quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Bom olhado, precisa-se!


Um azar nunca vem só, diz o ditado. Comigo a coisa multiplica-se. Escrevo estas linhas depois de ter  saído de dois hospitais, o de Alcoitão e o dos Lusídas. Num visitei o irmão doente. No outro fui ver a minha cunhada e sua mulher que, entretanto e inesperadamente, também teve que ser internada. A ambos creio ter dado alguma alegria, num dia cinzento e chuvoso, porque os vi rir comigo.
Pelo caminho de volta ainda passei em dois supermercados para abastecer a despensa que, com todos estes acidentes familiares, estava praticamente vazia. 
Digamos que, com tais acontecimentos e a minha imensa juventude, estou mais morta do que viva. Talvez por isso, cheguei a casa e atirei-me para o sofá, ensaiando ouvir a Paixão segundo S. Mateus, composição que costuma ter efeitos surpreendentes sobre o meu cansaço. Desta vez, nem isso. Mudei para Vivaldi, mas o resultado não foi brilhante. Recusando dar-me por vencida, escolhi algo oposto, o António Variações que, por estranho que pareça, conseguiu finalmente redimir a minha fadiga. 
Lembrei-me entretanto que, por uma qualquer coincidência, que por o ser, não sei explicar, os meses de Novembro e Dezembro são, para mim, sempre, um pouco catastróficos. Quando começa algo a correr torto, segue-se, por norma, uma cadeia de desastres. Depois disto estou a pensar seriamente deslocar-me a Vilar de Perdizes, para ver se encontro alguém que deite sobre mim um "bom olhado"...

HSC

15 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Querida Helenamiga

... ou à Senhora da Agrela que não há santa como ela.

Qjs

Um Jeito Manso disse...

Olá Helena,

Descobri este rapaz que é muito boa gente e que tem uma voz muito agradável. Envio-lhe, dele, esta canção:

You Are Loved (Don't Give Up)

https://www.youtube.com/watch?v=EGLSk3AVcUU


Desejo-lhe força e energia para conseguir continuar a distribuir atenção, cuidado e carinho pelo seu irmão e cunhada que, coitados, bem precisados devem estar.

Para eles também: 'Don't give up'

Um abraço para si, Bárbara Helena, e as melhoras para eles.

Helena Sacadura Cabral disse...

Obrigada UJM. Gostei tanto!
Abraço

Virginia disse...

Perante tanta lucidez o mau olhado já fugiu a sete pés!!

:)

Anónimo disse...

E eu sempre aqui.

Ghost Casper

Fatyly disse...

As melhoras dos seus e vai correr tudo bem sem ser necessário ir a Vilar de Perdizes, porque paga-se bem por "um bom ou mau olhado" e se funcionasse óooo minha nossa quantos já tinham ido:)

A Dª. Helena tem um dos melhores olhados: o seu e sorri com os seus olhos.

Isto não é para agradar nem levar a mal pf, mas o seu sorriso e acreditar move montanhas, quanto leva por uma consulta?:)

Beijocas

Observador disse...

Não precisa ir a Vilar de Perdizes, Helena. A força e a luz que todos lhe transmitimos, é suficiente.

Boas melhoras para os enfermos e um abraço para si.

Madalena Amaral disse...

Drª Helena, isto tudo vai passar! É só uma fase. O mês de Novembro também traz-me algum mal estar, especialmente nos primeiros 6, 7 dias...lá tenho as minhas razões que ficaram há pouco mais de 40 anos e impossíveis de esquecer.
Sou céptica em quase tudo, mas tem coisas estranhas que me levam a acreditar em superstições. Então não é que incuti que para dar boas energias à minha casa tenho de ter peixes num aquário? Tinha um com mais de 7 anos e por acidente, o motor caiu na água e o desgraçado morreu cozido. Tive um dia que só pensei nisso. A partir daí só tenho tido alguns aborrecimentos...Mas estou a resistir para vencer esta tolice de acreditar em coisas que não faz nenhum sentido. Não sei se li esta treta no "Feng Shui", onde há coisas que fazem sentido e outras , para mim, não!
Abraço e votos de melhores dias!

Anónimo disse...


Helena,
as melhoras do seu irmão e cunhada!!
Não existem maus olhados, existem dias menos bons, mas sei que sabe contornar, dar a volta, hoje estará de pé com toda a genica, tenho a certeza.
Se imagina-se, como ontem foi o meu dia no trabalho , hoje nem parece que existiu a tempestade...

"AS àrvores morrem de pé"
Alejandro Casona

Bom fim de semana
Carla

Isabel Mouzinho disse...

Mando-lhe um beijinho carregadinho de "bom olhado" :)

Anónimo disse...

QUERIDA HELENA,
Não se meta nisso. Como cristã que sou, aconselho antes ter uma boa conversa com um Padre especial: por ex. Pe. Sousa Lara em Lamego.
Antes há que saber que o mal existe, mas o bem supera todo o mal. Não deixar o mal tomar terreno. Mas nada custa informar-se e procurar ajuda a quem sabe dessas coisas e dizem já ter "curado" muitos. Contudo penso que uma boa conversa com ele irá resultar. Além disso é um belo passeio!
É que todos os anos há esses 2 meses e todos gostariam de lhe continuar a ver o seu sorriso e a participar dele. Admiro a sua postura nos momentos que mais de si exigem. Só os grandes são capazes. É dom.
Beijo.
MªCç

Carlos Fonseca disse...

Não me parece que, consigo, o mau olhar tenha grande sorte. A esta hora já vai a fugir a sete pés.


P.S. - Também para mim Novembro é um mês que gosto de ver passado rapidamente. Não porque acredite em bruxas. Mas a verdade é que foi neste mês que perdi, em anos diferentes, os meus pais, o meu sogro e duas das minhas quatro avós. Incluo as da minha mulher, porque merecem que o faça.

bea disse...

Está um post tão engraçado que dá vontade de pedir que escreva outros da mesma linhagem. Mas repetir os motivos, isso é que não.

Hummm...há tanto tempo que não oiço a paixão segundo são mateus; ainda assim menos que aquele que fiquei sem saber que existia. Terei que lhe experimentar os efeitos terapêuticos:))

Helena Sacadura Cabral disse...

Caros comentadores
Quando referi uma ida a Vilar de Perdizes, estava obviamente a brincar e a fazer humor. Parece que alguns dos meus leitores levaram a palavra à letra e aconselharam-me a ir antes ao Padre Sousa Lara.
Amigos eu já tenho um Padre na minha vida espiritual. Chama-se Tolentino de Mendonça!

Anónimo disse...

E não é que houve mesmo gente que acreditou que a D. Helena pensou sequer em ir a Vilar de Perdizes??? Cabecinhas pensadoras....:)