sábado, 3 de outubro de 2015

À meia noite, paro!

Estou cansadíssima de reflectir o dia inteiro. Creio que a partir da meia noite já poderei deixar de o fazer. É um facto comprovado que as reflexões obrigatórias cansam muito mais do que as outras...

HSC

12 comentários:

Virginia disse...




Haha, fez-me rir.

A esta hora á deve estar com vontade de reflectir de novo :)

Bjo

Silenciosamente ouvindo... disse...

É uma parvoíce pegada esta de um dia para reflexão...
Mas, enfim, o dia é aproveitado como qualquer outro
sábado, como cada um pode.
Cumprimentos.
Irene Alves

Fatyly disse...

Ora nem mais...e se cansam. Eu já votei e agora para descontrair estive a ouvir a entrevista que deu à Cristina Ferreira. Sempre igual a si própria e gostei IMENSO! Obrigado por ser quem é!

Um enorme abraço

Helena Sacadura Cabral disse...

Ó Virgínia eram 9h já tinha votado.
Ainda não deu para reflectir de novo, porque entretanto fui à missa e serenei a ouvir o Padre Tolentino falar de Familia. Que mente aberta, meu Deus!
Bjo

Sérgio S disse...

Para mim o dia de reflexão não faz sentido uma vez que na prática trata-se de uma limitação à liberdade de expressão, que na minha opinião só deveriam acontecer em cenários extremos (segurança nacional, etc.). Depois é daquelas regras que assumem que as pessoas (o povo) é demasiado ignorante que tem de ir de castigo para o canto da sala refletir... Mas refletir sobre o que?...

Madalena Ferreira disse...

Olá,

Dra. Helena estamos em reflexão contínua, conforme as palavras do PR - depois de votar - não comemora o 5 de outubro, porque estamos em campanha eleitoral!

Então as legislativas não são a 4?
Não está tudo muito bem pensado?
As presidenciais ainda falta e que eu saiba, a campanha a sério ainda não começou. Ou será que já e eu não dei por isso?

Melhor é impossível!

Um abraço,

CF disse...

Votei ao fim do dia sem convicção. Isso assusta-me, e não gosto quando me acontece. Revela-me um desfasamento algures, em mim, no País, no mundo?...

Anónimo disse...

Noite de melão p'ro Costão
Mas tem sempre o Beirão
É o Zé fanfarrão
Continua inseguro sem tostão.

Anónimo disse...

Ó menina Lenhinha!Dê por mim um rico bjinho de parabéns ao meu rico menino Paulinho.
Portugal afinal sabe o que é bom...soube distinguir o trigo do joio.Já era sem tempo.E parabéns para si também pelo excelente e genial político que nos deu.Bem haja!
Viva a PáF.
JMello

Anónimo disse...


Bom dia Helena
Parece que o vento acalmou por estes lados.
Desta vez, os portugueses não comeram muito queijo.
Não esqueceram quem deixou a casa numa desordem total, e que aos poucos com muita dificuldade a casa, vai ficando mais ordenada.
Esperamos, que a casa continue na arrumação, na melhor possível para todos.
Desculpe a ignorância, mas qual é diferença entre o cidadão que está preso em prisão domiciliária, poder sair da sua confortável casa para ir votar ( respirar um pouco do ar de outra rua, serem entrevistados ), e outros presos votarem antecipademente em outras condições?
As condições de votos não deviam ser as mesmas?
Ou existem os presos vips e os presos de 2ª, 3ª classe.

Carla

Anónimo disse...


Mas que GRANDE MELÂO.

Um abraço,

D.

Helena Sacadura Cabral disse...

CF
Não está sozinha. Eu acompanho-a!