domingo, 29 de abril de 2018

O tempo e a vida

Com este Abril, para mim desolador, conto os dias até ao 1 de Maio, data em que o meu filho Miguel faria sessenta anos. Esta semana é duríssima de passar, porque sempre sonhei que seria uma data a celebrar. Por ele que os fazia e por mim que estava viva e assistia. Não quis o destino que assim fosse. Os amigos sabem, a familia sabe, mas ninguém sabe como proceder.
A vida tem destas dificuldades. Queremos ajudar a suavizar o sofrimento de alguém, mas não encontramos o caminho certo para o fazer. No meu caso concreto, são sete dias mais ou menos silenciosos e a única quebra que faço é talvez o que escrevo neste blogue.
Creio que todas as coisas importantes que acontecem na nossa existência carecem, no imediato, de um profundo silêncio interior. Só quando este está verdadeiramente terminado é que o espírito se abre ao quotidiano e nós estamos capazes de falar sobre aquilo que nos silenciou.
Ao longo da minha vida terei tido cinco ou seis momentos destes. O penúltimo terá sido quando decidi deixar o Banco de Portugal para começar uma nova carreira, que nada tinha de seguro, mas que correspondia a um sonho muitas vezes adiado. Nessa altura precisei, também, de um período silencioso, de uma espécie de caminhada interior ou, melhor, de uma peregrinação intima da qual jamais me arrependi.
São tempos essenciais para, afinal, tentarmos ficar de bem com a vida!

HSC

24 comentários:

Anónimo disse...

🌷

Carla Pereira disse...

Xi❤ apertadinho

Anónimo disse...

Believe

https://youtu.be/x463zoWpiVI

Ghost

Silenciosamente ouvindo... disse...


Em pensamento estou consigo.

Um bj.

Irene Alves

anabela oliveira disse...

Se eu pudesse dava-lhe um grande beijinho e um abraço apertadinho. Como não o posso fazer, deixo aqui, pelo menos, o meu beijinho.
Anabela

anabela oliveira disse...

Se eu pudesse dava-lhe um grande beijinho e um abraço apertadinho. Como não o posso fazer, deixo aqui, pelo menos, o meu beijinho.
Anabela

Sandra disse...

Às vezes o silêncio é o melhor «remédio», mas venha sempre aqui. Precisamos de si. Beijinhos e muita força.

TERESA PERALTA disse...

O seu silêncio é também, na sua essência, um acto de muita coragem.
Beijinho e abracinho, querida e corajosa Helena.

Pedro Coimbra disse...

Não é suposto um filho partir antes dos pais.
Não posso imaginar a dor que isso representa.
Fica na nossa memória a bonomia do seu filho Miguel e o profundo respeito que ele incutia mesmo em quem não concordava com os seus ideais.
Lembro-me de a ouvir dizer ao Herman, numa entrevista há já alguns anos, que não admitia discussões porque era a mãe e não abdicava desse seu estatuto e responsabilidade.
E lembro-me de uma entrevista do seu filho Paulo, também com o Herman, na qual ele afirmava que notava haver uma enorme falta de pais.
Esse é o melhor reconhecimento que podemos ter - o respeito dos nossos filhos.
Fique bem.

maria silvestre disse...


Um grande, grande beijinho.

Maria F.Silvestre

Anónimo disse...


Helena
O silêncio dá-nos o que o ruído não dá.
O silêncio diz muito, é preciso ouvi-lo.

Os Amigos

Os amigos amei
despido de ternura
fatigada;
uns iam, outros vinham,
a nenhum perguntava
porque partia,
porque ficava;
era pouco o que tinha,
pouco o que dava,
mas também só queria
partilhar
a sede de alegria —
por mais amarga.

Eugénio De Andrade

Abraço forte
Carla

Anónimo disse...

Força, Helena.

Anónimo disse...

Senhora,o tempo com vida tem luz...

https://youtu.be/DzpgnY54WmU

Ambrósio.

Eulália Tadeu disse...

Conheci o seu filho Miguel num dia da Europa numa visita à escola onde lecciono. Veio discursar para os alunos e foi brilhante!
Depois, à volta de uma mesa, num momento de confraternização, lembro-me de lhe ter admirado a luz que irradiava, a inteligência e o sorriso franco de quem estava presente naquilo que fazia.
Para um mãe é sempre ternurento um elogio às crias! Este é sincero! Ele era brilhante!
E a presença da ausência é sempre muito difícil de viver.
Um beijinho

Anónimo disse...

Em silêncio... com todo o respeito

Sara disse...

Helena... Se me permite. Coincidência ou não... Hoje a caminho de casa falei disso mesmo com o meu marido...dizendo que cada vez acredito mais que as coisas não acontecem por acaso. Tive vários obstáculos... De doença... Um cancro e mais umas "questões de saude" (para abreviar) chatas mas acredito que nada é por acaso. Hoje sou mais atenta, sou mais feliz (não é cliché) e evoluí (enquanto ser humano).
Você é uma referência para mim... uma inspiração. É uma mulher inteligente, pragmática, sensivel que sabe viver a vida, encarar a vida de frente e adaptar-se.
Bem haja! Irei certamente comprar mais um dos seus livros que me ajudam continuar a caminhar com um sorriso e a acreditar que o amanhã será sempre melhor. (De uma jovem😁 de 40anos)

Sandra disse...

Helena, estou a vê-la no programa do Herman! Tão linda! Neste momento está a falar dos seus filhos... A gargalhada do Miguel... Maravilhoso.
Que agradável surpresa.
Beijinhos

Anónimo disse...


Helena
Gostei tanto de a ver ontem, e mais de a ouvir :)

A psicanalise não é mágica mas para mim foi, sentia-a de essa forma foi dar respostas à criança que babita em mim, estou-lhe grata.

Acho que vai gostar de ler estas entrevistas.

http://anabelamotaribeiro.pt/jose-tolentino-mendonca-73288

http://anabelamotaribeiro.pt/isabel-soares-s-mario-soares-73596

Abraço forte
Carla

Anónimo disse...

Não venho escrever nada que tenha a ver com este seu post específico.
Vim dar-lhe os parabéns. Vi-a ontem no Você na Tv. Sempre bonita, com os seus belíssimos olhos e com essa força que nos alucina.
Costumo gostar de algumas coisas que aqui escreve e costumo gostar menos de algumas outras coisas que aqui escreve. Mas, tenho a dizer-lhe, obrigado. Obrigado por a Helena ser assim.
Pedro

Anónimo disse...


Helena
Que delicia, tive vontade de fazer algumas coisas que o Goucha leu no seu livro.

É uma musa e das grandes.

Está radiante!

http://www.tvi.iol.pt/vocenatv/videos/nada-nos-acontece-por-acaso/5ae9965a0cf248c46ec58cd2

Abraço
Carla

Silenciosamente ouvindo... disse...

Gostei muito de a ver hoje, numas imagens na TVI.
Gosto do seu corte de cabelo e da cor.
Podia atualizar a sua foto aqui? É uma mera sugestão.
Os meus cumprimentos.
Irene Alves

Anónimo disse...

Senhora,a Lovely Day...
Just fly...

https://youtu.be/HmQq6yLe2ww

Ambrósio

Sandra disse...

Minha querida Helena, hoje não podia deixar de vir aqui dar-lhe um beijinho especial.

Abraço-a.

Anónimo disse...


Helena
Li a sua entrevista na revista Cristina, obrigado por ser assim desnudada nas palavras.
Não sei se viu a entrevista com Fátima Lopes e Judite Sousa, se puder oiça. Senti que a Judite precisava de falar com alguém como a Helena, pense nisso.

Continue a desbravar mentes com as suas palavras, desbravar mentes faz bem a tudo, e mal quando não conseguimos colocar em ação o pensamento.

Abraço
Carla