sábado, 16 de maio de 2015

É pouco, muito pouco!


Não sei pormenores desta matéria, embora tenha sobre ela uma opinião que não sendo de especialista é de alguem que trabalhou durante 10 anos na aviação civil. O que o Expresso noticia, a ser verdade, coloca-me sérias dúvidas e não me parece um bom negócio, porque a empresa irá continuar extremamente endividada e o Estado encaixa uma miséria.
A meu ver - quem sou eu para ver alguma coisa de política nacional? - o nosso PM não deveria ter feito quaisquer declarações sobre esta matéria, em cima da data da entrega das propostas. E a faze-lo, deveria ser no sentido de valorizar ao máximo o "produto" no mercado.

HSC

5 comentários:

Observador disse...

'E a faze-lo, deveria ser no sentido de valorizar ao máximo o "produto" no mercado'.

Se assim tivesse sido, seria sinal de que o PM tinha bom senso. O que não é o caso.

Cumprimentos

Silenciosamente ouvindo... disse...

Eu subscrevo as suas palavras mas o Governo sempre que fala da TAP
é para a desvalorizar. Parecem muito felizes por se livrarem da TAP!!! Mas eles são apenas algumas
pessoas que temporariamente estão
no Governo e a TAP não é pertença deles. A TAP é de Portugal.
Não consigo perceber tanta euforia
nos membros deste Governo que se
pronunciam sobre a TAP.Eu estou triste.
Os meus cumprimentos
Irene Alves

Maria do Porto disse...

Foram palavras muito infelizes.
Ninguém, no seu juízo perfeito, desvaloriza algo que pretende vender!
É o que temos...
Cumprimentos

Fatyly disse...

Neste processo digo sempre: aqui há gato e bem grande!!!!

Paula disse...

Infelizmente esta atitude coaduna-se bem com o PM...