domingo, 9 de agosto de 2009

Solnado

Triste a notícia que aqui tive nos Açores da morte desse grande Homem, que em determinda época da minha vida conheci bem, através de vários amigos comuns. Muitas e sonoras gargalhadas dei com ele.
Os amigos não têm defeitos. Ou, se os têm, nós acabamos por só lhe ver as qualidades. E nestas o Raul era abundante. Porque foi, seguramente, uma das pessoas que mais gostava de partilhar com os outros aquilo que tinha. Era de uma imensa generosidade.
Não tenho dúvidas de que estará lá em cima a rir-se com todos aqueles que já partiram. Em particular com o Quim Machaz.
Nós, cá em baixo, ficámos mais pobres e mais tristes!

H.S.C

2 comentários:

Margarida Pereira disse...

'Os amigos não têm defeitos'.

...
Abraço, Milady dearest.

TERESA SANTOS disse...

O Homem único na sua arte de fazer rir, só pode, agora, estar a rir-se de nós.

Mas que ficámos mais pobres, não restam quaisquer dúvidas.