terça-feira, 11 de julho de 2017

O raio 13

"Caro Pedro Correia. Muito boa tarde. Passo-lhe "pro bono" uma informação que me chegou de fonte fidedigna, um muito alto político, como se usa agora dizer. No caso dos incêndios, chegaram à conclusão, inequívoca, de que o raio nº 13, se dirigiu atrevidamente à floresta nº 69, e rachou de alto abaixo a árvore nº 17.
Já no caso de Tancos, ainda não conseguiram identificar com rigor absoluto o raio fura redes, pois que não se conhecem antecedentes e jurisprudência que ajude. Parece, no entanto, que o raio pode ter sido um primo do nº13, mas mais meigo, e provavelmente enfiou-se no buraco /malha que as redes de galinheiro têm. A questão do buraco é, aliás, relevante, pois sendo a rede alcançável da estrada, ainda nenhum jornalista o fotografou. Ou se fotografou, está-se apenas à espera de confirmar se foi raio primo do nº 13 ou outro."
                             
   (António Cabral, comentário a post de Pedro Correia no DO)

Ora aqui está uma investigação que talvez conduza ao apuramento de responsabilidades. Por mim este raio 13 ou um seu primo devem ter altas responsabilidades nos dois casos e andam verdadeiramente a monte! Ide, urgentemente, no seu encalece.

HSC

6 comentários:

Aniceto Carvalho disse...

“Fura-redes” era o Mokuna, um jogador Sul Africano
que passou por Alvalade na década de 50, quando o
Sporting procurava um substituto do Peyroteo.
(Parece que ainda é vivo e bem vivo)
Será que ele que anda por aí?
Aniceto Carvalho

João Menéres disse...

Que sejam exonerados os RAIOS e toda a sua correlação ( familiar ou não ! ).

Melhores cumprimentos,HSC.

Virginia disse...


É caso para os mandar todos ao .....que os p........!!

Desculpe Helena, mas o seu post acirrou-me a mácriação!

Beijinho

Helena Sacadura Cabral disse...

Virginia
Está desculpadíssima. Este raio é, de facto, propicio... ao uso do português vernáculo!

Anónimo disse...

Bom bom para a investigação séria o Johny Bofatadas.Aqui sim! Teria muitas a despachar até apurar a verdade...
Mas a verdade dói,nãoé?
Pimenta no bumbum dos outros é refresco.




Anónimo disse...

Na minha Terra dizia-se "O raio que os partam"...