhou este texto fui há procura nas livrarias mas..há vários poderia indicar-me o autor
Obrigado

Helena Sacadura Cabral disse...

Cara Amarília
Estas palavras são do Livro da Sabedoria. Se for a uma livraria de livros religiosos encontra-o. E encontra outros textos lindíssimos,
O Livro da Sabedoria - ou Sabedoria de Salomão - é um dos livros deuterocanónicos da Bíblia. Possui 19 capítulos. É normalmente atribuído a Salomão, mas os estudos indicam que foi escrito por um judeu de Alexandria.
O autor, profundamente alimentado pelas Escrituras e pela consciência histórica do seu povo, enfrenta a situação, escrevendo um livro que procura por todos os meios reforçar a fé e activar a esperança, relembrando o património histórico-religioso dos antepassados. Ele ensina a verdadeira sabedoria que conduz a uma vida justa e à felicidade. Não se trata da cultura que se conquista pelo pensamento, mas da sabedoria que vem de Deus. Esta sabedoria divina guiou a história do povo de Deus, revelando que a verdadeira felicidade pertence aos amigos de Deus. Por outras palavras, o autor quer mostrar que a sabedoria ou senso de realização da vida não é apenas um fruto do esforço do homem, mas é em primeiro lugar um dom que Deus concede gratuitamente aos seus aliados.

Amarilia disse...

Muito obrigado,irei procurar.
E obrigado pela explicação.
Com gratidão
Amarilia