domingo, 18 de maio de 2014

Tirada infeliz!


António Costa numa intervenção na Convenção "Novo Rumo para Portugal" do PS, pôs a plateia a rir, ao procurar ilustrar a realidade do Governo com um anúncio publicitário em que entra o jogador de futebol Cristiano Ronaldo e a actriz Rita Blanco, a Dona Inércia.

"Longe do virtuosismo de Cristiano Ronaldo, este é mesmo o Governo da Dona Inércia. Por ser o Governo da Dona Inércia, é que só se preocupa com a taxa de juro, julgando como a pobre da Dona Inércia que, tendo a mesmo taxa de juro do Ronaldo, ganha o mesmo que o Ronaldo", apontou.

António Costa contrapôs que Portugal é um país "de gente que trabalha e que não está aqui para viver da riqueza das taxas de juro", esquecendo-se de que, quer Cristiano, quer Rita Blanco são, em Portugal, um exemplo do que os políticos deviam fazer e não fazem... Nomeadamente, a actriz que é aqui que ganha a sua vida. 
Com a agravante de que CR, no anúncio, representa o seu próprio papel e Rita representa muita gente trabalhadora, para quem a poupança é um esforço enorme para minorar as agruras do futuro!
E assim vai a política em Portugal, com os seus novos rumos e as tiradas infelizes que os ilustram!


HSC 

19 comentários:

patricio branco disse...

infeliz, sem duvida, e se a da. inercia não liga de certeza ao que diz antonio costa, está satisfeita por ganhar os mesmos juros que ronaldo, a actriz que a representa já não deve ter gostado do abuso de costa desprezando as portuguesas que ela simboliza, alem de que se trata, a publicidade, dum simpatico dueto entre duas figuras portuguesas que com o seu bom trabalho conseguiram o exito...

dJ disse...

Ele fala de D. Inércia e não da actriz Rita Blanco!
Maria João Pinto Basto

Helena Sacadura Cabral disse...

Maria João
É claro que ele se referia à D. Inércia. Mas como englobou o Cristiano Ronaldo que se representava a si próprio acabou por ser uma graça sem graça nenhuma.
Rita Blanco, uma das nossas maiores actrizes, ainda deve estar à espera de rir...

maria isabel disse...

Em tempos sérios não acho muita graça as "graças dos políticos".
Na sua casa podem e devem rir à vontade,mas quando estão a falar para os portugueses deveriam evitar essas graçolas,porque quem está a viver com muita dificuldade não lhe dá vontade de rir esses trocadilhos.

Anónimo disse...

Mas a frase é para levar assim à letra? oh valha-me a santa Engrácia, até parece que são todos muitos sérios em campanha. Se formos a analisar assim à letra, não se aproveita um político. E há os, dizem frases bastante mais infelizes. mas está bem, compreende-se!

Anónimo disse...

Eu até nem lhe percebi a graça, se calhar é porque já ando a contar os dias até o fim do mês que nem tenho cabeça para perceber a fina ironia e não me venham dizer que é da troika!
Cumprimentos,
Cláudia

Anónimo disse...

Acontece! Não vejo nada de mal. Há frases bem piores, como as de Passos Coelho antes das eleições, há 3 anos, a vincar quer em entrevistas quer em comícios que nunca aumentaria os impostos, nunca reduziria os salários da função pública, nunca cortaria nas pensões e reformas, etc, etc e depois foi o que sabemos. Um mentiroso, um demagogo.
P.Rufino

Helena Sacadura Cabral disse...

Ó Anónimo das 18:55
É evidente que "todos" - incluindo aquele que pretende visar no seu comentário - têm frases e momentos menos felizes. Eu gosto muito da Rita Blanco e talvez por isso não achei graça à graça. Acontece que "poupar" é muito difícil e representa muito esforço para muitos de nós...

Maria disse...

Mas saberá esta gente o que é poupar?...

Anónimo disse...

Era bem mais saudável que o Dr. António Costa, ainda Presidente da Câmara de Lisboa, tivesse mais intervenção em relação ao lixo que inunda esta cidade, bem como aos eternos buracos no pavimento. Se desse uma volta no famoso eléctrico 28, a abarrotar de turistas (preço de bilhete quase 3 euros.., poderia ouvir escandalizados comentários sobre a pena que é tanto lixo. Quanto aos buracos, não sei por onde o motorista passa, porque são cada vez mais.
Quanto ao ter «graça», políticos ambiciosos como ele não percebem que não é esse o registo e que só os broncos acham graça

Anónimo disse...

Se a pesporrência fosse taxada este sr. não ganhava para poupar nem um cêntimo.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Querida Helenamiga

Apetece-me dizer aos Lusos cidadãos que não se poupem no riso que ainda não paga imposto.Há tanta coisa para criticar em Portugal, sobretudo no que concerne a este (des)Governo e logo te foste preocupara com uma frase do António Costa... que nem faz mal a ninguém... Mas, não há-de ser nada. Nós, os Portugueses, somos assim...

Qjs

Helena Sacadura Cabral disse...

Henrique
Rir das poupanças que todos somos obrigados a fazer, por culpa dos que lá estão e daqueles que lá estiveram, não é o meu género de humor.
Defeito meu de certeza!

Observador disse...

Não interiorizei a ideia de António Costa.
Estarei em declínio ou, pior, em coma induzido tentando imitar o estado do nosso País?

Estimada Helena, está na moda dizer 'esta não é a minha praia'.

Cristiano Ronaldo e Rita Blanco, devem ter recebido pelo anúncio, mais que muitos cidadãos num ano de trabalho.
Isso é que é, a meu ver, lamentável.
E esta sim, é parte da minha praia.

Cumprimentos

Virginia disse...

Obrigada por me ter explicado o que aquilo queria dizer, pois não vejo anuncios, ponho logo no mute, mal os anuncios chegam!! Mas mesmo com a explicação, não consigo esboçar um sorriso sequer!! Que frase e comparação tão estúpida!

Benza-nos Deus!

Helena Sacadura Cabral disse...

Observador
Foi o BES a pagar. Logo, que paguem bem...

Observador disse...

Sim, Helena, foi o BES. É publicidade do mesmo.
Pago com o dinheiro de quem?

Isto é irrelevante. O que está, aqui, em conversa, é a comparação insegura de Seguro.

Cumprimentos

Anónimo disse...

Mas a frase é para levar assim à letra? oh valha-me a santa Engrácia, até parece que são todos muitos sérios em campanha. Se formos a analisar assim à letra, não se aproveita um político. E há os, dizem frases bastante mais infelizes. mas está bem, compreende-se! Subscrevo este comentador!!! Maria Gomes

Fatyly disse...

António Costa, mais um armado em engraçado sem graça nenhuma e já quase todos os comentadores disseram o que eu penso sobre o assunto!