sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Não havia necessidade...


Pessoalmente já exprimi aqui a minha posição relativamente à adopção por casais do mesmo sexo. Entendo que uma criança precisa de amor, seja ele dado pela família tradicional ou pelas famílias que o não são. As unidades familiares de hoje não são iguais às de há meio século e, portanto, os hábitos e os costumes terão de ir-se adaptando.
Na minha opinião, uma criança institucionalizada está pior do que numa família que tem amor para lhe dar, sejam dois pais, duas mães, uma só mãe ou um só pai. E se foi permitido o casamento entre pessoas do mesmo sexo e que um solteiro adopte uma criança, tenho dificuldade em aceitar que um casal do mesmo sexo não o possa fazer,
Posto isto, entendo de um profundo mau gosto e revelador de bastante desrespeito por quem pensa de forma diferente, os cartazes com que o BE resolveu pulverizar o país, usando como símbolo uma pirosíssima imagem de Jesus, com uma frase na qual se afirma que Ele tem dois pais.
Uma coisa é defender ideias que se considera estarem certas. Outra coisa é defendê-las exorbitando os limites, para ofender aqueles para quem Jesus representa algo de muito sério. A nossa liberdade termina onde começa a do nosso semelhante. Não havia necessidade!
Eu inclino-me para que estejam a faltar ao Bloco as causas que lhes davam alma. Agora, como situacionistas que são, começam a não ter temas fracturantes e portanto a perder a graça. Estão, de facto, a envelhecer!

HSC 

22 comentários:

Silenciosamente ouvindo... disse...

Quando vi o cartaz nem queria acreditar!!!
Não havia realmente necessidade.
Se a lei já estava aprovada e assinada pelo
PR era usá-la, quem assim o entendesse, dentro
do silêncio e da sua consciência.
Folclore, NÃO!!!
Bom senso, precisa-se de imenso, neste nosso
amado país.
Fiquei mesmo zangada!!!
Não voto Bloco de Esquerda, nunca votei,
mas respeitava-os e talvez por isso tenha
ficado mais magoada!
Cumprimentos drª. Helena.
Irene Alves

Anónimo disse...

Sim, eu também concordo que foram ultrapassadas todas as barreiras. Se era para brincar, não teve, de facto, graça nenhuma. Para mim, que não sou devoto e apenas creio no que é físico, científico e palpável, o BE não esteve nada bem. É como diz, não havia necessidade.
Pedro

Observador disse...

"Eu inclino-me para que estejam a faltar ao Bloco as causas que lhes davam alma", diz a Helena. Eu acrescento que faltam as causas e algumas pessoas.
De facto, não havia necessidade.
Cumprimentos

Virginia disse...


Mesmo a mim que não sou católica me choca pela falta de gosto. A pirosice tem limites...

Além do mais, Jesus teve Mãe....e que Mãe!

Dalma disse...

Tem razão, sentem-se a perder protagonismo, daí estes desvarios para atraírem de novo a atenção!

João Menéres disse...

Nem comento o que o BE ousou fazer !

Melhores cumprimentos.

Anónimo disse...

Concordo com as críticas ao cartaz. Quanto ao que uma Leitora diz sobre Jesus "ter tido uma e que mãe" isso é entramos no folclore e mitologia bíblica. A Bíblia não tem qualquer crédito histórico, nenhuma veracidade, contém uma série de contradições e enfim não passa de um embuste mitológico, para crente ler. Nem Joshua (Jesus) foi filho de Deus, nem Deus se deu ao trabalho de existir, o que, a acreditar nisso, nos termos em que a mitologia cristã faz, nos colocaria em oposição ao que hoje já se sabe da formação do Universo. Tenhamos calma o que à Ciência diz e concentremos-nos nas críticas ás crendices populares. A rapaziada acredita que o tal Joshua (Jesus) é filho de Deus e que ele existe. Bom, então não provoquemos os ignorantes e respeitemos as suas crendices. Isso era o que o BE deveria ter percebido. Infelizmente não percebeu e deu um tiro no pé. Enfim, nada de grave, mas evitável, politicamente.

Pôr do Sol disse...

Inadmissivel.
O BE tem responsabilidades e uma posição a defender, não se deveria
permitir a esta falta de bom senso e respeito.
Estes actos não são discutidos antes de virem a publico?
Assim vai mal, muito mal

Anónimo disse...

Perder protagonismo Dalma? Isso não sei não. Não é o que se tem visto. Agora que foi um mau momento para eles, isso foi.
Pedro

ERA UMA VEZ disse...

Querida Helena

O que custa mais no envelhecimento é para mim a colecção de desencantos que nos vão chegando, um a um.

No mesmo dia em que se fala do despedimento de colegas bancários com quem trabalhei,provavelmente ensinei ou até chefiei, a quem disse que
era uma honra fazer parte dum grupo de gente com uma cultura conhecida, própria, digna perante o cliente, nossa principal motivação e também pela família de banqueiros que eu admirava, exactamente nesse dia, fico a conhecer este estúpido cartaz, tipo comemoração, que deita por terra anos de esforço por uma conquista com a qual, como sabe, concordo.

Primeiro porque não faz sentido, segundo porque revela ignorância.

De duas uma:
Ou estes senhores são crentes e acham que Maria foi escolhida por Deus Pai criador e S. José terá chegado à sua vida para a proteger e ao filho que já trazia consigo

ou então não são crentes e Jesus seria filho de um casal absolutamente normal, de um José e de uma Maria de Nazaré

Sendo assim que dois pais são estes???

Estou triste. Admirava o bloco pela sua frontalidade, coragem, e mais recentemente por ter conseguido dar um passo em frente. Admirava a maneira técnica e inteligente como se preparavam. De súbito borram a pintura GRATUITAMENTE.
Será que o PODER ou a proximidade dele é suficiente para tornar as pessoas arrogantemente estúpidas?

POIS É: Dois desencantos no mesmo dia, é obra!!!











Se não são crentes, Jesus é filho de José e Maria, ou seja de um casal comum e estamos conversados.

Tenho apreciado a evolução do Bloco, a sua persistência, a inteligência e preparação de alguns dos seus membros e esta aberração aparece subitamente a borrar a pintura. PORQUÊ?
Será que mais uma vez o poder, algum poder

Dois desencantos no mesmo dia, é obra!!!

Anónimo disse...

A imbecilidade não tem limites.
Mas Jesus perdoa pois tem um coração nobre.
Teresa

Anónimo disse...

Parece que a esquerda prima pelos cartazes polémicos...
Os do Ps ainda estão na memória com as aldrabices dos números dos desempregados que na realidade não eram.
Agora ferem a sensibilidade com a ausência da Mãe de Jesus. Um bloco que se diz defensor das mulheres...saíu mal pois afinal esqueceu-se.
Enfim! Cavam e enterram-se sózinhos.
Valeu Marisa Matias a dizer que ," foi um erro".
Sim,um enorme erro.
JoséG

Anónimo disse...

Será que o dono desta idéia foi gerado por dois pais?

Anónimo disse...

Bloco sem prumo perde o fio á meada.

Anónimo disse...

Eu avisei - preparem-se para os sustos deste governo susto.Isto é coisa de gárgula.Tenho dito.

Anónimo disse...

"Argumentar com quem renunciou ao uso da razão é como dar remédio a um morto"
JPaine

Nem mais!
Francisco

Anónimo disse...

Nunca consegui perceber a razão pela qual se ofendem gratuitamente as convicções das pessoas. Eu sou católica e não achei graça nenhuma ao cartaz. E não, não sou beata e estou muitas vezes em desacordo com determinadas posições da Igreja Católica. Acho, tal como a Helena, que não havia necessidade. O Bloco já tem idade para perceber, que é estúpido, o chamado tiro no pé, ofender as crenças das pessoas. O facto de ser inspirado num cartaz francês é totalmente irrelevante para o caso. Ou lá porque é francês, já se desculpa??? Maria F. Silvestre

P.S. Era Uma Vez - Gostei muito do seu comentário.

Anónimo disse...

Blasfémia de hereges.Quem sabe um dia ainda precisem de pedir ajuda a Jesus.O azul do céu está no alto.
É deprimente quando se tenta - porque nunca conseguem - abandalhar a fé e a religião do semelhante.
Vale zero isto.
Jo

Anónimo disse...

Costa também tinha 2 pais

C.N. Gil disse...

Acho que não estão a envelhecer...

...isto é a atitude típica de puto regula que quando leva a sua avante se vira para os outros e goza (Toma, toma, nha, nha, nha, nha)

Portanto, acho é que ainda não saíram da infância...

...e para se governar um país precisa-se de adultos!

:)

Anónimo disse...


Helena
Só agora vi este texto.
Não gostei, muito mau gosto quem teve a ideia só pode querer destruir o BE e quem a aceitou não mostrou inteligência. Existem erros que se pagam caros.
Serem retirados, seria a melhor solução; mas o leite já foi derramado...

Carla

Anónimo disse...

O Bloco está é a emputecer.Quando partem "pedra" é no que dá.Coisa da moca.
Jaime