sábado, 3 de maio de 2014

De volta à normalidade


Há muito tempo que me não lembrava de um mês com tantas efemérides juntas, a culminar neste 4 de Maio, em que pensava reunir, em almoço, a família, mas que o Dr Passos Coelho resolveu não licenciar, convocando um Conselho de Ministros dominical, que nunca se sabe a que horas termina. Não sei como terão reagido as mães dos governantes, mas eu não reagi nada bem…
Assim, e por decisão superior, ainda estou para saber que tipo de refeição o nosso PM me permitirá fazer, para celebrar o dia que me está destinado!
Abril foi para mim, de facto, um mês horribilis, que se arrastou até ontem e no qual terei dormido muito pouco porque, entretanto, e para juntar a tudo o resto, também tive o lançamento do meu livro e a respectiva promoção televisiva, que me obrigou a um arranjo pessoal especial que, neste período, era tudo o que menos desejava.
Mas cumpri, sem desfalecimento, tudo quanto a editora me pediu, com o mais empenhado profissionalismo. E, quando acreditava que esta noite cairia na cama e dormiria que nem uma justa, de tanto cansaço, tive uma insónia valente que nem um comprimido adequado conseguiu vencer…
Eis-me, então, de volta à normalidade. Só por escassos dias, até à Feira do Livro, em fins de Maio, e à próxima sucessão de feriados, em Junho. Se resistir a mais estas provas, começarei a pensar que sou uma mulher biónica ou, até, quem sabe, mesmo imortal!

HSC

12 comentários:

Paulo Abreu e Lima disse...

Uma Mulher Imortal já é. Agora, biónica, Deus nos livre... tudo ao natural como se quer, por favor :-)

Fatyly disse...

Deixe lá Dª.Helena e depois dessa reunião dominical, da qual eu espero mais uma receita bem amarga, terá mais dias e finja que um dia qualquer é sempre "dominical" para estar com o seu filho:), sim porque todos os dias são nossos ou quase nossos.
Pior foi a "insónia" o que ocorre quando o cansaço físico e moral é demais, e tenha cuidado consigo porque me /nos faz imensa falta!

Teresa disse...

Deixei passar estes dias e só agora comento! Quando diz que não lhe apetecia arranjar-se (sei o que isso é, perdi um filho com 18 anos se fosse vivo teria feito no dia 6 de Abril 34) Gostei de a ver, muito bonita! E admiro o seu sentido de humor quanto ao dia de amanhã! Faz-nos tanta falta!

Observador disse...

O senhor Primeiro Ministro não tem calendário nem horário.
É-lhe indiferente o que se passa com os seus colegas de governo.

Uma questão posso e vou deixar ao senhor Primeiro Ministro.
Como terá sido a sua infância, a sua adolescência, os princípios que decerto sua mãe, Dona Maria Rodrigues Santos Mamede soube ministrar?

Para si, estimada Helena, apelo à resignação.
Cumprimentos.

Helena Sacadura Cabral disse...

Nem mais Observador. Vamos jantar, embora eu preferisse almoçar. Mas o dia deve ser alegre e a noite também.
Valha-me S. José, paciente, meu padrinho de baptismo!

Maria disse...

A Senhora é um "poço" de FORÇA!
Bj
Maria

Helena Sacadura Cabral disse...

Observador
Como vê a minha vida é sempre uma surpresa. Sexa PM decidiu que o CMinistros é à tarde, às 18h e não de manhã como estava previsto.
Talvez consiga reunir a família para a ceia...

Observador disse...

Estimada Helena
É do contra, o senhor Primeiro Ministro.
Fico com a impressão de que aquela excelência leu o seu 'post' e resolveu (continuar a) complicar.

Perdoe a ligeireza mas tinha que ser.

Os meus cumprimentos.

Anónimo disse...

Maria (publicamente anónima)
Dr.ª Helena diz: "como terão reagido as mães dos governantes..." E também as governantes mães? Mas...peço desculpa...estar num lugar de ministro não é para todos, mas também é só para quem quer...quem aceita…
É pena que, aquelas pessoas (Senhores governantes) – que por acaso ocupam aqueles lugares neste país -quando estão sentados naquela mesa (onde se decidem os destinos dos portugueses), não pensem em tantas mães deste pais que têm todos os filho com elas, mas…uma mesa vazia. Quantas e quantas vezes sem uma refeição digna para lhes fornecer.
O que estas mães podem esperar, no fim da reunião, quando o Sr. PM falar ao país, é a informação de que, vão ter ainda menos euros na carteira para dar, pelo menos, pão aos seus filhos.
Depois aparecem os estudos que dizem que, nos últimos anos nascem menos crianças!...as pessoas que pensam, pensam duas vezes antes de colocar filhos num país como este…
Mas…como mãe é mãe todos os dias…com mais ou com menos, desejo toda a felicidade do mundo para todas as mães, sejam felizes cada um há sua maneira.
Para si. Com jantar ou com ceia, vai ter certamente um bom dia da mãe.
Maria M

Anónimo disse...

Imortal é sem dúvida no coração dos que a amam.
E,se tiver insónias,foque-se nas memórias - boas - ,e que elas brilhem como a luz da lua e acalmem o seu espírito.
http://youtu.be/FWNWt3kiTWc
Uma noite tranquila.
:-)
A

Anónimo disse...

Cara dra Helena,pode ter sido,sem dúvida, um mês horribilis,mas por outro lado,recebeu tanto e tão bom conforto,mimos,presentes e tantas palavras bonitas ...
Bem haja,pois mereçe tudo isto e muito mais.
CB

Anónimo disse...

Ó dra Helena,bom dia!
Hoje é a minha vez de ser "assolado"por uma insónia.
Será que que me pegou a sua?!
Ia pedir-lhe um comprimido,mas resolvi dedicar-lhe o - Only You... Make me crasy.
O Ambrósio vai ficar ciumento - Ó se vai!
http://youtu.be/qNJ02rxaNrs
A ver se durmo agora.
:-)))))