domingo, 17 de abril de 2016

Sabedoria


Todos os que me lêem sabem que risquei o mês de Abril do meu mapa. Dentro de uma semana, exactamente no dia 24 de Abril, passará mais um ano sobre a morte do meu filho Miguel. A saudade é um sentimento que cresce com o tempo, ao contrário do que a maioria das pessoas afirma. O que há é uma espécie de habituação à dor que sentimos e que insidiosamente jamais nos abandona. A única luta possível que lhe podemos dar, é tentar viver como se ela não existisse.
Foi a pensar no Miguel e na sua particular filosofia de vida - éramos muitíssimo parecidos do ponto de vista temperamental - que uso esta imagem, tão ao seu jeito, para ilustrar aquilo que vai ocupar a minha mente na próxima semana. 

HSC

16 comentários:

Observador disse...

Ser-me-á permitida a solidariedade?
Cumprimento-a respeitosamente, Helena.

Tété disse...

Não há nenhum dia que passe sem que me lembre da minha querida mãe. E pela lei natural da vida ela partiu e eu por cá fiquei, como diz a Helena, "na habituação da saudade que cresce com o tempo".
No entanto, creio que não há maior dor do que ver partir um filho. E que fazer? Pedir a Deus que nos dê força para podermos, mesmo assim, ver os outros filhos, os netos e todos os que nos ajudam a viver outros tantos sentimentos de amor.
Um grande beijinho

Isabel Mouzinho disse...

Dou-lhe um abraço gigante e a minha amizade e afecto, agora, e todos os dias.
Um grande beijinho

Anónimo disse...

🌷

Anónimo disse...

Hand in hand

A

Anónimo disse...

.........___.
........((((....\
.........)u.\....)
.........\_..\...(
.........._)..\...)
./\.__/..'-'/.\.(
.\.|__(___/..|
..\|.............|.
...|............/
....\__...--'\
.....|...........\
.....|...........|
.....|............\__
.....|..................\-.
.....\__________\_`-,

Uma benção de Luz

:-) ( :-( )

Anónimo disse...


Helena
Neste seu retiro , desejo-lhe a maior serenidade interior, a sua saudade é a maior de todas, como a dor. Aprendi que não existem respostas para tudo, que não sabemos tudo, que quanto mais sabemos, mais questões nos fazemos. A vida ensina-nos a caminhar por um caminho tortuoso, aprender a viver com esse caminho é a grande sabedoria. Essa a Helena tem.

Um abraço caloroso
Carla

Anónimo disse...

🌹🌹🌹

Anónimo disse...

Senhora,Mãe é luz que nunca se apaga.
Foi um presente doce de Deus para os seus filhos.

Ambrósio

Anónimo disse...

Estou consigo
Pedro

Maria do Porto disse...

Que esta semana lhe seja leve e curta. Bjs

Clara de Menezes Lourenço Correia disse...

Entendo-a perfeitamente, perdi a minha Mãe há muitopouco tempo e quanto mais o tempo passa mais sinto asua falta. Abraço-a respeitosamente, Drª Helena. Admiro-a imenso!

Anónimo disse...

Curvo-me perante a sua dor
Se palavras bastassem para a atenuar...

Gralhas

Anónimo disse...

A dor é muito grande e a saudade aumenta todos os dias. Uma mãe em luto que a admira muito e que aprende consigo que é preciso caminhar...

desabafosemrodape disse...

Como as datas podem ser tão inimigas entre si.
Nesse dia, 24 de Abril, estarei a festejar os 24 anos da minha filha.
Neste mesmo mês, a 10, estou embrulhada nas saudades que me aprisionam há muito tempo, quando recordo que nesse dia, o meu pai me deixou, por incapacidade de vencer a doença que o consumiu.
O mês de abril tem um paladar espinhoso...
Desejo uma boa noite. Um abraço.

Anónimo disse...

As perguntas mistério um dia terão resposta... Believe.

http://youtu.be/udTF5mwfiAQ

Ghost