segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Há crimes que compensam!


Leio a notícia e não quero acreditar.
A Volkswagen corre, como sabemos, o risco de vir a  enfrentar inúmeros processos a nível mundial. Processos que podem, mesmo, pôr em causa a sua sobrevivência. E o que é acontece ao seu CEO, Martin Winterkor, responsável por este escândalo? Apenas isto: vai para casa com uma indemnização de 28 milhões de dólares. E ainda há quem duvide que o crime compensa...


HSC

9 comentários:

maria isabel disse...

Com um castigo destes, é certo que não vale a pena voltar a errar.
Ai como eu gostava de um castigo destes.

Anónimo disse...

Da gosto ver que no melhor pano alemao cai a nodoa. Essa ideia que sao serios e trabalhadores foi uma propaganda que pegou e ainda hoje perdura, quando na realidade conseguem ser tao negligentes e corruptos como qualquer europeu de segunda.

Tschüss!

Anónimo disse...

Os estragos são muitos e incalculáveis. Mas ele, CEO, fica com a sua vida bem organizada. Também em Portugal temos coisas parecidas e bem recentes...

Fatyly disse...

Pois acredite e eu nunca tive dúvida alguma, porque nós por cá já tivemos e temos casos semelhantes, e recordo um ligado às telecomunicações. Nem consigo dizer mais nada!!!

Silenciosamente ouvindo... disse...

E viva o Capitalismo!!!

Cumprimentos

Irene Alves

Teresa disse...

E ainda falam de Portugal!!!!!!!!!! Afinal parece que é tudo igual!!!

Anónimo disse...


Bom dia Helena
Em Portugal temos casos parecidos, BPN, BES, etc. A justiça é branda para os poderosos, os mais fracos, pobres, já tem outro tipo de pena, nasceram sem berço de ouro.Infelizmente a justiça tem uma balança com pesos diferentes.

Carla

Madalena Ferreira disse...

Olá,

Até o sorriso do CEO, é irónico!

O mundo está cheio destas contradições.

Um abraço,

George Sand disse...

Eu por acaso tenho muitas dúvidas que o crime compense. Vá-se lá saber se não lhe dá um badagaio e não usa nem um (dos milhões, evidentemente)acontecem, com muito mais frequência do que pensamos e têm vindo a "incrementar": os badagaios.
O comentário servirá a muitas cabeças.
O "carro do povo" é que se calhar vai ter que mudar...de mão.
Cumps, G.S.