sábado, 20 de fevereiro de 2016

Esta Europa


Pode pensar-se o que se quiser sobre David Cameron. A mim, que de política nada sei e nada me interessa, agrada-me a sua frescura e o seu apego na defesa dos interesses da pátria. É de direita? Quero cá saber. Até podia ser de extrema esquerda, mas consegue para o seu país a vitória de ficar com o melhor lado de todas as decisões.
Sou eu que sou de direita, loura e parva? Serei. Mas se fosse inglesa agradava-me ter como responsável do meu país alguém como ele. 
E agora venham daí os comentários a zurzir no meu reaccionarismo. Desde os anos sessenta que vejo os progressistas do meu tempo cada vez mais idiotas. Logo, terei boa companhia para aguardar o resultado do referendo à permanência da Inglaterra na União Europeia, já marcado para 23 do próximo mês de Junho.

HSC

Nota: Hoje no Estado da Arte fala-se de génios...

13 comentários:

Observador disse...

Acusá-la de reaccionarismo? Porquê? Afinal, está a concordar com uma pessoa (Cameron) que defende o seu país.
Falou em progressistas? Hummm, ainda existem?
Cumprimentos

Sérgio S disse...

A Europa precisa mais dos Ingleses que vice versa. Como diria um grande filósofo da nossa praça: "E o burro sou eu?".

Anónimo disse...

Ora nem mais...o importante é tudo o que for feito em prol da Pátria.
Nota 10
JMello

Virginia disse...

Infelizmente para nós, estas medidas vão ser terríveis para os imigrantes portugueses - milhares - que demandaram o reino nos últimos anos e que não terão o NHS nem segurança enquanto não descontarem 4 anos para o mesmo. Espero que os estudantes ao menos possam contar com esses serviços. A minha filha vai para lá para o ano acabar um mestrado que iniciou em 2012. Voltamos ao antigamente em que para viver no RU era preciso ter labour permit.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Não sei se o hei-de aplaudir, ou me irritar com os outros países
que votaram por unanimidade.
Então que união é esta que permite excepções?
E depois do Reino Unido outros países não terão o
direito de também querer excepções?
Enfim, jánada me seduz nesta União () Europeia.
Cumprimentos.
Bom fim de semana.
Irene Alves

Anónimo disse...

Apoiado!

Anónimo disse...

Há Portas que abrem horizontes...

Helena Sacadura Cabral disse...

Anónimo das17:21
E Sacaduras Cabrais que sulcam os céus...
:-))

Anónimo disse...

Dia 23 de Junho o dia em que a UE começa a implodir? Espero bem que sim!

Anónimo disse...

Passo a vida a discutir o comportamento dos ingleses - ódio de estimação do meu "legítimo" - relativamente à União Europeia. Começa logo com a história da moeda única. De quem é a culpa? A UE tão lesta a chatear os outros países, aceita tudo o que "a pérfida Albion" quer. Pois eu prefiro um país que bate o pé à UE quando não está de acordo com as suas normas, independentemente de estar certo ou não, do que o "bom aluno" que nós somos...Esta expressão faz-me sempre lembrar os cachorros ansiosos por agradar ao dono. Maria F.Silvestre

Helena Sacadura Cabral disse...

Então Maria está do meu lado. A albion bate o pé e ganha!
Nós fingimos que batemos e não ganhamos nada. Veja-se este belo Orçamento e as felizes perspectivas em que ele assenta...e que duvido venham a verificar-se.
Os portugueses já estão a gastar menos. Ou seja menor receita fiscal. Ou seja rectificativo lá para junho. Veremos!

Anónimo disse...


Plenamente de acordo Dra Helena!De parva a senhora nada tem,nem eu!

Grande beijinho

CM

Joaquim de Freitas disse...

Caríssima Senhora D. Helena Sacadura Cabral : E se fosse o governo precedente, os Portugueses gastariam mais e a receita fiscal seria maior? Com que dinheiro?

Então minha Senhora, acha bem que o RU "invente" as suas leis sociais, para prejudicar os imigrantes , invente uma UE "à la carte" para satisfazer as suas necessidades , mantenha os seus paraísos fiscais para escoar os dinheiros sujos da City, abandone os seus "migrantes" que têm família no RU, falam inglês, e esperam em Calais um visto de entrada?

Vem-me uma imagem à memória: A do Peter O'toole, famoso Laurence d'Arabie, que entra no Clube selecto do Cairo com o Árabe que lhe salvou a vida, e que os seus compatriotas ingleses querem impedir de entrar no bar! Os ingleses foram sempre os Remora da UE.

Mas os Portugueses perdoam tudo aos Ingleses! O assassinato de Gomes Freire de Andrade em Lisboa, com os seus dez ou mais oficiais, porque o nosso rei estava no Brasil, e o ultimato ao nosso Rei por causa do Plano Rosa da Africa Meridional Portuguesa, que estorvava o de Cecil Rhodes!Pobre Serpa Pinto.