quarta-feira, 19 de novembro de 2014

28 minutos e sete segundos de vida


Em Janeiro de 2014, dois homens tiveram uma ideia para um programa de televisão. Foi assim que nasceu o «28 Minutos e 7 Segundos de Vida», uma longa e séria conversa sobre a vida, entre Manuel Forjaz e José Alberto Carvalho. Vida que também era a nossa a dos outros, a do país. 
Ao longo de dez semanas ouvimos falar de assuntos tão diversos como economia, religião, prazer, morte. A forma inquietante como os dois homens discutiram os assuntos trazia consigo uma mensagem: a de nos obrigar a pensar e, sobretudo, a sentir. 
Partindo de uma ideia de dois amigos, criou-se um espaço de discussão na televisão que ficou na memória de quem acompanhou estes dois homens da comunicação. 
No próximo dia 27 de Novembro, pelas 18h30, na Bucholz, o Manuel Luis Goucha irá apresentar o livro "28 minutos e 7 segundos de vida", que é uma forma de fazer perdurar a memória do Manuel Forjaz.
Gosto desta família. Estimo a Helena que conheço há vários anos. Em testemunho do meu apreço pela luta do Manuel, lá estarei nesse dia, com todos os seus amigos, a abraçar a vida!

HSC

12 comentários:

Virginia disse...


Também acompanhei estes programas do princípio ao fim e só tenho pena que não haja mais como estes. Pessoas inteligentes, sensíveis, comunicativas e duma simplicidade desarmante. Comovi-me sempre muito.
A doença - o cancro - entrou pela minha casa adentro dum modo completamente diferente do habitual, dum modo esperançoso, luminoso e original.

Não estarei lá, já li o livro que MF nos deixou e ouvi os programas mais duma vez. Ele era diferente.

Brown Eyes disse...

Foi um programa que muito me marcou e gostei de "conhecer" o Manuel...

TERESA PERALTA disse...

Duas Helenas: mulheres de muita coragem…
Nesse dia e nessa hora tenho que estar no meu local de trabalho, por isso, se a Helena não se importa, leve, também, no seu coração, a minha sincera homenagem.
Abraços.

Anónimo disse...

Fiquei feliz por saber através deste seu post que vai ser editado o livro e que vou poder ler. Uma homenagem tão merecida esta forma de perdurar a memória de Manuel Forjaz. Obrigada.
Isabel-QZ

bea disse...

Desconhecia a existência desses programas, não sei quem seja a mulher ou a família de Manuel Forjaz que também só conheci na morte amplamente noticiada.

Mas não é possível desligar-me de luta tão inglória e sofrida. Como acontece a outros bloguers que viveram idêntica situação, ou, não a tendo experimentado, a compreendem.

No meu parco entendimento os mortos acompanham-nos sempre desde que haja memória e não os rejeitemos. E para o eterno de cada um vive em nós a alegria de termos existido em conjunto, alma e corpo; de um bocadinho da nossa vida termos seguido a par. E este privilégio ninguém nos tira porque o passado é o que não se muda.

A morte dos outros faz parte da nossa vida.

A Mais Picante disse...

O Manel era uma força da natureza, detestado por muitos, admirado por outros tantos, há uma coisa que não se lhe pode negar, goste-se ou não dele, o optimismo contagiante, a capacidade de ver janelas abertas, uma energia e alegria brutais. Faz cá falta.

Anónimo disse...


Bom dia Helena!
Foi programa, que não perdia gostava dos temas, como do Manuel Forjaz exponha as suas ideias sem medos. A força que demonstrava ter, a sua luta árdua, as pesquisas que fez no combate à doença.
Um Homem que fiquei a admirar, a sua morte deixou-me chocada e triste, numca pensei que fosse anunciada tão cedo.
Durante semanas andei a ouvir as suas confêrencias, entrevistas, é preciso ter muita coragem para se desnuar dos seus sentimentos mais puros, vida perante os outros.
Com ou sem livro, a memória do Manuel vai perdurar sempre, existe pessoas que não se esquecem, ele será uma delas.

https://www.youtube.com/watch?v=I6VnRNm-99A

Carla

Anónimo disse...

28 + 7 = 35 noves fora = 8

8 = H

H E L E N A. ( Believe )

:-)

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Querida Helenamiga

Já saiu o Crónicas das minhas teclas e até já tenho o primeiro exemplar. Estou feliz; depois da trabalheira e confusões, o parto foi sem dor…

Na quarta-feira espero-te no Palácio da Independência, às seis da tarde!

Qjs

Anónimo disse...


Bom dia Helena!
Disfrute, deste video feito pelos nossos futuros medicos, alegre e divertido!

ESTUDANDO - Paródia Bailando // Faculdade de Medicina de Lisboa

http://www.youtube.com/watch?v=GQsAONwY0ZA

Carla

Helena Sacadura Cabral disse...

Henrique
Fico satisfeita com a notícia. Infelizmente nesse dia e à mesma hora estarei numa sessão de autógrafos já agendada há bastante tempo.
Mas desejo-te o maior sucesso nessa aventura que é lançar um livro!

Virginia disse...

Para quem não viu os programas - e vê-los ao vivo é bem melhor do que ler nos livros, quanto a mim - informo que todas estas entrevistas estão no youtube.

http://youtu.be/0GhF2wRax6k

Vale a pena revê-las.....