quinta-feira, 3 de março de 2016

Na América


Depois da "Super Tuesday" tudo começa a ficar mais claro no que ao resultado final das eleições primárias norte-americanas, diz respeito.
No campo democrata, creio que Hillary parece imbatível e que Sanders, tido como da ala dos candidatos mais liberais, irá perder. A vida da provável candidata democrática não será, contudo, fácil, dada a excessiva exposição política que Clinton lhe trouxe.
Mas se o voto negro e o de algumas minorias estiver garantido, é muito possível que a vejamos no lugar que antes foi do marido. O que fazer a este, em caso de vitória, é que me parece uma questão importante, a menos que a Casa Branca deixe de ter mulheres...
Trump, por seu lado, provou que dificilmente alguém o superará no campo republicano. Cruz e Rubio podem arrumar as botas, porque o tempo deles, já foi.
O que irão os republicanos fazer com uma candidatura que não corresponde à imagem real do partido, essa é a outra pergunta que não pode deixar de ser posta...
Parece assim que Hillary, face a Trump, terá a vida facilitada em Novembro. Mas a América, de quem os europeus tanto gostam, às vezes traz tristes surpresas.
Esperemos que não, porque, confesso, há muito tempo que espero que Hillary seja colocada no lugar que, do meu ponto de vista, lhe compete de direito!


HSC

8 comentários:

Anónimo disse...


Helena
Não percebo como continou casada com Clinton, depois dos escândalos. É sabido que os americanos dão muito valor à familia nas campanhas, mas engolir um sapo desses tantos anos...

Carla

Anónimo disse...

🌷

Helena Sacadura Cabral disse...

Carla
O coração e a política têm razões que a razão desconhece...

Anónimo disse...

Já que se fala de uma mulher para um alto cargo político, o que pensa de uma outra que de um outro cargo político, ao fim de 3 meses sem um período de nojo conveniente aceita ir trabalhar para uma empresa que tutelou (de algum modo). Falo de Maria Luís Albuquerque. Um vergonha, a política no seu pior. Sem pudor!

Maria do Porto disse...

Oxalá ganhe, pois a outra opção (Trump) mete medo! Este homem é um desbocado (para não dizer mais nada...) e iria pôr em prática tudo aquilo que defende! Um susto e a paz mundial estará em perigo...
Bjs

C.N. Gil disse...

Acho que os Europeus já gostaram muito mais da América...

...e que vão gostando menos a cada dia...

:)

Anónimo disse...

Nunca imaginei que o Donald tivesse tantos adeptos da sua política.Vai ser uma luta renhida mas os States terão "uma Presidenta."
José

Observador disse...

Eleger Tramp é um risco. Pergunta-se se os norte americanos têm disso consciência.
Estamos a falar do mesmo povo que elegeu e reelegeu George Bush.
Acredito que em Novembro Clinton esteja na frente, para ganhar.